Como agem os diversos tipos de bebidas alcoólicas sobre as nossas emoções

  • atualizado: 
bebidas alcoólicas

Você já parou para pensar que diferentes bebidas alcoólicas causam reações diversas em nosso corpo? De acordo com especialistas, vinho, vodka, cerveja, e assim por diante, têm repercussões muito diferentes em nosso corpo quanto às nossas emoções.

De acordo com um estudo, realizado entre a Bangor University e o King's College de Londres, o vinho relaxa e nos deixa mais amorosos, a vodka aumenta a energia, mas também estimula a agressão (como o whisky) e a cerveja favorece a confiança em si mesmo.

A pesquisa, que analisou questionários relativos a 30 mil pessoas (entre 18 e 34 anos de 21 países), descobriu que aqueles que geralmente tomam bebidas alcoólicas têm respostas emocionais significativamente diferentes dependendo do tipo de álcool que bebem. O vinho tinto teria a capacidade de fazer as pessoas se sentirem sexy e relaxadas, mas, ao mesmo tempo, aumenta o cansaço e predispõe às lágrimas, enquanto o vinho branco teria um efeito semelhante, mas menos pronunciado. A cerveja, por outro lado, aumenta seja a sensação de relaxamento que a de confiança.

Mas os superalcoólicos (cachaça, vodka, whisky etc) tendem a aumentar a agressividade.

Conforme ressaltou o professor Mark Bellis da Bangor University:

“Por séculos, a história do rum, do gin, da vodka e de outros destilados tem sido atormentada pela violência. Este estudo global sugere que ainda hoje o consumo deste tipo de álcool é mais provável que cause sentimentos de agressão do que outras bebidas".

Porém, deve-se enfatizar que os destilados são frequentemente consumidos mais rapidamente e longe das refeições, e têm concentrações de álcool muito maiores. Isso significa que o efeito estimulante no corpo é mais forte e rápido, bem como o aumento dos níveis de álcool na corrente sanguínea. O vinho e a cerveja, por outro lado, são muitas vezes consumidos mais devagar e frequentemente associados aos alimentos.

Há outra coisa importante a se considerar: os preconceitos das pessoas sobre as bebidas também desempenham um papel importante na resposta emocional ao álcool às bebidas destiladas. Por exemplo, se as pessoas bebem vinho tinto para relaxarem, provavelmente acabam relaxando; se bebessem vodka em uma festa para ficarem animadas, provavelmente se sentirão cheias de energia.

O marketing também desempenha o seu papel nessa história, e é a promoção da própria bebida a convencer as pessoas que, bebendo um tipo de álcool em particular, produzirão respostas emocionais positivas.

Mas qual é realmente a importância de se realizar uma pesquisa como esta? Os autores, escrevendo na revista Open BMJ (que publicou os resultados do estudo), argumentam que:

"Compreender as emoções associadas ao consumo de bebidas alcoólicas é crucial para abordar o problema do abuso de álcool, fornecendo informações sobre quais emoções influenciam na escolha das bebidas entre os diferentes grupos da população"

Como sempre, recomendamos minimizar o consumo de bebidas alcoólicas (especialmente as superalcoólicas - destiladas), enquanto o consumo moderado de vinho tinto ou cerveja é geralmente consentido, podendo, inclusive, trazer alguns benefícios à saúde.

Leia mais:

5 MOTIVOS CIENTÍFICOS PARA BEBER VINHO TINTO

CERVEJA: 10 INESPERADOS BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE

 

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!