Trigo contém substâncias tão nocivas quanto algumas drogas

farinha de trigo

É difícil não consumir farinha de trigo, pois ela está presente em muitos produtos alimentícios. 60% a 70% dos alimentos vendidos no supermercado têm trigo em suas composições. Entretanto, devido à associação entre algumas doenças e a farinha de trigo, devemos evitar o seu consumo.

O médico Patrick Rocha, especialista no tratamento de Diabetes e presidente do Instituto Nacional de Estudos da Obesidade e Doenças Crônicas, falou à rádio EBC sobre o problema do consumo excessivo de trigo e explicou que este alimento, hoje, não tem a mesma composição que tinha na época de nossos avós.

Tirar o trigo é o mesmo que tirar o glúten, afirma Patrick. O trigo produzido em larga escala é muito maléfico, porque o glúten é um elemento altamente inflamatório. Todavia, o glúten não está presente apenas no trigo.

Nos últimos 40 anos, o trigo tinha pouco glúten, açúcar e amido. Atualmente, ele tem um poder tão viciante quanto o açúcar e algumas drogas, como a cocaína, porque ativa zonas do cérebro responsáveis pela sensação de prazer, aumentando a produção de serotonina e dopamina, segundo um estudo da Universidade de Harvard.

De acordo com Patrick, a atual composição do trigo é extremamente nociva para a saúde, “porque tem muito glúten, proteína inflamatória, e contém muito açúcar, mas infelizmente pouca gente sabe disto, inclusive os nutricionistas e médicos”.

Muitas doenças estão associadas ao consumo de trigo, como a diabetes, por conter mais açúcar do que o açúcar puro. O médico explica que duas fatias de pão integral contêm mais açúcar do que duas colheres de açúcar puro. A redução do consumo de trigo traz muitas vantagens para quem tem a doença, porque diminui consideravelmente o nível de açúcar no sangue.

É preciso estar alerta, também, com a farinha de trigo integral. Embora ela seja vendida, e até recomendada por médicos e nutricionistas, como um produto saudável, tem um índice glicêmico mais alto do que a farinha comum, elevando o risco de doenças.

O especialista dá a dica de usar a farinha de arroz, de amêndoas ou de coco para substituir de forma saudável a farinha de trigo.

Pode parecer difícil não consumir produtos à base de trigo, mas os benefícios na redução do seu consumo pode ser sentido não somente por quem quer emagrecer, mas, sobretudo, por todos aqueles que se preocupam com a sua saúde.

Leia também:

7 ALIMENTOS BRANCOS QUE SERIA MELHOR ELIMINAR DA SUA MESA

CONHEÇA ALGUNS ALIMENTOS QUE DIZEM SER SAUDÁVEIS MAS NÃO SÃO

Fonte foto: shutterstock

×

Assine GRÁTIS nossa Newsletter