Como plantar caju em vaso? Dicas de quem cultiva

  • atualizado: 
como plantar caju

O cajueiro é uma árvore nativa do Nordeste brasileiro. Existem dois tipos de cajueiro, o comum ou gigante e o cajueiro anão. Vamos aprender a plantar essa frutífera maravilhosa.

O cajueiro gigante, que pode atingir uma altura de até 20 m, com o peso dos galhos se arria na areia e se estende por uma superfície enorme.

Os dois maiores cajueiros, conhecidos e medidos, se encontram, um no Piauí e o outro no Rio Grande do Norte, ambos ocupam enormes áreas. Estas árvores com mais de 180 anos, foram jogando seus galhos, se espalhando, re-enraizando aqui e ali e continuam produzindo frutos deliciosos.

O cajueiro anão é bem mais prático de cultivar e atinge 4 metros de altura.

Para saber mais sobre essa árvore e seu fruto acompanhem os assuntos deste conteúdo:

 

1. A fruta do caju

O que costumamos considerar como fruto do cajueiro (Anacardium occidentale) na realidade se trata do seu pedúnculo floral ou extensão do mesocarpo da flor (inflorescência). O fruto mesmo é a castanha de caju, e o pedúnculo floral é o pseudofruto que é carnudo, cheiroso, gostoso, amarelo ou vermelho, uma delícia que, comestível, não é à toa que é considerado o fruto do cajueiro.

A castanha do caju é o fruto propriamente dito, que é duro e oleaginoso e é consumido depois de ser assado, para remover a casca. Pode ser consumo das seguintes maneiras:

  • ao natural
  • salgado
  • caramelizado (assado com açúcar)
 

2. Etimologia do nome

Caju tem origem da língua tupi que é acaiu que significa noz que se produz.

3. Extração da amêndoa da castanha de caju

Os indígenas extraíam a amêndoa da castanha de caju torrando-a diretamente no fogo, para eliminar o "Líquido da Castanha de Caju" ou LCC. Em seguida, após esfriar, realizavam a quebra da casca para a retirar a amêndoa.

A partir da industrialização, este método de extrair a amêndoa da castanha de caju adquiriu mais etapas:

  • lavagem
  • umidificação
  • cozimento
  • esfriamento
  • ruptura da casca
  • estufamento
 

4. A história do caju

caju 2

Antes dos portugueses colonizaram o Brasil, o caju já era conhecido pelos indígenas brasileiros que o utilizavam em sua alimentação. Os portugueses levaram o caju para a Ásia e a África. Maurício de Nassau, governador da região nordeste colonizada pelos holandeses, protegeu os cajueiros por decreto e contribui para que o doce de caju em compotas ficasse conhecido na Europa.

Nativo do Brasil, o caju passou a ser cultivado nas regiões tropicais da América, África e Ásia. Os maiores exportadores mundiais de amêndoa de castanha de caju (ACC) são Índia, Vietnã e Brasil.

5. Utilizações

Devido às propriedades tônicas e adstringentes, da casca do cajueiro, se obtêm componentes utilizados na produção de cosméticos e medicamentos dermatológicos.

Do tronco se extrai uma resina, de coloração amarelada, conhecida como goma de cajueiro que é usada em substituição a outras colas pela indústria da celulose.

A castanha do caju é conhecida por suas propriedades nutricionais e medicinais e utilizada em várias receitas culinárias.

Do "fruto", com sua parte carnuda, cheia de sucos e fibras vegetais, se fazem sucos, compotas, licores e doces diversos. O pseudofruto do cajuzeiro, é suculento, carnoso e rico em vitamina C e ferro.

O caju tem várias utilizações depois de beneficiado, tais como:

  • sucos
  • doces
  • composta
  • cajuada
  • passas de caju
  • rapadura de caju
  • refrigerante Cajuína
  • carne de caju (feita do resíduo e bagaço do caju).

Depois de beneficiado o "Líquido da Castanha de Caju" ou LCC é utilizado em resinas de:

  • materiais de fricção
  • lonas de freio
  • vernizes
  • detergentes industriais
  • biodiesel
 

6. Propriedades do caju

A amêndoa da castanha de caju é rica nos seguintes nutrientes:

  • fibras
  • proteínas
  • minerais (magnésio, ferro, cobre e zinco)
  • vitamina K e vitamina PP
  • complexo B (menos a vitamina B12)
  • carboidratos
  • fósforo
  • sódio e vários tipos de aminoácidos

A castanha também tem em sua constituição o ácido anacárdico, potente contra bactérias gram-positivas como Staphylococcus aureus e Streptococcus mutans, que produzem cáries dentárias.

7. 16 Benefícios do caju

caju

A castanha e o caju apresentam os seguintes benefícios para a saúde:

  1. proporciona ao organismo proteção contra doenças, tais como: gripes e febres e até o câncer
  2. ajuda na perda de peso e/ou emagrecimento
  3. fortalece sistema imunológico, sangue e ossos
  4. é rico em vitamina C, contendo em torno de 220 mg por unidade
  5. a pseudo fruta contém zinco, mineral que fortalece o sistema imunológico contra infecções e acelera a cicatrização de feridas e é importante durante a gravidez para o crescimento da criança
  6. o caju contém ferro e cálcio, minerais eficientes no combate à anemia e fortalecimento dos ossos
  7. a "fruta"protege o coração e as castanhas de caju evitam doenças cardiovasculares
  8. o baixo teor de gordura da castanha de caju beneficia a saúde do coração
  9. o caju ajuda e reduzir os níveis de triglicerídeos, que, quando altos, aumentam a incidência de doenças cardíacas
  10. a castanha de caju é constituída de ácidos graxos polinsaturado que combatem o colesterol ruim e por consequência reduz o risco de doenças cardiovasculares
  11. outros benefícios das castanhas é que previnem e combatem o câncer devido aos muitos flavonoides, pigmentos que possuem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antimicrobianas, antitumorais, ateroscleróticas, entre outras
  12. na castanha ainda se encontra o cardanol e o ácido anacárdico, compostos que inibem a proliferação de tumores, por diminuírem o "estresse oxidativo", evitam e combatem vários tipos de câncer, como o de mama, cólon e próstata
  13. o caju é rico no mineral cobre, que faz parte da constituição de enzimas como a tirosinase, que converte a tirosina em melanina, o pigmento que dá cor e viço ao cabelo e à pele
  14. os antioxidantes contidos no caju ajudam e protegem as células contra o envelhecimento causado pelos radicais livres
  15. a castanha de caju por ser rica em aminoácidos de cadeia ramificada (conhecidos como BCAA), aumentam a capacidade de utilização da gordura como fonte de energia, melhorando a capacidade física
  16. a castanha de caju reduz o estresse, a ansiedade e ajuda a tratar casos leves de depressão
 

8. Planta medicinal

A casca do cajueiro também é usada como chá para tratar:

  • diabetes, proteger o coração e diminuir os triglicérides
  • é antisséptico, bactericida para combater cáries dentárias
  • tem propriedades adstringentes e serve para eliminar mau hálito e inflamação de gengivas

O chá de casca de cajueiro tem efeitos depurativo, laxante e diurético, acelera a cicatrização de feridas externas (para isso é preciso banhar o local com o chá), e também é eficaz na limpeza de pele, pois retira as células mortas, tonifica e fecha os poros.

Comumente, usa-se o chá da casca de cajueiro para tratamento das lesões oriundas da hanseníase.

9. Como utilizar o caju para fins medicinais

CHÁ DA CASCA DE CAJUEIRO

O chá da casca do cajueiro geralmente é utilizado para problemas digestivos. Segue a receita de como fazê-lo:

  • Ferva por 10 minutos 1 litro de água com duas colheres de sopa de casca de cajueiro picada
  • Apague o fogo e abafe por outros 10 minutos
  • Tome até 4 xícaras de chá ao dia

Este chá pode ser utilizado de forma tópica e morno para tratar problemas de pele como aftas, úlceras e feridas.

Procure um médico:

Antes de consumir o chá de cajueiro, consulte o médico ou fitoterapeuta para avaliar o seu caso e se esse é o tratamento adequado e para saber de possíveis interações medicamentosas com os princípios ativos desta planta.

10. Contraindicações

O cajueiro pode causar alergias e dermatites em pessoas sensíveis aos princípios contidos em todas as partes de sua planta. Um destes princípios é o ácido anacárdico na forma de um óleo bem cáustico conhecido como LCC, que é o líquido da castanha de caju.

A composição do LCC é principalmente de ácido anacárdico, cardol (11,31%) e seus derivados. Por isso quem tem sensibilidade a estes princípios deve tomar cuidado ao manusear e ter contato com a planta, e evitar de comer o caju in natura.

E com relação à castanha do caju, só pode ser comida após passar no fogo ou no forno, por causa do abundante concentração de LCC em sua casca.

11. Como plantar caju

Algumas recomendações antes de realizar o plantio do cajueiro:

O terreno para o plantar o cajueiro deve ser um pouco inclinado, profundo, com pelo menos dois metros de terra, bem drenável

  • O solo deve ser fértil e meio úmido
  • As sementes devem ser selecionadas para o plantio colocando-as em uma bacia com água, as que boiarem não servem para plantar.
  • O poder germinativo das sementes é de até 12 meses.
  • O plantio deve ser feito no início da estação chuvosa, e antes de replantar a muda no local definitivo, deve-se averiguar se a planta tem pelo menos seis folhas maduras e saudáveis
  • O cajueiro para se desenvolver e frutificar precisa de temperatura quente, clima tropical como ou parecido com o do Nordeste.

Se você quer ter um cajueiro em seu quintal ou jardim siga as seguintes etapas:

  1. Adquira ou compre 3 cajus, retire as castanhas, cortando em volta do fruto para retirá-las sem danificá-las
  2. Providencie 3 recipientes, que podem ser corpos descartáveis, garrafas- pet cortadas ou vasinhos
  3. Coloque terra no recipientes misturada com um pouco de adubo vegetal
  4. Caso não tenha adubo vegetal, pode utilizar cinzas de fogueira
  5. Plante as sementes nos recipientes e cubra com terra
  6. Coloque a semente na mesma posição que estava na fruta ou deitada (posição plana), assim o seu crescimento será mais fácil, natural e espontâneo
  7. Depois de 1 a 2 semanas os resultados comecem a aparecer
  8. Ao fim de uma semana, começam a sair algumas raízes da castanha
  9. Passado de 2 a 4 semanas aparecerá uma espécie de “raiz” verde que sairá de dentro da castanha
  10. Ao brotar, a casca que envolve a semente sairá aos poucos e acabará soltando
  11. Quando a planta começar a ficar grande para os recipientes, é o momento de transplantar, em um vaso maior ou em um local do quintal ou jardim
  12. Para transplantar remova cuidadosamente a planta do recipiente, retirando com toda a terra e plante no local escolhido, seja vaso grande, quintal ou jardim
  13. Após o transplante o cajueiro vai se desenvolver, florescer e frutificar!
  14. Para isso, cuide bem dele!
 

12. Dicas de quem cultiva

Neste vídeo, Leonardo Lima dá algumas dicas de como obter mudas de cajueiro a partir das castanha de caju.

Plantar caju é uma forma econômica de poder comê-lo.

A castanha de caju tem alto valor nos mercado e, em várias regiões a "fruta" não é tão fácil de achar para compra.

Em condições apropriadas, o plantio é uma boa alternativa para obter esses deliciosos produtos do cajueiro e o que irá custar? A dedicação de cultivar! E o que irá se ganhar? Um belo cajueiro a frutificar!

Talvez te interesse ler também:

setaTOMATE-CEREJA, COMO CULTIVAR NA HORTA E NO VASO

setaCOMO PLANTAR PEQUI E FAZER AS SUAS MUDAS

setaCOMO PLANTAR ABÓBORA EM VASO

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!