Vacinação Covid-19 e lixo hospitalar: onde isso tudo vai parar?

Vacinação Covid-19 e lixo hospitalar: onde isso tudo vai parar?

Vem aí lixo, mais lixo, muito lixo e lixo perigoso.

Com o desafio de vacinar a população mundial contra a Covid-19, fica a pergunta: onde colocar e o que fazer com o lixo hospitalar gerado na vacinação?

Luvas, seringas, agulhas, embalagens, vidros… é lixo que não acaba mais porque tudo deve ser devidamente descartado após o uso.

Uma empresa especializada em gestão de resíduo hospitalar calculou o tamanho do lixo gerado pela vacinação somente nos Estados Unidos: 660 milhões de agulhas e seringas. Junte a isso todo o arsenal de lixo em torno das embalagens que envolvem todo esse material médico.

A empresa, chamada OnSite Waste Technologies, criou uma máquina, a TE-5000, que funciona resumidamente da seguinte forma: é uma espécie de mini forno que queima todo o material hospitalar  e rapidamente transforma agulhas e seringas em barras comprimidas de plástico.

Existem outras empresas e outras máquinas que fazem o mesmo serviço, transformando lixo hospitalar em migalhas plásticas ou em plástico comprimido.

O problema se “resolve” na questão da gestão, porque o lixo tem um volume e onde descartá-lo rápida e devidamente vira um problema, principalmente em estruturas hospitalares pequenas, como nos postos de saúde.

Então essa máquina diminui esse volume mas o lixo continua, só que menor. O segundo passo seria reciclar esse plástico remanescente.

De qualquer forma é uma alternativa porque para que tudo seja nos conformes, o lixo hospitalar segue uma destinação difícil e cara, pois não pode ser jogado aos aterros sem que antes passe por um devido processo de higienização.

Então, juntando-se às pragas das máscaras cirúrgicas descartáveis, temos agulhas, seringas, vidros e mais embalagens para sufocar o planeta igualzinho a Covid faz com o corpo humano.

É impressionate a que ponto chegamos.

E pensar que no começo da pandemia a ideia era a de que, finalmente teríamos acordado para a importância da ecologia e do respeito ao meio ambiente como prevenção de doenças… E o que temos para hoje é isso: não podemos desprezar vacinas nem máscaras, o único jeito é cuidar da melhor forma possível para que esse lixo não se volte contra nós.

E é tudo cíclico. Infelizmente!

Talvez te interesse ler também:

O novo cigarro: máscaras e luvas por todo lugar. O lixo humano é irremediável

Por favor, usem máscaras laváveis e reutilizáveis, o meio ambiente agradece!

Máscaras de pano funcionam bem, mas só se lavadas corretamente

Máscaras são o único meio seguro disponível para evitar Covid-19

Lixo humano: pinguim morre com máscara de coronavírus no estômago

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *