Como fazer pomada caseira de ervas: para tratar feridas e dores

  • atualizado: 
pomada caseira

Fazer pomadas ou cremes, em casa, é uma arte fácil quando se conhecem as plantas que vamos usar. Aqui vai, para os leitores do GreenMe Brasil, uma receita boa para tratar articulações doloridas ou feridas e machucados. Primeiro você deverá escolher as plantas que vai misturar e o efeito que quer obter.

Feridas

Se precisa de uma pomada para tratar processos inflamatórios e infectados, como as feridinhas que resultam de pequenos machucados ou picadas de insetos que você coçou, prefira usar:

* tanchagem (que tem ação antibiótica e anti-inflamatória)

* confrei (antibiótica e cicatrizante)

* mil em ramas (analgésica)

* calêndula (cicatrizante e regeneradora da pele)

* babosa (regeneradora dos tecidos, antifúngica e antibacteriana)

* bardana (regenerativa e cicatrizante)

* erva-baleeira (antisséptica e cicatrizante)

Dores

Para uma pomada que ajude nas dores articulares use:

* tanchagem

*mil em ramas

* bardana

*alho e gengibre, por exemplo.

Para as dores musculares, torcicolos e dores de ciático, pode usar folhas de arnica, de hortelã, de pimenta.

Hemorróidas e varizes

Neste caso não se esqueça da erva-de-bicho, da maravilha, da babosa e das couves (galega, repolho e couve-manteiga).

Dicas e cuidados

Há uma infinidade de ervas boas para se fazer pomadas - mas, lembre-se de não usar ervas colhidas na rua ou beira de estradas. O mais seguro é você cultivar suas ervas curativas ou então, comprar as ervas, secas, em um ervanário de sua confiança.

Uma dica boa - quando usar babosa nas suas pomadas, só use o gel interno da folha, retirando a casca e os espinhos, claro.

Como fazer uma boa pomada caseira de ervas

pomada caseira ervas

Você vai precisar de:

* 500 gramas de uma gordura de boa qualidade (azeite, vaselina, óleo de coco, óleo de amêndoas ou de semente de uva, por exemplo),

* 3 colheres de cera de abelha (também poderá usar manteiga de muru-muru, cupuaçu ou coco) e

* 20 % deste volume em plantas escolhidas.

Normalmente, nas receitas de pomadas caseiras, indica-se o uso de gordura animal mas, não há nada que impeça você usar gorduras vegetais - para facilitar o uso, escolha gorduras vegetais que se mantenham durinhas à temperatura ambiente.

Modo de fazer:

* Pique as plantas (verdes e colhidas no raiar do dia) ou use ervas secas. As proporções são diferentes: se você for usar plantas verdes, picadas, use uma proporção 3 vezes maior do que se for usar ervas já secas (as ervas secas são mais concentradas).

* Junte as ervas picadas com a gordura escolhida e leve a fogo bem brando, mexendo sempre até o derretimento completo desta. Quando começar a borbulhar, tampe a panela (panela de vidro é a melhor mas, você também poderá usar de ágata ou aço) e mantenha o fogo até que as plantas estejam completamente cozidas (na gordura borbulhante as plantas passam seus óleos essenciais, por desidratação, para a gordura). Mantenha o recipiente bem tampado para não perder óleos voláteis por evaporação. Não mexa durante a fervura para não fazer a gordura subir. O processo é lento mesmo e as plantas devem secar sozinhas.

* Quando terminar essa parte do processo, coe as ervas e misture o líquido quente com a cera escolhida, mexendo bem, fora do fogo, até a completa homogeneização da massa.

*Filtre a pomada (o melhor é filtrar em tecido de algodão, branco, bem lavado e passado).

* Depois de filtrada, a pomada está pronta. Envase em frasco de vidro com tampa e guarde na geladeira.

Como usar a pomada

O ato de passar a pomada no local a ser tratado é uma massagem, com certeza. Só não se deve massagear a pele queimada ou feridas profundas, de resto, em qualquer dos outros casos, a massagem é bem vinda pois ativa a circulação, redistribui melhor a linfa do processo inflamatório (reação natural do organismo) e ajuda na absorção do medicamento.

Leia mais sobre remédios caseiros:

CONHEÇA OS FANTÁSTICOS BENEFÍCIOS DO BÁLSAMO

AROEIRA - PLANTA MEDICINAL, COSMÉTICA E CULINÁRIA

COMO ACABAR COM A FLACIDEZ DO BRAÇO, SEM GINÁSTICA E DE UMA FORMA NATURAL