Camélia, a flor dos amantes! Sabia como plantar

  • atualizado: 
Camélia

Segundo a tradição oriental, a camélia representa o romantismo e a dedicação entre os enamorados, pois, as pétalas e o cálice de suas flores atravessam o ciclo da existência unidos, durante muito tempo, simbolizando a persistência do amor e a devoção mútua dos que se amam. 

Não é a toa que o famoso autor Alexandre Dumas Filho intitulou uma de suas obras românticas, que depois virou filme, de Dama das Camélias.

Dá até para se dizer que, se a camélia fosse uma mulher, esta seria cheia de vigor, inspiradora, exuberante e romântica.

A camélia é um arbusto de beleza rústica com flores e folhas robustas, viçosas e resistentes, conferindo vivacidade e energia, no ambiente, onde onde for plantada.

OS SIGNIFICADOS DAS CAMÉLIAS

Dependendo da sua cor, esta flor tem um significado diferente. Dizem que as camélias cor-de-rosa significam grandeza de espírito; as brancas simbolizam a beleza e as vermelhas o reconhecimento.

Todas porém, como vimos, representam o romantismo e a dedicação entre os enamorados dada a sua natureza, a sua morfologia.

ASPECTOS CIENTÍFICOS

Nome científico: Camellia japonica
Família: Teáceas
Origem: Asiática, principalmente das regiões do Japão e Coreia

Características

A camélia possui diversas espécies, cores, formas e tamanhos.

Produz flores isoladas nas cores branca, rosa e vermelha.

Sua folhagem conserva-se sempre verde, durante o ano todo.

Época de floração

A camélia floresce entre o outono e o inverno.

SAIBA COMO PLANTAR CAMÉLIA

Germinação

No outono, as cápsulas das flores, conforme amadurecem, vão se abrindo e soltando as sementes que contêm.

Antes de proceder à sementeira, deixe as sementes secar, durante duas semanas.

Sementes frescas podem apodrecer, mas também, não podem ficarem muito secas, pois, perdem o seu poder germinativo.

A germinação só ocorre na primavera, e nessa estação, acontece, o aumento da temperatura, por isso, secando as sementes se preserva o poder germinativo das sementes.

Enxertia

Para a enxertia é necessário um porta-enxerto, que é o ramo da árvore que receberá o enxerto.

O enxerto é uma ponta de uma planta, que será enxertada no porta-enxerto (ramo da árvore).

O enxerto deve ter a mesma espessura do porta-enxerto, para para poder colocada nele.

O momento ideal para executar a enxertia é antes da primavera, antes dos porta-enxerto e o enxerto começarem á florir.

Alporquia

A alporquia é um dos métodos de reprodução que consiste em estimular o crescimento de raízes, em um ramo de uma planta, sem que este seja separado dela.

Na primavera, pega-se ramos jovens e não muito grossos (1 cm de diâmetro) e descasca-se ao redor do ramo (1 a 2 cm de largura).

Ao retirar a casca, o fluxo da seiva, rica em aminoácidos, é interrompido.

Cortando a descida desta seiva, promove-se a acumulação de nutrientes na zona do corte, o que faz surgir raízes, no local que foi descascado.

O corte do ramo deverá ser coberto com musgo ou, até mesmo, terra, e, após isso, envolver com um com plástico preto, amarrado e deixando uma pequena abertura na parte superior, que permita regar esse substrato.

No verão, as regas deverão ser mais frequentes.

As raízes se desenvolvem, por completo, um a dois anos depois.

Com as raízes formadas, se realiza, no inverno, a separação da planta que nasceu nova raiz e da planta mãe, onde se desenvolveu.

Agora com raízes formadas, a planta pode ser replantada em um vaso, até se desenvolver mais e poder plantar na terra.

Estaquia

Para realizar a estaquia, deve-se retirar estacas novas, da planta, cortando pela base e, isso, deve ser feito com um canivete bem afiado e desinfetado.

A estaca deve ser plantada num vaso e colocado à sombra.

As regas, devem ser frequentes, pelo menos uma vez ao dia, diariamente. 

Depois de seis meses que foram plantadas, as estacas já estarão enraizadas e com algumas folhas.

CULTIVO, CUIDADOS E ADUBAÇÃO

A camélia é uma planta de fácil cultivo, porém, exige alguns cuidados, pois é sensível à temperaturas muito quentes e se dá muito bem com o frio, inclusive é resistente à geadas.

Esta planta se desenvolve bem em lugares frescos.

A camélia necessita de luz solar direta, pelo menos, em algum momento do dia, e pode ser cultivada à meia-sombra.

As regas devem ser frequentes, nos primeiros meses de desenvolvimento da planta.

Com o passar do tempo, as regas podem ser mais espaçadas.

Sempre ter o cuidado de não encharcar o solo, pois, isso, pode prejudicar o desenvolvimento da camélia.

A rega em excesso ou solo muito úmido pode deixar a planta com fungos.

Se a planta for afetada por parasitas, pode-se tratá-la borrifando, nela, uma mistura de chá de arruda.

Veja, aqui um passo a passo do plantio da camélia, ensinados, didaticamente.

Para o plantio em vasos, recomenda-se a seguinte mistura:

  • 2 partes de terra comum
  • 1 parte de terra vegetal
  • 1 parte de composto orgânico (adubo)
 

Podas de Limpezas e Floração:

A poda é necessária para fortalecer e limpar a planta das flores que secam, e isto é recomendável fazer após a floração.

Em condições inadequadas (a falta de cuidados e fazer tudo que foi dito que prejudica a planta), a camélia pode ser atacada por fungos e parasitas.

Valerá à pena realizar todos os procedimento necessários para cultivar a camélia, pois, sua exuberância embelezará o local onde for plantada e durante muito tempo, por se tratar de uma planta resistente.

Agora, que você conhece mais sobre os predicados da camélia e como cultivá-la, que tal tê-la em seu jardim?

Se não conhece a beleza da camélia ou que saber mais detalhes sobre o cultivo e cuidados para mantê-la sempre bela e viçosa, assista este vídeo: