©Alvesgaspar/Wikipedia

Não mate as típulas: elas são inofensivas e combatem a dengue

Não mate as típulas: elas são inofensivas e combatem a dengue

As típulas, insetos da família Tipulidae (com mais de 15 mil espécies conhecidas) são “carapanãs-gigantes” de vôo lento e patas muito longas e frágeis, e não causam mal algum aos seres humanos.

Apesar da semelhança física com os mosquitos, esses insetos pertencem à família Tipulidae e não são hematófogos, ou seja, não se alimentam de sangue.

Para aqueles que adoram matar um inseto pela aparência “amedrontadora” deles, as típulas, apesar de suas pernas super longas, são muito úteis na biodiversidade, inclusive para o homem, pois elas ajudam no controle do Aedes aegypti, o mosquito vetor de diversas doenças causadas por vírus, como dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Saiba mais sobre as típulas.

Inofensivos

Os Tipulidae também são conhecidos como típulas e moscas-grua. Apesar do tamanho e do receio que causam, as típulas são bichos inofensivos e não fazem mal, pelo contrário, como vimos, ajudam no controle de doenças.

O professor Anderson Gonçalves da Silva, entomologista da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) campus Paragominas explica:

“Os Tipulidae apresentam aparelho bucal desenvolvido como um ‘rostro’ ou ‘focinho’, que não tem a função de picar, por isso, tecnicamente, é errôneo chamá-los de mosquitos.

Esses insetos se alimentam de seiva ou néctar e são benéficos aos seres humanos, pois fazem o controle de espécies como o Aedes, por exemplo. A fase larval do Tipulidade ocorre na água e nesse ambiente suas larvas são predadoras, se alimentando de outros insetos, dentre esses os do grupo Culicidae, que são os mosquitos, como o Aedes.

Ou seja, as larvas do Tipulidae são predadoras da larva do Aedes, o que acaba atuando como um controle natural“.

Espécies asiáticas gigantes

Segundo Bruno Uehara, do projeto para desmistificação dos insetos e da biodiversidade “Observações Naturalistas”, as maiores espécies de típulas são asiáticas.

De acordo com Zhao Li, curador do Museu do Inseto da China Ocidental, o mosquito que pertence à maior espécie de mosquito do mundo, Holorusia mikado, foi encontrado em agosto de 2017 durante uma viagem de campo ao Monte Qingcheng em Chengdu, com tamanho de 11,15 cm.

A importância das típulas

As típulas são insetos associados à ambientes aquáticos ou úmidos. As larvas vivem na água, se alimentam de matéria orgânica e outras são predadoras, comendo larvas de mosquitos como os da dengue.

As larvas e adultos das típulas são fonte de alimento para muitos animais como: peixes, aves, aranhas, anfíbios e mamíferos.

Vivem pouco tempo como adultas, cerca de 15 dias.

Na fase adulta, grande parte das típulas sequer se alimenta, e algumas se alimentam de néctar, contribuindo para a polinização.

Agora que você já conhece melhor, já sabe né?

Não mate as típulas!

Talvez te interesse ler também:

Não mate! Mosquitinho-de-banheiro limpa e desentope ralo

Centopeia, não a mate! Veja porque ela é útil em casa

Alegrias e tristezas? Os insetos também sentem! 

Apocalipse de insetos: redução de 25% em 30 anos, revela o maior estudo global sobre o tema

Sapo-cururu: agredido e ameaçado de extinção, é um grande aliado no combate à proliferação do escorpião-amarelo

Os pernilongos te amam? Descubra o porquê 

Pernilongos preferem os cervejeiros 

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *