Energia: saiba como poupar no bolso os recursos naturais

como poupar no bolso os recursos naturais

Quem tem energia elétrica à sua disposição, não imagina a vida sem ela e um apagão gera um tremendo caos. Embora, uma em cada 5 pessoas no mundo viva sem energia elétrica e apesar de a sua geração ser a causa de danos ambientais, seja na construção de hidrelétricas e outras fontes renováveis ou não, seja na geração da energia mesma, o fato é que muito se fala em poupar energia: seja para o planeta que para o próprio bolso.

De 2012 a 2013 o consumo de energia elétrica no Brasil aumentou 3,5%, segundo o estudo divulgado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), no começo deste ano. O consumo residencial somou um aumento de 6,1% em relação a 2012. Ao todo, as residências brasileiras consumiram 124,8 mil GWh em 2013.

Algumas mudanças simples na rotina podem nos ajudar a poupar energia. GreenMe preparou uma lista com 10 dicas. Veja a seguir:

1. Retire os eletrodomésticos da tomada quando não se pretende usá-los por algumas horas. Manter os aparelhos plugados pode ser responsável por 10% do seu gasto mensal.

2. Substitua lâmpadas incandescentes comuns por lâmpadas fluorescentes compactas (FLC). Apesar de mais caras as LFC são mais eficientes proporcionando iluminação equivalente com um consumo bem menor.

3. Tenha o sol como seu aliado: sempre que o tempo permitir use o varal em vez da secadora de roupa e evite acender lâmpadas durante o dia, utilize a luz do sol, abrindo bem as janelas, cortinas e persianas.

4. Escolha eletrodomésticos que consumam pouca energia e tenham tamanho adequado à sua necessidade. Na hora da compra, dê preferência a equipamentos com Selo Procel Eletrobras – que identificam os equipamentos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética em suas respectivas categorias. Confira a lista de equipamentos que possuem o selo Procel clicando aqui.

5. Tomadas quentes são sinônimo de desperdício. Por isso, evite o uso de benjamins para ligar mais de um aparelho na mesma tomada.

6. Evite banhos demorados e quando possível deixe a chave do chuveiro na posição “verão”, dessa forma, é possível reduzir o consumo de energia em 30%.

7. Na hora de lavar roupa economize água e energia elétrica lavando de uma só vez a quantidade máxima indicada pelo fabricante da máquina de lavar.

8. Ar condicionado: Compre o aparelho adequado ao tamanho do ambiente e evite usá-lo por muitas horas seguidas.

Leia também: Climatizadores: 10 coisas para saber antes de escolher

9. Se você mora em condomínio, atente o síndico sobre o gasto energético do edifício, sugira o uso de sensores de presença que acenderão as lâmpadas, dos corredores e garagem, somente quando houver circulação de pessoas.

10. Pinte o teto e as paredes com cores claras, que refletem melhor a luz, diminuindo a necessidade de iluminação artificial, reduzindo assim o consumo.

Fonte foto: freeimages.com