Nietzsche e a VONTADE DE POTÊNCIA: a Capacidade de Fazer Acontecer!

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Nietzsche em sua filosofia, criou o Conceito da Vontade de Poder ou de Potência (em alemão: Der Wille zur Macht). Através do desenvolvimento desse conceito, Nietzsche dizia que a Vontade de Potência é a principal força motriz, que existe em cada Ser e elemento da Natureza. Segundo Nietzsche, nos seres humanos essa força quando empregada confere realização, ambição e esforço para a conquista dos desejos e expansão.

Em seu livro Fragmento Póstumo (1881), Nietzsche afirma:

“E sabeis… o que é pra mim o mundo”?… Este mundo: uma monstruosidade de força, sem princípio, sem fim, uma firme, brônzea grandeza de força… uma economia sem despesas e perdas, mas também sem acréscimos, ou rendimento,… mas antes como força ao mesmo tempo um e múltiplo,… eternamente mudando, eternamente recorrentes… partindo do mais simples ao mais múltiplo, do quieto, mais rígido, mais frio, ao mais ardente, mais selvagem, mais contraditório consigo mesmo, e depois outra vez… esse meu mundo dionisíaco do eternamente-criar-a-si-próprio, do eternamente-destruir-a-si-próprio, sem alvo, sem vontade… Esse mundo é a vontade de potência — e nada além disso! E também vós próprios sois essa vontade de potência — e nada além disso!”

Para Nietzsche, a Vontade de Potência não é algo criado e advém da própria realidade da Vida, nosso mundo é resultante da vontade de potência.

Todos os processos e movimentos da Vida, Nietzsche atribuía à Vontade de Potência. Através da Vontade De Potência ocorre esse fluxo da existência, se desenrola a realidade, por isso, Nietzsche, combatia a idealização da existência e a doutrina das religiões para alcançar a santidade e um mundo perfeito, no caso o Paraíso.

A Força da Vontade de Potência se afirma por si só, segundo sua Natureza e Poder.

A vontade de poder, portanto, é a própria essência de toda a realidade.

O poder ou impulso que se manifesta, em cada ser, através das ações, reações e resistência, promovendo uma multiplicidade de forças, que em suas ramificações se tornam acontecimentos econômicos, políticos, culturais, astronômicos, envolvendo a natureza e todos os seres.

No ser humano a vontade de poder se manifesta através do desejo de conquista e realização, de fazer e acontecer!

Para Nietzsche a Vontade de Potência é uma força além dos nossos sentidos. Esta força é o combustível que movimenta a existência. A Vontade de Potência repercute em tudo, todos os processos, fenômenos, movimentos, relações são efeitos dessa força.

A vida é manifestação da Vontade de Potência!

O que mais iremos saber sobre a Vontade de Potência de Nietzsche, neste conteúdo?

  1. Exemplos da Vontade de Potência
  2. Efeitos da Vontade de Potência
  3. A Vontade de Potência e suas Expressões
  4. Vontade de Potência: o impulso de Realização e Criação
  5. A Revolução da Vontade de Potência
  6. Vídeos explicativos sobra a Vontade de Potência
  7. A Vontade de Potência e a metáfora do rio

vontade potencia 2

1. EXEMPLOS DE VONTADE DE POTÊNCIA

Esta Força está presente em tudo:

  • nas reações químicas;
  • nos processos orgânicos;
  • no movimento do cosmos;
  • nos fenômenos da Natureza;
  • nos marcos de nossa história;
  • e na psiquê humana.

Exemplos da Força de Potência na Natureza:

  • expansão da onda sonora;
  • a atração do imã;
  • a divisão da célula para formar o tecidos orgânicos;
  • a demarcação de território dos animais.

2. EFEITOS DA VONTADE DE POTÊNCIA

Esta força pode gerar efeitos destrutivos ou negativos como:

  • instabilidade;
  • conflitos;
  • disputas;
  • desigualdade;
  • competição;
  • briga de poder;
  • e dominação.

Os aspectos construtivos e positivos da Vontade de Potência, podem ser:

  • capacidade de superação;
  • dinamismo;
  • criatividade;
  • impulso para a realização;
  • inventividade;
  • atitude;
  • determinação;
  • satisfação.

A Vontade de Potência quando é forte e ativa no ser humano o leva a:

  • se expandir;
  • superar limites;
  • inovar;
  • empreender;
  • criar;
  • conquistar;
  • liderar;
  • realizar;
  • inventar;
  • ampliar os horizontes;

3. A VONTADE DE POTÊNCIA E SUAS EXPRESSÕES

O tipo forte, determinado e confiante impõe seus valores sobre o mundo. O fraco procura impor os seus valores de forma astuta e articulada, para que os indivíduos fortes sintam-se culpados pelo que são e fazem.

Para Nietzsche, a vontade de poder, em si, não é nem boa e nem má.

Nietzsche não defende a busca do poder.

Ele valoriza a sublimação da vontade de poder em atividades artísticas, filosóficas ou criativas. Na visão de Nietzsche, o belo se expressa através das expressões criativas, poéticas e de afirmação da vida. Em contrapartida, Nietzsche criticava expressões da Vontade de Poder resultantes de dominação ou crueldade.

Nietzsche coloca atenção na autossuperação, através da qual, a Vontade de Poder é canalizada para o autodomínio e autotransformação. Para Nietzsche o verdadeiro eu, de um ser humano, não se encontra dentro, mas no alto, acima, conferindo a visão e a capacidade de desenvolvimento a um grau mais elevado.

Essa elevação, para Nietzsche, é expressão de espíritos livres, que não se conformam e nem seguem, cegamente, o que lhes foi ensinado e passado como verdades absolutas, aceitam sua finitude, encaram suas dores, valorizam a alegria, superam a si mesmos, tendo alto grau de lucidez.

Estes são, considerados por Nietzsche, os super homens, que usam, sua Vontade de Potência, refletindo profundamente, sobre a realidade, procurando extrair o que é bom, verdadeiro e belo.

4. VONTADE DE POTÊNCIA: O IMPULSO DE REALIZAÇÃO E CRIAÇÃO

Potência é a força da Vontade que move o indivíduo para frente, vivendo com intensidade a realização de seus desejos.

“Vontade – eis o nome do libertador e mensageiro da alegria: assim vos ensinei eu, meus amigos” – frase extraída do livro Assim Falou Zaratustra, Da Redenção de Nietzsche,

A Vontade de Potência, no ser humano, é o que dá sentido, cria valores e significado para a existência. Ela cresce e se expande.

Não é falta.

É preenchimento!

Quando a Vontade de Poder é ativa e usada de forma sábia, lidera, cria valores, direciona e liberta.

4. A REVOLUÇÃO DA VONTADE DE POTÊNCIA

A filosofia de Nietzsche, lançando luz ao conceito da Vontade de Potência, tem a intenção de mostrar que ao utilizar esta força, o homem pode transformar a realidade, criar novos valores e se libertar de padrões ultrapassados e limitantes, impostos pelos sistema instituições e sociedade.

A Vontade de Potência pode dar novos sentidos à existência.

Vontade de Potência move o impulso vital para a expansão.

“Quereis um nome para esse mundo? Uma solução para todos os seus enigmas? Uma luz também para vós, os mais escondidos, os mais fortes, os mais intrépidos, os mais da meia-noite? Esse mundo é a vontade de potência e nada além disso! E também vós próprios sois essa vontade de potência e nada além disso!”

Nietzsche

5. Vídeos

Abaixo dois vídeos explicativos sobra a Vontade de Potência:

1. Vídeo do Canal Psicoativo TV

2. Vídeo do Canal Livre Pensar o Mundo

7. A Vontade de Potência e a Metáfora do Rio

Um rio supera obstáculos, segue seu curso, só olha para frente, sua força (Vontade de Potência) o impulsiona a encontrar o mar e se tornar maior!

Esta é a expansão do rio!

Analogamente, o ser humano com uma Vontade de Potência forte, positiva e atuante, supera obstáculos, enfrenta adversidades, segue em frente e avança.

Busca se transformar em sua melhor versão, desenvolvendo o mais que puder, todo o seu potencial.

A Vida é um contínuo movimento em busca de mais potência!

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Instagram
Siga no Facebook