Flórida detecta presença de vírus transmitido por mosquitos capaz de provocar danos cerebrais e levar à morte

  • atualizado: 
Vírus da Encefalite Equina Oriental

As autoridades de saúde do estado americano da Flórida acabam de lançar um alerta: foi detectada na região a presença de um mosquito transmissor do Vírus da Encefalite Equina Oriental (EEEV, na sigla em inglês), capaz de provocar graves danos cerebrais e matar mais de um terço das pessoas infectadas.

Embora boa parte dos que contraem o vírus não apresentem quaisquer sintomas, ou desenvolvam apenas alguns mais brandos, parecidos com uma gripe, cerca de 5% apresenta um quadro de encefalite (inchaço no cérebro). Essa condição pode levar a dores de cabeça, tonturas, convulsões e até mesmo a um coma. Nos casos mais graves, a morte pela contaminação ocorre apenas dois dias depois dos primeiros sintomas. Mesmo quando se recuperam, as pessoas infectadas podem desenvolver sequelas permanentes.

Muito embora o alerta seja grave, os mosquitos transmissores (Aedes vexans, Coquillettidia perturbans e outros) costumam ser raros nos ambientes urbanos, uma vez que preferem áreas pantanosas mais afastadas da cidade. O Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos contabiliza uma média de sete mortes por ano no país em decorrência de contaminação do EEEV, sendo que em 2018 esse número foi menor: apenas seis casos registrados em todo o país.

A preocupação das autoridades locais de saúde se justifica porque o estado da Flórida, junto com Massachusetts, Nova York e a Carolina do Norte são os que registram o maior número de casos. Para monitorar a situação e mantê-la sob controle, os técnicos de saúde e pesquisadores costumam manter “aves sentinelas” em ambientes favoráveis à proliferação de mosquitos transmissores de diversas doenças, entre elas o EEEV. O sangue das sentinelas passa por testes periodicamente. Segundo nota do departamento de saúde, o vírus foi detectado em várias delas:

“Várias galinhas sentinelas no mesmo lote testaram positivo para a infecção pelo vírus da encefalite equina do leste (EEEV)”, diz o comunicado. "O risco de transmissão para seres humanos aumentou".

Talvez te interesse ler também:

PROPAGAÇÃO DO MOSQUITO E MEIO AMBIENTE: POR QUE É DIFÍCIL COMBATER O AEDES?

OS PERNILONGOS TE AMAM? DESCUBRA O PORQUÊ

REPELENTES CASEIROS FUNCIONAM? O QUE DIZEM OS ESPECIALISTAS?

Fonte foto

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!