Hepatites A, B e C: Sintomas e Tratamentos

  • atualizado: 
Hepatites

Existem doenças que são bem conhecidas pela maioria da população, mas que seguem negligenciadas, seja pelos descuidos preventivos ou mesmo pela certeza de que nunca será uma vítima da enfermidade. No entanto, pela facilidade de transmissão, algumas delas devem sempre ser motivo de preocupação.

Uma delas, a hepatite, causa uma inflamação no fígado, e pode ser fatal, em algumas circustâncias. Ela pode ser transmitida por vários tipos de vírus, bactérias e parasitas, e também ocorrer em decorrência do uso de certos medicamentos, abuso de bebidas alcoólicas, ingestão de cogumelos venenosos ou estar relacionada a outra doença, como lupus, fibrose cística, artrite reumatoide, entre outras.

As formas mais comuns no Brasil, no entanto, são as hepatites A, B e C. Por isso, abaixo conheça em detalhes cada uma delas.

Hepatite A

A hepatite A é causada por um vírus chamado VHA. Esse microorganismo pode ser transmitido pelo contato com água ou alimentos contaminados, principalmente frutos do mar e vegetais. Ela também pode ser passada de pessoa doente para pessoa saudável, por via oral-fecal.

Vale lembrar que o vírus sobrevive por até quatro horas na pele das mãos de quem está infectado. A doença pode ainda ficar incubada por até seis semanas, no entanto, nesse período já é possível transmitir a enfermidade. É muito comum em lugares carentes de saneamento básico.

A hepatite A pode ser assintomática, mas quando há presença de sintomas, eles costumam ser os seguintes:

Sintomas de Hepatite A

  • Náuses e vômitos
  • Febres
  • Dores musculares
  • Cansaço e mal estar;
  • Icterícia
  • Fezes esbranquiçadas e urina escura

Tratamento da Hepatite A

O tratamento da hepatite A consiste em amenizar os sintomas e geralmente desaparece, esponteanemente, em até dois meses. Algumas pessoas, no entanto, podem levar até seis meses para limpar o organismo do vírus.

Raramente a hepatite A evolui para uma complicação mais séria, como a hepatite fulminante, que é quando o fígado para de funcionar, mas pode ocorrer. Existem duas vacinas contra a doença.

Hepatite B

Transmitida pelo contato com sangue, saliva, sêmen ou secreções vaginais, a hepatite B é causada pelo vírus VHB, que ataca as células do fígado e pode resultar em hepatite aguda, crônica ou fulminante.

Ela é considerada uma Doença Sexualmente Transmissível – DST – e pode ser transmitida também pelo contato com objetos contaminados, de mãe para filho (na gestação, parto e pós parto) e transfusões de sangue, embora o risco seja muito baixo nesse último caso.

Sintomas da Hepatite B

  • náuseas
  • febre
  • dores musculares
  • icterícia
  • fezes claras
  • urina escura
  • além de cansaço
  • mal estar

Na maioria das vezes, a pessoa contaminada nem percebe que está doente e o vírus é eliminado, naturalmente. No entanto, ela pode evoluir para crônica. Quando isso acontece, pode levar anos até que o infectado descubra a doença, e quando descobre o quadro já está mais grave, podendo resultar em cirrose hepática ou câncer de fígado.

Tratamento da Hepatite B

O tratamento, assim como no caso da hepatite A, visa reduzir os desconfortos dos sintomas, mas quando se trata de hepatite B crônica existem remédios a serem administrados.

A hepatite B também tem vacina.

Hepatite C

A hepatite C é transmitida pelo contato sexual, sangue ou de mãe para filho (gestação, parto e pós parto) e compartilhamento de objetos infectados. O vírus que a transmite chama-se VHC e a doença costuma evoluir para crônica, na maioria dos casos. A evolução dela costuma ser lenta e, muitas vezes, o diagnóstico demora a chegar.

Sintomas da Hepatite C

  • náuseas
  • icterícia
  • perda de peso
  • cansaço
  • dores musculares
  • ascite (barriga d'água)
  • confusão mental, quando o quadro já está mais grave.

Tratamento de Hepatite C

Ela não tem cura em cerca de 85% dos casos, mas existe tratamento a base de medicação, inclusive disponível gratuitamente pelo SUS.

Não existe vacina para a hepatite C.

9 dicas para evitar Hepatites

  1. A vacinação é uma importante prevenção contras as hepatites A e B;

  2. Use sempre preservativo nas relações sexuais;

  3. Não compartilhe objetos, como itens de higiene e de manicure

  4. Caso faça tatuagem, verifique as condições do ambiente e exija sempre objetos esterilizados e/ou descartáveis

  5. Evite o consumo de bebidas alcoolicas

  6. Lave as mãos antes de comer e depois de usar o banheiro

  7. Evite alimentos de procedência duvidosa, e tenha especial atenção com frutos do mar, principalmente moluscos que podem reter o vírus por causa da grande quantidade de água que têm

  8. Dê prefêrencia ao consumo de água filtrada ou fervida

  9. Caso suspeite de que pode estar com a doença, não hesite em procurar um médico.

Especialmente indicado para você:

seta

PURIFICAR O FÍGADO: 10 REMÉDIOS NATURAIS

setaCÂNCER DE PÂNCREAS: SINTOMAS, FATORES DE RISCO, TAXAS DE SOBREVIVÊNCIA

setaGORDURA NO FÍGADO: SINTOMAS, CAUSAS E REMÉDIOS NATURAIS

setaQUANDO SEU FÍGADO NÃO FUNCIONA BEM, VOCÊ ENGORDA