Abelha é o novo ouro: a polinização se tornou altamente lucrativa e é alvo de cobiça do crime organizado

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Em 2016, houve uma explosão, nos Estados Unidos, dos casos de apicultores vítimas de roubo: devido à demanda crescente por polinização extra, sobretudo nas plantações de amêndoas na Califórnia, 1.695 colmeias foram levadas por criminosos naquele ano.

De acordo com uma reportagem publicada no The Guardian, os crimes são praticados por grupos organizados, o que tornou necessária a criação de toda uma estrutura para combate-los, incluindo policiais especializados em roubos de colmeia.

Os números e cifras envolvidas impressionam: há relatos de apicultores que, em um único roubo, na calada da noite, perderam centenas de colmeias, levando um prejuízo na casa dos 100 mil dólares.

O motivo de tanta cobiça se deve a uma série de fatores. Primeiro porque se antes o valor das abelhas se restringia ao mercado do mel, hoje o serviço de polinização realizado por elas torna-se cada vez mais necessário nas lavouras como recurso para aumentar a produção.

Acontece que esse aumento da demanda por abelhas nas plantações se dá justamente em um momento em que se observa um declínio nas populações do mundo inteiro, devido ao uso excessivo de agrotóxicos nas próprias lavouras e também às mudanças climáticas.

As abelhas valem ouro

Esses dois elementos da equação – demanda crescente por polinizadores e oferta sob pressão – resultaram em uma alta impressionante dos preços: de 35 para 200 dólares por colmeia.

Como destacou Oliver Milman no Guardian,

a polinização se tornou um grande negócio, fazendo com que alguns apicultores desesperados, ou gangues organizadas, fossem atraídos para o crime de colmeia”.

Pesquisador de apicultura na Universidade da Califórnia em Davis, Charley Nye, em declaração ao jornal britânico, chamou a atenção para a estrutura e organização envolvidas em um crime como esse.

“As pessoas normais não podem simplesmente roubar 500 colmeias com uma empilhadeira e um caminhão”, disse, “Portanto, é um grupo muito pequeno de pessoas capazes de roubá-los. Mas a recompensa é tão grande que acho que pode ser tentador para as pessoas fazerem isso.”

Nós do GreenMe sempre enfatizamos a importância das abelhas para a vida no Planeta, embora as notícias recentes demonstrem que os líderes mundiais seguem sem tomar medidas necessárias para resguardar as populações desses insetos, atualmente em franco declínio.

Esses crimes, infelizmente, só reforçam o que vem sendo repetido à exaustão por especialistas e ambientalistas: as abelhas valem ouro.

Talvez te interesse ler também:

Uma caixa de leite pode se transformar em hotel para abelhas solitárias

Brasileiro cria ‘ração’ para garantir a sobrevivência das abelhas (e elas, pelo visto, adoraram)

O exemplo de Minnesota que financia quem trocar os gramados de suas casas por flores para atrair abelhas

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista e mestre em Ciência da Religião. Tem 18 anos de experiência em produção de conteúdo multimídia. Coordenou diversos projetos de Educação, Meio Ambiente e Divulgação Científica.
Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Instagram
Siga no Facebook