Menos maquiagem, menos creme, menos cosméticos às nossas crianças

maquiagem crianças

É fato! As crianças hoje estão ficando adultas cada vez mais cedo. Não querendo ser saudosista dos “meus tempos” quando com 15 anos quase que ainda brincávamos de boneca mas, vamos combinar que esse monte de creme, maquiagem, perfume não é o must para as nossas crianças.

Diz a doutora Pucci Romano dermatologista da Associazione di Eco-dermatologia Skineco na Itália, e autora do livro “Un’amica per la pele” que talvez estejamos errados em acreditar que as crianças precisam desse arsenal todo de cosméticos especializados para crianças e disponíveis no mercado no mundo inteiro.

A idade em que as crianças começam a se maquiar caiu dos 13 aos 10, 11 anos. Crianças (nem adolescentes ainda) que ensinam na web como se maquiar através de vídeos tutoriais. Alguém já parou para pensar que talvez seja muito cedo para as crianças começarem a se encher de substâncias químicas - metais pesados, arsênico, chumbo e cádmio - contidos na maioria das maquiagens? Entanto, elas terão a vida inteira para tal.

Desde bebê à linha infantil, é preciso ficar de olho na etiqueta e saber ler o INCI- International Nomenclature of Cosmetics Ingredients (o que não é nada fácil, mas vamos lá!)

Esqueça a publicidade

Não caia na tentação de achar que teu filho (a) PRECISA disso ou daquilo. Somente um médico pode indicar um creme para o caso de pele seca, dermatites etc. Xampú, sabonetes, creme para troca de fraldas, coisas que achamos indispensáveis podem ser escolhidas com os seguintes critérios:

Ingredientes proibidos

Evite comprar produtos que contenham:

Vaselinas, silicones, triclosan, propilenoglicol, Peg, formaldeídos e esqueça totalmente o uso do talco. Como vimos aqui, o talco pode estar ligado ao aparecimento de câncer.

Leia também: JOHNSON&JOHNSON PAGA US$ 72 MI POR LIGAÇÃO ENTRE TALCO E CÂNCER DE OVÁRIO

Prefira ingredientes naturais

O talco, substância derivada de uma pedra, inorgânica, pode ser substituído por outras substâncias naturais, como os amidos de arroz e de milho, por exemplo.

O mesmo para os óleos que, se forem de origem inorgânica, minerais, não são absorvidos pelo corpo por pura incompatibilidade. Prefira os óleos vegetais, coco, amêndoas, karitê, etc.

Ingredientes permitidos

Procure nas etiquetas substâncias benéficas como:

Ácido 18 beta-glicirretico (extraído do alcaçuz), bisabololo (extraído da camomila), calêndula, Aloe vera e beta-glucano (um açúcar derivado da aveia).

Não querendo ser antiga, chata, daquelas “que no meu tempo era tudo melhor” pois sabemos que o tempo muda, as crianças na escola podem se sentir de fora se não se maquiarem, etc, sabemos que tem toda uma cultura por trás disso tudo que dificulta a nossa tomada de decisão. Mas podemos explicar para as crianças que elas terão a vida inteira para se maquiarem e que nem todos os cosméticos, mesmos aqueles que se vendem como “adequados” aos menores, são de fato inócuos.

Depois, claro, tem o ar que respiramos, a comida que ingerimos, enfim, um tudo faz mal que desanima mas, educar é isso! Ninguém falou que é fácil, é nossa obrigação dizer e, para finalizar, o dinheiro gasto em toda essa parafernália de beleza pode ser melhor gasto em viagens, espectáculos, etc.

Especialmente indicado para você:

3 DIAS USANDO BONS COSMÉTICOS PARA BAIXAR OS NÍVEIS DE SUBSTÂNCIAS TÓXICAS NO ORGANISMO

FAÇA VOCÊ MESMO CREMES ANTIRRUGAS