Tudo sobre Amenorreia: Tipos, Causas, Complicações e Muito Mais

  • atualizado: 
amenorreia

Ela acompanha a vida das mulheres por um longo tempo. Algumas, até gostam. Outras, odeiam. O fato é que o ciclo menstrual é algo extremamente importante e serve como termômetro, muitas vezes, da saúde feminina. Quando há ausência de menstruação por um período, diz-se que a mulher está com amenorreia. Mas o que é exatamente esse problema, quais as causas, tratamentos e fatores de risco? Saiba agora tudo sobre o assunto.

O que é

Amenorreia é o termo técnico para a ausência da mentruação por mais de três períodos consecutivos, em caso de mulheres que já passam por ciclos menstruares, e também engloba meninas adolescentes que não menstruaram até os 16 anos.

Com exceção de fatores fisiológicos, como a gravidez, amamentação e menopausa, que interrompem a mentruação naturalmente, a amenorreia deve sempre ser investigada, pois mostra que há algum distúrbio acontecendo no organismo.

Tipos de amenorreia

Há dois tipos de amenorreia:

  • Nos casos de ausência menstrual na puberdade, quando a menina não chega a ter a primeira menstruação – ou menarca – a amenorreia é classificada como primaŕia.
  • Já quando a mulher já tem ciclos menstruais e deixa de menstruar por três períodos consecutivos, diz-se que ela tem a amenorreia secundária.

Causas e fatores de risco

As mulheres bem sabem: a primeira suspeita quando a menstruação não vem é a suspeita de gravidez. Essa realmente é a causa mais comum. Além disso, na amamentação a mulher pode ficar um longo período sem menstruar, o que é natural, bem como na menopausa, quando o organismo para de ovular, o que interrompe a menstruação.

Com exceção dessas três causas fisiológicas, todas as outras demandam uma maior investigação por parte do especialista.

Vale lembrar: amenorreia não é a doença, mas um sintoma, e pode ser causada por uma série de fatores, tais como:

  • Uso de alguns métodos anticoncepcionais, como a pílula, DIU, implantes, entre outros;
  • Problemas hormonais, como distúrbios da tireiode e a Síndrome do Ovário Poliscítico;
  • Anormalidades na região genital, como o não desenvolvimento correto dos órgãos reprodutores e obstruções na vagina, por exemplo;
  • Distúrbios alimentares, como anorexia e bulimia;
  • Abuso na prática de exercícios físicos;
  • Estresse – tendo em vista que ele altera o controle hormonal feito no cérebro, o que desestrutura os ciclos
  • Obesidade;
  • Procedimentos médicos, como quimioterapia e radioterapia;
  • Tumores;
  • Menopausa precoce;
  • Uso de certos medicamentos, como antidepressivos, antialérgicos, entre outros.

Além dessas possíveis causas, existem alguns fatores de risco para o surgimento da amenorreia, tais como: herança genética, ansiedade, problemas de sono e depressão.

Outros sintomas

Além da ausência menstrual, a mulher pode experimentar uma gama de sintomas relacionados a falta da mentruação, tais como dores de cabeça, abdominais e/ou pélvica, retenção de líquidos, secreção nos mamilos, cólica e dor no seio sem menstruação, falta de lubrificação vaginal, pelos no corpo, acne, queda de cabelo, alterações na voz e na visão, irritabilidade e cansaço.

No entanto, a amenorreia pode ter apenas a falta de menstruação como sintoma.

Complicações da amenorreia

Mulheres que enfrentam uma ausência menstrual não fisiológica podem ter problemas de fertilidade, tendo em vista que sem menstruação não há ovulação, o que impossibilita as chances de engravidar.

Além disso, a queda nos níveis de estrôgenio, hormônio importante no ciclo menstrual, podem deixar os ossos mais fracos, o que facilita o aparecimento da osteoporose.

Anorexia e Bulimia x Amenorreia

Pessoas que enfrentam distúrbios alimentares, como a anorexia e bulimia, podem parar de menstruar. Isso acontece por que o baixo peso compromete o sistema hormonal da mulher, o que atrapalha a regularidade da menstruação. Ela costuma acontecer em cerca de 1/3 das pacientes com tais desordens alimentares e tendem a durar até que o peso volte ao normal.

Diagnóstico e exames

Caso a mulher perceba que está com amenorreia e vá ao médico, a primeira coisa que ele vai solicitar é um teste de gravidez para excluir esta possibilidade.

Depois, vai solicitar uma série de exames ginecológicos e clínicos, além de verificar o histórico da paciente, e pode ainda pedir exames de imagem, como uma ressonância magnética ou uma Tomografia Axial Computadorizada (TAC).

Tratamento

Por se tratar de um sintoma, e não de uma doença, o tratamento da amenorreia vai depender sempre da causa para essa ausência menstrual.

Caso o problema seja hormonal, o médico pode administrar medicamentos para controle do distúrbio, o que, em si, já regula o ciclo. Em alguns casos, remédios anticoncepcionais podem ajudar a normalizar a menstruação.

Se a amenorreia for causada por um problema físico, dependendo do caso, talvez seja necessário fazer cirurgia.

Amenorreia causada por estresse, treinos exaustivos e problemas alimentares, pode ser resolvida por meio da mudança de hábitos. No entanto, apenas um especialista poderá fazer a correta avaliação a respeito do distúrbio.

Por tudo isso, não hesite em procurar por ajuda profissional, caso a menstruação deixe de aparecer.

Especialmente indicado para você:

setaENDOMETRIOSE: REMÉDIOS EFICAZES PARA ALIVIAR OS SINTOMAS

seta12 ASPECTOS QUE DIFERENCIAM O SANGUE MENSTRUAL

setaPRIMEIROS SINTOMAS DE GRAVIDEZ → SERÁ QUE VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA?