Primavera, a Buganvília: como fazer mudas, cuidados e podas

buganvília-cultivo

A primavera, como são mais conhecidas aqui no Brasil as espécies do gênero Bouganvillea, é um arbusto escandente nativo do sul do Brasil, bastante rústico e agressivo. Esta é uma planta que, na natureza, cresce sob árvores e estende seus ramos sobre as suas copas. Uma beleza que floresce durante a primavera e o verão colorindo nossas ruas, urbanas ou rurais.

Esta planta florífera exuberante chegou à Europa em 1790, pela mão do navegador francês Louis Antoine de Bougainville, de quem herdou um dos seus nomes. Segundo consta, o maior exemplar conhecido de primavera está no Município de Lambari no Sul de Minas Gerais.

Abaixo mostro duas fotos desta, que segundo os que a conhecem, atinge os 17 metros de altura. Você verá que estas fotos apresentam coloração diferente, o que é possível na primavera, que altera as cores das suas bracteas conforme a época do ano, a disponibilidade de nutrientes no solo e a quantidade de água de que dispõe.

buganvília 2

foto: Lambari, MG - a maior primavera do mundo

buganvília 3

foto: Lambari, MG - a maior primavera do mundo

Mas, hoje existem buganvileas espalhadas pelo mundo à fora, em variedades híbridas, muitas das quais não têm espinhos, e todas adoram subir buscando o céu, se apoiando em árvores, tutores de cimento, pérgolas de ferro, paredes de edifícios. No entanto, esta planta que tanto se parece a uma trepadeira não o é - trepadeira trepa agarrada com “gavinhas” que são folhas diferentes, que se enrolam do suporte. A primavera joga seus ramos por cima, sem se enrolar, cobrindo, se se deixar, todo o tutor. Veja algumas lindas fotos abaixo:

buganvília 4 
foto Buganvília na Espanha 

buganvília 5

foto Buganvília na Itália

buganvília 6

foto Buganvília na China

buganvília 7

foto Buganvília na EUA 

Aqui vou lhes contar qual o segredo de se fazer mudas de primavera. Todo mundo que já tentou sabe que isso de plantar primavera pode parecer fácil mas, nos finalmentes, muitas vezes dá errado. Vamos aqui descobrir porquê.

Bom, como planta nativa e rústica, a primavera vai pelo nosso chão espalhada pelas suas sementes, ou por pedaços de galhos que caem e ficam enterrados até brotarem. E Deus provê. Agora, quando a gente quer reproduzir uma primavera em casa, aí já é mais complicado. Você pode comprar uma muda já formada em um viveiro ou então, aprender a preparar as estacas de galhos.

Como preparar as estacas

A reprodução da primavera, ou buganvília, por sementes, sempre dará uma planta diferente da progenitora mas, se você a multiplicar por estacas de galhos, terá um exemplar idêntico ao que a originou. As estacas de galho devem ser tiradas da planta fora da época de floração, que ocorre, no Brasil, entre setembro e fevereiro, já que ocupa toda a primavera e o verão (em cada região a floração terá seu início mais cedo ou mais tarde, verifique). Corte as estacas quando fizer a poda que antecede a floração, no outono, e prefira as luas baixas, Lua Minguante e Lua Nova.

Leia mais sobre o efeito da Lua nos cultivos: LUA - A INFLUÊNCIA DO ASTRO NO CULTIVO É UM FATO

Você poderá aproveitar para estacas os ramos da grossura do seu dedo mínimo, que tenham gemas (nós, gomos). Corte as pontas em diagonal e separe estacas de, no máximo, 30 cm - não confunda a parte de baixo com a de cima. Da parte de baixo sairão as raízes, isso é natural, mas se você plantar de cabeça para baixo, bem, não vai resultar. Mergulhe as estacas, das quais você retirou as folhas deixando só 4 no topo, em água durante uns dias, em local iluminado porém fora do sol direto.

Para garantir o enraizamento, você poderá usar um hormônio enraizador, que ajuda mesmo, garante um maior número de estacas efetivamente enraizadas e também reduz o tempo de espera. O hormônio enraizador é um ácido comprado em lojas de jardinagem. Use luvas pois este produto pode causar danos ao ser humano. Outro dia eu conto como se faz um líquido enraizador de batatinha de tiririca, caseiro e que não faz mal. Alguns plantadores aconselham que se “machuque” levemente, os nós, gomos, da parte de baixo para incentivar a formação de raízes.

Plante as estacas, com uma inclinação de 45 º, em unidades individuais (vasilhas tetrapack de leite ou suco são muito boas para isso desde que você abra buraquinhos laterais e no fundo, e cubra o fundo, até um terço, com areia de rio, para ajudar a drenagem). Primavera não combina com terra encharcada mas, até enraizarem as estacas você deverá regá-las diariamente. O enraizamento demora de 8 a 10 semanas.

O plantio das estacadas enraizadas

Escolha as estacas saudáveis, com folhas novas e replante-as nos locais definitivos - se escolher ter a sua primavera em vaso, prepare um vaso bem grande, que permita que as raízes se desenvolvam bem. Beiras de muro, divisas de terreno, ao pé de uma árvore grande, são locais bons para ter uma primavera no chão.

Você também poderá optar por plantar algumas estacas em vasos menores, para formar bonsais. Aí você deverá deixar a planta amadurecer, se adaptar ao local, regulando as regas, cortando o galho principal a uns 20 cm para fortalecer o enraizamento e, quando estiver forte, começar a tratá-la para a formação do seu bonsai.

bonsai bougainvillea

foto Bonsai de buganvília 

Leia mais: CULTIVO DE BONSAIS: 10 DICAS PARA INICIANTES

As mudas novas, bem adaptadas, soltarão mais folhas a cada dia. Depois de um tempo comece a adaptação de suas mudas ao sol direto, de semana em semana, aproximando-as mais da área aberta. A adaptação lenta produzirá um melhor amadurecimento da planta. Essa aclimatação ao sol leva, em média, 4 semanas após o que você deverá reduzir a frequência das regas para adaptar a planta à oferta natural de água.

Geralmente, a primavera no jardim não requer de regas, a não ser que você more em uma região de características muito secas. Em vasos na varanda, regue sua primavera sempre que a terra do vaso estiver seca. E controle a drenagem do vaso pois, raízes de primavera apodrecem.

buganvília em vaso

foto Buganvília em vaso 

Podas de formação

As primaveras aceitam podas de formação no outono - nestas você deverá retirar os galhos secos e os estolões verdes, galhos muito agressivos porém que não produzem flores. Também poderá podar visando dar uma forma específica ao seu arbusto de primavera. Mas, se este crescer ao lado de uma árvore, retire somente os galhos secos - poda de limpeza - e deixe que ele, sozinho, suba pela copa, fará um efeito magnífico sem prejudicar o suporte. Porém, atenção, a grande maioria de primaveras possuem espinhos bastante agressivos portanto, não deixe nenhum galho à altura dos olhos e sempre use luvas para cuidar de sua planta.

 

Especialmente indicados para você:

COMO PLANTAR CITRONELA EM CASA

ORQUÍDEAS - 14 DAS MAIS BELAS VARIEDADES

AMANTE DA BOT NICA? CONHEÇA O APLICATIVO QUE RECONHECE PLANTAS