Coceira – Quando você deve se preocupar?

  • atualizado: 
Coceira

Desse sintoma não tem como escapar. Talvez seja seguro dizer que todo mundo já passou, em menor ou maior grau, por uma coceira incômoda, quando não insuportável, em alguma parte do corpo. O prurido acontece como resposta do organismo a algum agente considerado nocivo. Nesse caso, a pele libera uma substância chamada histamina, que provoca a sensação de coceira, nada agradável.

O ato de coçar-se deve ser motivo de alerta, principalmente, se é algo muito recorrente, pois pode indicar alguma doença de pele ou mesmo sistêmica. Por isso é importante saber o que pode estar por trás desse problema.

CAUSAS DA COCEIRA

Entre as principais causas da coceira, é possível destacar:

  1. Alergias e irritações de pele
  2. Dermatites
  3. Pele seca
  4. Infecções de pele
  5. Doenças sistêmicas
  6. Componentes emocionais

1. Alergias e irritações de pele

Algumas pessoas são mais sensíveis que outras a determinados componentes de cosméticos, tecidos, alimentos, ácaros e outros micro-organismos, medicamentos, pelos de animais, picada de inseto, etc. Nesses casos, é comum que a coceira apareça em contato com algum desses agentes. Quando a coceira é recorrente, é necessário consultar-se com um dermatologista para descobrir qual o agente causador da alergia, para, se possível, evitá-lo.

2. Dermatites

Existem doenças de pele que têm como um dos principais sintomas a coceira. Entre elas, é possível destacar, por exemplo, a dermatite atópica, um distúrbio de pele crônico que faz a pessoa se coçar intensamente em contato com alguns agentes, provocando, inclusive, o desenvolvimento de lesões. Há ainda a dermatite de contato, seborreica, psoríase, entre outras. Nesses casos, o tratamento com o dermatologista é indispensável.

3. Pele seca

O ressecamento da pele, geralmente, provoca coceira, tendo em vista que a pele seca não tem a proteção natural que as glândulas sebáceas proporcionam, e por esse motivo são mais irritáveis. As pessoas com dermatite atópica, por exemplo, tem em comum o fato de terem a pele muito seca, por esse motivo, um dos principais tratamentos da doença é hidratar a pele constantemente.

4. Infecções de pele

Doenças, como herpes, micoses, escabiose, candidíase e impetigo possuem, entre os sintomas, a coceira localizada. Em geral, tais enfermidades são transmitidas de indivíduo para indivíduo e produzem outros sintomas, além do prurido.

5. Doenças sistêmicas

Alguns problemas de saúde podem provocar coceira no corpo: diabetes, problemas no fígado, como hepatite, cirrose, insuficiência renal, dengue, catapora, anemia, HIV, entre outras. É essencial procurar o médico para que ele faça o diagnóstico e trate a doença corretamente, bem como o prurido.

6. Componentes emocionais

Além desses fatores, existem ainda alguns componentes emocionais que podem se manifestar como coceiras na pele.

Depressão, transtorno bipolar, ansiedade, distúrbios alimentares são algumas das doenças que podem levar a pessoa a se coçar.

Evidentemente, o mais importante primeiro é descartar qualquer doença de pele ou sistêmica para chegar no diagnóstico de prurido psicológico. Atualmente, já se sabe que as doenças de pele, como a dermatite atópica, também tem um fundo emocional importante.

Ademais, há ainda dois tipos de coceira bastante peculiares: a que acontece na gestação e a coceira vaginal.

COCEIRA NA GRAVIDEZ

coceira gravidez

Uma coceira intensa pode aparecer na vida da mulher grávida, principalmente no segundo e terceiro trimestre da gestação. Geralmente trata-se de uma doença chamada Colestase Obstétrica, que tem como consequência uma coceira generalizada e intensa, que tende a piorar a noite.

Acredita-se que essa enfermidade tenha a ver com a ação dos estrogênios durante a gravidez, que pode atrapalhar o funcionamento correto do fígado, responsável por produzir uma secreção chamada bile, que ajuda na digestão. O que pode acontecer, no caso de grávidas, é que essa secreção é produzida em excesso ou não é totalmente absorvida pelo organismo e cai na corrente sanguínea, provocando a coceira.

A Colestase, normalmente, não causa grandes danos, e desaparece semanas depois do parto. No entanto, gestantes que desenvolvem essa doença podem ter parto prematuro, hemorragias e, em casos raros, o distúrbio pode provocar a morte do bebê. Devido ao baixo risco – mas existente – é importante que a mulher que sente muita coceira na gestação seja avaliada pelo médico e passe pelos exames necessários para verificar se é um caso de colestase ou não.

COCEIRA VAGINAL

A coceira vaginal pode ocorrer por uma série de motivos, mas um dos mais importantes é a candidíase, uma doença causada por um fungo. Além dela, a herpes também pode provocar prurido. Mudanças hormonais, como a menopausa, bem como alergias a produtos e tecidos, e maus hábitos, como usar roupas muito apertadas e depilar completamente os pelos pubianos podem estar por trás da coceira vaginal.

REMÉDIOS NATURAIS PARA COCEIRA

Conheça agora algumas soluções caseiras para minimizar a coceira:

  • Hidratação

    Tendo em vista que a coceira pode ser provocada – e piorar – quando a pele está muito seca, é essencial utilizar constantemente um bom hidratante e beber bastante água. Lembre-se também de aplicar o hidratante ainda com a pele úmida, para uma melhor absorção do produto.

  • Compressas frias

    Utilizar gelo no local da coceira ajuda a diminuir o prurido. Nesse sentido, deve-se evitar banhos muitos quentes, pois acontece o efeito inverso, e a pele tende a coçar mais.

  • Aveia

    Adicione 2 xícaras de farinha de aveia a água do banho e mergulhe nessa solução por 15 minutos.

  • Amido

    A utilização do amido é bastante conhecida como forma de aliviar a coceira. Para tanto basta passar o ingrediente no local afetado.

  • Urtiga

    O óleo ou chá de urtiga também podem ser usados no tratamento da coceira, principalmente nos casos de picadas de insetos.

  • Bicarbonato de sódio

    O bicarbonato também é uma ótima opção para aliviar a coceira. Basta fazer uma pasta com o produto, e aplicar na pele.

COCEIRA – QUANDO VOCÊ DEVE SE PREOCUPAR?

Como dissemos, se a coceira for algo muito frequente, isso pode indicar alguma doença de pele, alguma doença sistêmica ou até mesmo algum problema de cunho psicológico. Consulte um médico para tentar achar as causas e combater o problema com o tratamento correto.

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!