Antioxidantes naturais: quais são, as fontes e os seus benefícios para o organismo

Antioxidantes naturais

Antioxidantes são uma arma muito poderosa contra os radicais livres e o envelhecimento. Vejamos as suas diferentes características nos diferentes tipos destas substâncias encontradas em diversos alimentos.

Aqui estão alguns dos principais antioxidantes naturais, os alimentos em que podemos encontrá-los e seus possíveis efeitos benéficos para a saúde.

1. Carotenoides

Entre os principais carotenoides encontram-se o licopeno, o betacaroteno e a luteína. Trata-se de um grupo de antioxidantes capazes de neutralizar os radicais livres que podem danificar as células do nosso corpo. Existe a possibilidade de que os carotenoides estejam relacionados às propriedades anti-envelhecimento e anti-câncer. Também poderia melhorar as funções do sistema imunológico e reduzir o risco de desenvolver algumas doenças.

cenouras

Licopeno

De acordo com um recente estudo, o licopeno pode ajudar a reduzir o risco de acidente vascular cerebral. O licopeno é encontrado principalmente no tomate. Outras fontes são pimentas, melões, goiaba e toranja rosa. A cozedura de alimentos - por exemplo, no que diz respeito ao molho de tomate - pode aumentar a biodisponibilidade do licopeno.

Tomates

Betacaroteno

O betacaroteno é o precursor da vitamina A. Entre as principais fontes de betacaroteno encontra-se a cenoura. O betacaroteno é melhor absorvido pelo nosso organismo se nós o consumimos com as gorduras boas, como o azeite de oliva. Neste caso, o conselho é comer a cenoura cozida (enquanto consumi-la crua beneficia a ingestão da vitamina C).

Luteína

A luteína, juntamente com zeaxantina, presentes principalmente no milho, pimentas vermelhas e laranjas, ajuda a manter os olhos saudáveis. Entre as fontes de luteína estão os ovos, alguns vegetais verdes, como espinafre, ervilha, pimentão verde, pepinos e aipo.

Principais fontes de carotenoides: cenoura, batata doce, espinafre, tomate. Flavonoides e antocianinas

2. Flavonoides e antocianinas

mirtilos

Os antioxidantes indicados como flavonoides incluem, entre outros, a quercetina, a rutina, a antocianinas e a apigenina. Melhoram as defesas celulares contra o envelhecimento, poderiam contribuir para a preservação da função cerebral e melhorar a saúde do coração e do sistema imunológico. Também podem trazer benefícios para vista e trato urinário. De acordo com um estudo recente, dos flavonoides podem chegar uma nova ajuda na prevenção do diabetes.

As principais fontes de flavonoides e antocianinas são: A apigenina está presente nas folhas de salsinha e aipo. Outras fontes de flavonoides são cacau, maçãs, peras, damascos, morangos, framboesas, feijão, blueberries, frutas cítricas, azeitonas, orégano, couve-flor roxa e uvas. As antocianinas são encontradas principalmente em frutas e vegetais roxos e azuis: mirtilos, amoras, cenouras pretas e roxas e frutos silvestres omo groselha, cereja, morango, framboesa, amora e mirtilo.

3. Isotiocianato

brócolis

É um antioxidantes que pode ajudar o corpo a se livrar das substâncias indesejadas. Além disso, poderiam contribuir para a defesa das nossas células do corpo mediante a neutralização dos processos cancerígenos e tornando mais rápida a capacidade do corpo de reparar e renovar suas células. Pode reduzir o risco de cânceres de mama e próstata.

Principais fontes: brócolis, couve-flor, couve de Bruxelas, couve chinesa, agrião e couve.

4. Resveratrol

uvas

O resveratrol é um fenol não flavonoide presente principalmente na pele das uvas. Ao resveratrol é atribuído prováveis ações anticancerosas, anti-inflamatórias e fluidificadoras do sangue. Esta última pode ser importante para a prevenção da trombose. Além disso, este antioxidante, pode proteger os vasos sanguíneos e reduzir os níveis do colesterol LDL. As plantas usam o resveratrol para se protegerem do ataque de bactérias e fungos. Graças a esta substância contida no vinho tinto, de acordo com um estudo que envolveu a população do sul da França e os habitantes dos Estados Unidos, os franceses têm uma melhor saúde cardiovascular do que os norte-americanos, com a mesma dieta (trata-se do famoso "paradoxo francês").

Principais fontes de resveratrol: uvas vermelhas e uvas pretas, suco de uva, vinho tinto, amendoim, mirtilos negros e cranberries - Vaccinium macrocarpon).

5. Tanino

tanino

Taninos são polifenois, encontrados especialmente em bebidas como o vinho tinto e o chá verde. Tem um efeito adstringente e podem ser administrados no caso de diarreia. Possuem ações antibacteriana e antifúngica e poderiam ajudar a reduzir o risco de câncer além de terem potenciais efeitos antivirais e antiparasitários.

Principais fontes de tanino: uvas, vinhos branco e tinto, chá verde, lentilhas, romãs, caquis, nozes e avelãs.