Pura crueldade: China permite uso de bile de urso para tratamento da Covid-19

A China foi o primeiro país a enfrentar os efeitos e os desafios impostos pelo novo coronavírus, que está infectando e matando milhares de pessoas no mundo.

A comunidade científica internacional está tentando entender a Covid-19 com o objetivo de desenvolver uma vacina e ou medicamentos para o tratamento da doença. Na contramão da ciência, a Comissão Nacional de Saúde da China publicou uma lista dos tratamentos permitidos para combater o novo coronavírus no país.

Muitos deles são amparados pela medicina tradicional chinesa, que faz uso de plantas e, também, de animais silvestres em suas receitas. Em uma delas, está a Tan Re Qing, que é uma injeção usada no tratamento de doenças e infecções respiratórias que consiste em um extrato de plantas, pó de chifre de cabras e pó de bílis de ursos, como informou a Superinteressante.

Naturalmente, a receita chamou a atenção de ambientalistas, pois, ao mesmo tempo em que a China sinaliza a proibição integral do comércio de animais selvagens para consumo, não se manifesta para o uso deles em sua medicina tradicional, que faz parte da cultura milenar do país.

Segundo a “sabedoria” chinesa, na bílis dos ursos há níveis altos de “ursodiol”, um ácido capaz ajudar no tratamento de doenças hepáticas. Drogas sintéticas, feitas à base da substância, são comercializadas também no país. Entretanto, do ponto de vista científico, não há qualquer comprovação sobre a eficácia desse tratamento para o novo coronavírus.

O professor de medicina da Universidade de Minnesota, Clifford Steer, explica que o ursodiol pode até aliviar alguns sintomas da Covid-19 por causa de suas propriedades anti-inflamatórias, mas é preciso esclarecer que não existe, ainda, nenhum remédio capaz de combater a doença ou ou o vírus que a causa.

Pura crueldade

A China começou a comercializar a bílis de urso na década de 1980 a partir da extração do fluido das vesículas biliares desses animais. Mas muito antes disso, os ursos já eram caçados com essa finalidade, conforme denuncia a Animals Asia.

No início dos anos 90, existiam cerca de 400 fazendas de ursos na China dedicadas ao negócio da extração de bílis. Os ursos ficam confinados em gaiolas por até 30 anos. Os animais passam toda a vida enjaulados, famintos, sedentos e sofrendo de diversas doenças, como tumores malignos.

Nós denunciamos essa crueldade várias vezes aqui:

Nessas chamadas fazendas biliares, os ursos são apenas peças de uma engrenagem produtiva. A Animals Ásia acompanhou casos de ursos velhos ou muito doentes – que não conseguem mais produzir bílis – que, simplesmente, são deixados para morrer de fome em suas gaiolas.

Além de não haver nenhuma comprovação da ação medicamentosa do fluido, ursos estão sendo sacrificados em nome da ignorância e da ganância humanas.

O vírus somos nós

Como se sabe, apesar das teorias da conspiração que rolam por aí, o novo coronavírus não foi “fabricado” em laboratório, mas veio do morcego através de um processo natural, assim como muitas outras doenças virais são fruto da nossa interação errada com os animais. Nós, na nossa arrogância especista, (a teoria de que o Homo sapiens é melhor do que as outras espécies) nos achamos no direito de invadir o habitat dos animais, e retirá-los de suas “casas” para maltratá-los e explorá-los ao nosso bel-prazer.

A pandemia do novo coronavírus teve origem em um mercado de horrores na China: o mercado de carne fresca em Wuhan. Ali, animais vivos, engaiolados, em péssimas condições de higiene, são vendidos vivos para satisfazerem o apetite carnívoro humano. Aquelas condições são ideais para saltos virais de uma espécie para outra. Por isso, a Peta e a Animal Equality lançaram duas petições online que pedem o fechamento definitivo dos mercados de carne de animais vivos, que produzem doenças mortais.

Clique AQUI e AQUI para assinar.

Atenção, os vídeos abaixo contêm imagens fortes, não aconselhadas para pessoas sensíveis.

https://www.youtube.com/watch?v=nZyF1-i06Fs

Já em específico contra a crueldade cometida contra os ursos, a Animal Asia faz um trabalho de  denúncia das fazendas de bile, de combate à essa crueldade e de resgate dos ursos.

Para dar suporte a esse trabalho, clique AQUI para doar.

AQUI uma petição da Change.org que pede o fim dessa barbaridade.

Talvez te interesse ler também:

Coronavírus suspende touradas: 120 touros salvos da crueldade

Filhotes de ursos são flagrados brincando ‘como crianças’

Vídeo mostra urso gigante abraçando o homem que salvou sua vida

Sobre Redação GreenMe

Redação GreenMe
greenMe.com.br é um site de informação sobre meio ambiente e saúde, criado para levar ao grande público, a consciência de que um mundo melhor é possível, através de um comportamento respeitoso com todas as formas de vida.

Veja Também

Teste do espelho: quais animais reconhecem o próprio reflexo?

Será que os animais conseguem reconhecer o próprio reflexo no espelho? Um teste desenvolvido por …