Como os significados que damos ao que nos acontece impacta nossa existência e nosso destino?

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Você já notou que nem todo mundo reage da mesma maneira quando passa por dores e sofrimentos? Isso ocorre porque cada pessoa, ao longo de sua existência, vai formando ou deformando seu corpo emocional e sua identidade interna, conforme ela reage e responde ao que lhe acontece.

Todos nós estamos sujeitos ao que não temos controle. Entretanto, há escolhas que dependem de nós. E a forma como reagimos ao que nos acontece, torna a nossa existência melhor ou pior.

Querendo ou não, somos responsáveis por boa parte dos resultados que ocorrem em nossa existência, devido ao significado que damos ao que nos acontece e, dessa forma, vamos delineando nossa trajetória, conduta e crenças.

Vítimas ou Responsáveis 

Podemos culpar os outros porque estamos infelizes ou tomar uma atitude e optar por sair dessa insatisfação.

Nossa maior dor pode ser nosso maior trunfo! Isto quer dizer que um trauma, ou limitação, pode ser utilizado de forma construtiva e contribuir para nosso desenvolvimento e ainda ajudar o próximo com nosso conhecimento e experiência.

Para melhor gestão de nossa vida, faz-se necessária a prática da auto-observação, pois cada ação gera reações e significados que se tornam consequências, que por sua vez, se convertem em causas de acontecimentos e, seguindo esse princípio, vamos afetando nosso destino.

Como diz uma frase atribuída ao grande dramaturgo inglês, William Shakespeare:

“Não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito.”

Isto quer dizer que, diante da nossa responsabilidade pelo que podemos controlar em nós,  é possível tomar consciência de nossas emoções, através da auto-observação e controlar as emoções negativas transformando a negatividade em positividade, deixando de nos colocar como vítimas das circunstâncias, sempre reclamando da vida.

Transforme sua insatisfação em superação!

Podemos transformar nossos problemas em sabedoria, adotando a arte e a filosofia do bem-viver, cultivando a paz, dando um melhor sentido ao que nos acontece no diário viver.

Seguem alguns princípios para isso:

  • Reconheça suas limitações, buscando superá-las
  • Viva cada momento como único e extraia o melhor que puder, pois estamos nesse mundo de passagem
  • Viva o essencial, pois nele está contido o que realmente importa!
  • Quando não puder mudar algo, adapte-se, tirando o melhor da situação
  • Mantenha-se atualizado, dando frescor a sua existência, abrindo-se para o novo
  • Assuma sua realidade, compreendendo-se e conhecendo-se a fundo. Seja investigador de si mesmo
  • Perceba que o mal e o bem dependem mais da forma como reagimos ao que nos acontece 

Metáfora da Vida

Para entender melhor como nossa relação com a vida (todo/absoluto) impacta nossa existência (parte/relativo), pode-se fazer a seguinte comparação:

Faz de conta que a Vida é uma infinita película de um filme cinematográfico que vai rodando em uma tela de cinema e nós somos os atores. Já os acontecimentos, pertencem ao roteiro desse filme.

Nossa existência é nosso script (genética, infância, pais, criação, relacionamentos, vivências…) e, conforme vamos interpretando (experienciando/reagindo) o nosso script, podemos fazer uma magistral atuação ou não, e até chegar a atuar de forma desastrosa.

Como você está interpretando sua existência?

Pense nisso!

Talvez te interesse ler também:

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Instagram
Siga no Facebook