Novo coronavírus já está velho: vírus que circula na Europa já sofreu alterações

Novo coronavírus já está velho: vírus que circula na Europa já sofreu alterações

2020 é um ano que parece não acabar nunca. O novo coronavírus nos colocou em uma espiral que nos suga sem fim.

Com a esperança trazida pelas vacinas, parecia que estávamos perto do fim desse thriller, mas, talvez, a história não esteja assim tão perto de um desfecho total.

De acordo com cientistas, o novo coronavírus já está velho, já que uma nova cepa do vírus está circulando pela Europa trazendo novos casos da doença para o continente.

A variante, que teria surgido no nordeste da Espanha, em junho, espalhou-se rapidamente por toda a Europa.

Um grupo de cientistas está analisando a mutação genética do vírus, agora identificado pelo acrônimo 20A.EU1. Apenas nos últimos dois meses, a variante foi responsável por 90% dos casos de infecção na Espanha e por 40% a 70% dos casos na Suíça, Irlanda e Reino Unido.

Para Emma Hodcroft, geneticista da Universidade de Basileia (Suíça) e líder do estudo:

“A partir da disseminação da 20A.EU1, parece claro que as medidas [de prevenção contra o coronavírus] em vigor muitas vezes não eram suficientes para interromper a transmissão das variantes introduzidas no verão”. 

O estudo sugere que quem tenha passado as férias de verão na Espanha pode estar propagando o atual coronavírus, embora não comprove que essa nova cepa seja realmente a causadora da segunda onda de infecção.

O professor de virologia da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto, Maurício Lacerda, considera que não há razão para se preocupar com a descoberta, já que esse seria o caminho natural de uma epidemia viral.

“Os vírus são os que mais sofrem mutações, principalmente os de RNA, como os coronavírus”, disse ele ao O Globo

Talvez te interesse ler também:

Brasil pode ter 2ª onda de Covid e deve estruturar cidades antes menos afetadas

Coronavírus: como na guerra, Itália usa toque de recolher e povo se rebela

Super resistente: estudo afirma que coronavírus sobrevive até 28 dias em certas superfícies

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on reddit
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *