18 Sérios Motivos para Parar de Beber

  • atualizado: 
parar de beber

Só uma cervejinha no fim de semana. Ou somente uma taça de vinho depois das refeições. O que começa dosado pode virar exagero em um piscar de olhos, e aí entram em cena as dependências e os problemas de saúde que o álcool traz.

Evidentemente, muitas pessoas sabem controlar o consumo, mas outras, não. Para as últimas, o mais indicado, segundo pesquisa da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, é abandonar o hábito de vez, pelo menos esse seria o método mais efetivo para a maioria das pessoas.

Para quem quer saber os ganhos que aparecem quando se abandona esse vício, ou esse costume, conheça abaixo 18 motivos para parar de beber.

1. Evita o câncer

Não existe quantidade segura de álcool. Qualquer gole já é prejudicial, como aponta este estudo realizado no Reino Unido. A bebida alcoólica provoca modificações irreversíveis no DNA, facilitando a manifestação de câncer de todos os tipos, de acordo com uma pesquisa publicada na revista científica Nature.

2. Emagrece

Pode parecer que não, mas o álcool pode fazer você engordar. Não somente pela quantidade de calorias que uma lata de cerveja tem – 150 calorias – ou ainda mais outras bebidas, mas por que as bebidas alcoólicas ativam uma substância chamada cortisol, que retém gordura e pode explicar aquela circunferência avantajada ao redor da cintura em quem bebe constantemente. Além disso, poucas são as pessoas que bebem e não comem um petisco, geralmente bem calórico. Por tudo isso, o álcool é um grande inimigo de quem quer perder ou manter o peso.

3. Economia

Qualquer cervejinha, por mais barata que seja, ainda assim sai muito cara na hora de fechar o orçamento. Basta fazer as contas da quantidade de bebidas alcoólicas consumidas no mês e o dinheiro gasto com isso. Pense na economia gerada ao parar de beber e se surpreenda.

4. Evita doenças relacionadas ao consumo de álcool

A lista é enorme: cirrose, pancreatite, hepatite alcóolica, neuropatia periférica, doenças gastrointestinais, problemas nos ossos, distúrbios de sono, deficiências imunológicas, anemia, enfermidades cardíacas e vasculares e até mesmo demência. Isso sem falar nos vários tipos de cânceres. Por tudo isso, vale a pena ficar longe do álcool.

5. Dependência

Um dos fatores mais tristes e temidos do consumo de álcool. E ninguém está livre desse risco. A dependência química de bebidas alcoólicas leva o indivíduo para o fundo do poço, prejudicando todas as relações pessoais, as finanças, os projetos de vida, a autoestima. Quem vira dependente necessita de cada vez mais quantidades de álcool para obter a mesma sensação do início. Vira uma bola de neve e o resultado é a perda da saúde, dignidade e até mesmo do próprio futuro.

6. Respeito ao próximo

O álcool é sempre um potencializador de atitudes ruins. Dirigir embriagado, se envolver em brigas, agredir fisicamente alguém, tudo isso é muito comum quando há bebida alcóolica envolvida. Não beber, nesse caso, significa diminuir consideravelmente as chances de desrespeitar o próximo.

7. Fim das ressacas

Quem já bebeu muito e passou por uma ressaca, já disse que “nunca mais ia beber”, de tão ruim que é esse dia seguinte às bebedeiras. Ressaca é uma forma do organismo se desintoxicar de tantas substâncias negativas, mas pode deixar de fazer parte da vida de quem resolve parar de beber.

8. Amizades sinceras

Beber também significa socializar-se. É comum que as pessoas se reúnam e incluam sempre bebidas alcóolicas no conjunto. Mas, muitas vezes a bebida é o único motivo para essa união. Será que vale a pena uma amizade assim?

9. Manter-se sóbrio

Embora na fantasia, uma ou outra dose de álcool possa ser atrativa, na prática nunca se sabe se o consumo será saudável ou gerará dependência. A sobriedade é sempre o melhor caminho, e para isso é preciso dar adeus às bebidas alcóolicas.

10. Menos rugas, pele mais jovem

O álcool desidrata a pele, faz um mal tremendo a quem deseja um aspecto jovem e saudável. Isso tudo graças às substâncias nocivas que o álcool tem. Ele reduz a quantidade de vitaminas do corpo, prejudicando a regeneração das células. Se você quer uma pele de dar inveja a qualquer um, é melhor ficar bem longe do álcool.

11. Cabelos lindos

O álcool prejudica a correta distribuição de nutrientes no organismo. Os cabelos, como qualquer outra parte do corpo, requerem um equilíbrio nutritivo, que não existe quando há ingestão em excesso de bebidas alcoólicas. Nesse caso, os fios ficam quebradiços, secos, gerando danos, como a queda e ruptura em longo prazo.

12. Coração forte

Embora existam estudos que apontem que algumas doses de álcool podem até fazer bem para o coração, é melhor desconfiar de algo que provoca tantos danos, tendo em vista que existem questionamentos sobre a metodologia dessas pesquisas e, o mais importante, o álcool está associado a uma série de doenças já mencionadas, que podem ser evitadas quando se abandona o hábito de beber.

13. Mais felicidade

O álcool pode até deixar um ou outro mais “alegrinho”, mas, em longo prazo, o efeito é bem diferente. O consumo exagerado de bebidas alcoólicas está relacionado a males, como ansiedade e depressão, além dos problemas de relacionamento que o abuso do álcool provoca.

15. Saúde sexual em dia

Quem bebe descontroladamente coloca a si mesmo em risco, inclusive, tendo comportamentos sexuais perigosos, como fazer sexo sem proteção. Por esse motivo não beber significa um maior controle sobre as próprias atitudes, menos possibilidade de pegar alguma Doença Sexualmente Transmissível – DST. Além disso, o álcool prejudica a libido, e, no caso dos homens, causa disfunção erétil ou mesmo impotência.

16. Sono melhor

Quem bebe dorme mal, fragmentado. E isso, em longo prazo, significa cansaço, fadiga e queda da imunidade, além da perda de qualidade de vida. Dormir é essencial para a saúde. E para conseguir uma boa noite de sono é preciso ficar longe do álcool.

17. Cérebro melhor

Bebidas alcóolicas prejudicam, em demasia, o cérebro, podendo causar até mesmo demência, nos casos mais graves. Isso por que quem ingere muito álcool sofre deficiências de vitaminas importantes, e isso se reflete na saúde cerebral também.

18. Estômago saudável

O álcool favorece doenças gastrointestinais, podendo gerar azia, vômitos, refluxo e sangramentos. Bebidas alcóolicas provocam lesões no aparelho digestivo, além de interferir na secreção do suco gástrico, prejudicando a digestão e favorecendo o aparecimento de úlceras e outras doenças.