Demônios-da-tasmânia nascem na Austrália depois de 3.000 anos

Demônios-da-tasmânia nascem na Austrália depois de 3.000 anos

Os demônios-da-tasmânia (Sarcophilus harrisii) são animais exóticos. Eles haviam desaparecido da Austrália há mais de 3 mil anos, mas agora sete bebezinhos da espécie acabam de vir ao mundo, ajudando a aumentar a população da espécie.

Extintos da Austrália continental há mais de 3 mil anos por causa dos dingos, uma espécie de cão selvagem, os demônios-da-tasmânia ficaram restritos à ilha da Tasmânia. Não bastasse essa ameaça, um câncer contagioso, conhecido como Doença do Tumor Facial do Diabo (DFTD), matou cerca de 90% da população da espécie desde que foi descoberta em 1996, segundo informa a CNN.

Mas, segundo a ONG australiana Aussie Ark, o nascimento dos sete filhotes fez com que a espécie voltasse a habitar a Austrália. Em 2020, o Aussie Ark introduziu 11 desses marsupiais à natureza da Austrália continental, elevando o total da população no continente para 26 indivíduos. O resultado é que os bichinhos se reproduziram com sucesso.

As fêmeas dos demônios-da-tasmânia dão à luz entre 2 e 4 filhotes de uma só vez, de acordo com a Tourism Australia. Os joeys (como são conhecidos os filhotes) correm para a bolsa da mãe, que tem apenas quatro tetas. Os que chegam à bolsa continuam morando lá por cerca de 8 meses.

De acordo com a Aussie Ark:

“Temos trabalhado incansavelmente durante a maior parte dos 10 anos para devolver os demônios à natureza selvagem da Austrália continental com a esperança de que eles estabeleçam uma população sustentável. Uma vez que eles estivessem de volta, dependia inteiramente deles”.

Os demônios-da-tasmânia são os maiores marsupiais carnívoros do mundo. Na Tasmânia, existem 25 mil “demônios” remanescentes na natureza, de acordo com a ONG.

Talvez te interesse ler também:

Vespa-cuco: esse inseto é um espetáculo de cores e brilhos!

Modinha no TikTok: como chocar ovo de pata comprado no supermercado. Funciona!

Lagartixas de estimação? Não faça isso!

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *