A água sanitária aumenta o risco de infecções em crianças

água sanitária

A lixívia (água sanitária) muito comumente utilizada na limpeza da casa, expõe as crianças a um maior risco de infecções respiratórias e outros tipos de infecções. Outra evidência de que o hábito de "desinfetar tudo" não seria realmente saudável.

Um estudo em questão, foi publicado na revista Occupational and Environmental Medicine por um grupo de pesquisadores liderados por Lidia Casas, especialista do Departamento Public Health and Primary Care Center for Environment and Health de Leuven, na Bélgica. O estudo foi intitulado "Domestic use of bleach and infections in children: a multicentre cross-sectional study."

Os pesquisadores se concentraram sobre o impacto do uso da água sanitária na limpeza da casa com relação às consequências para a saúde das crianças. Mais de 9.000 crianças de diferentes países e com idades entre 6 e 12 anos foram avaliadas. 

Os pais das crianças foram convidados a preencher um questionário sobre a saúde de seus filhos, com especial referência para a frequência com a qual contraíram amigdalites, sinusites, bronquites, infecções de ouvido, pneumonias e influências.

Além das informações sobre a saúde das crianças, também se questionou sobre os hábitos relacionados à limpeza doméstica. Os pais, em particular, foram solicitados a indicar se costumavam usar água sanitária para a limpeza da casa, pelo menos uma vez por semana.

De acordo com a divisão dos países considerados (Espanha, Finlândia, Holanda e outros), verificou-se que a utilização de lixívia para a limpeza da casa é muito comum na Espanha, enquanto é bastante raro na Finlândia. Os pesquisadores investigaram também sobre o uso de água sanitária na limpeza das escolas frequentadas pelas crianças que participaram do estudo.

As escolas espanholas também costumavam usar água sanitária na limpeza de seus prédios o que não era costume nas escolas finlandesas.

As conclusões do estudo? Melhor não usar água sanitária para a limpeza da casa ou das escolas. Do estudo, verificou-se que as crianças que estão mais expostas a este produto, tiveram um risco 20% maior de contrair gripe e 35% maior de contrair amigdalite do que as crianças não expostas à água sanitária.

No Brasil, nós também usamos muito água sanitária. O que você acha disso? Seria mesmo necessário ou daria para substitui-la por produtos naturais?

Leia também: 

Economia e sustentabilidade: 13 formas de usar o limão para limpar a casa

Itens naturais de limpeza que você não pode deixar de ter em casa

Receitas de produtos para a limpeza (sustentável) da casa