Os 20 Primeiros Sinais de que você pode ter Câncer de Mama

  • atualizado: 
Sinais Câncer de Mama

Não à toa, existe um dia dedicado somente para conscientização desta doença. O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum e que mais mata mulheres no mundo todo, segundo O QUE A GORDURA ABDOMINAL TEM A VER COM CÂNCER DE MAMA? MUITA COISA! da Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer.

Além disso, em 66,2% dos casos, a paciente é a responsável por descobrir a doença. Por isso, é essencial que a mulher faça regularmente o autoexame e, a partir de 50 anos, faça mamografia a cada dois anos, de acordo com recomendação do Ministério da Saúde. É importante também ficar de olho em alguns sintomas, que podem surgir quando a doença se instala. Lembrando que quanto antes diagnosticado, maiores as chances de sucesso no tratamento do câncer.

Vedemos 20 Primeiros Sinais de que você pode ter Câncer de Mama:

1. Nódulo endurecido na mama

Esse costuma ser o sintoma mais chamativo, e pode indicar a existência de um câncer. No entanto, somente esse sinal isolado não significa, necessariamente, que há a doença, já que infecções e cistos também geram nódulos;

2. Abaulamento na mama

Caso a mulher note um arqueamento em uma parte do seio também deve ficar atenta e procurar um especialista;

3. Inchaço no seio

Caso ocorra inchaço, não relacionado ao sintomas do período menstrual, é necessário investigar também, pois pode indicar a presença da doença. Mas, vale lembrar, que infecções e inflamações, juntamente com dor, também causam inchaço nas mamas;

4. Vermelhidão na mama

Assim como o inchaço, a vermelhidão na pele da mama também pode indicar alguma infecção ou inflamação, mas também pode ser um dos sintomas do câncer de mama;

5. Mudanças no mamilo

Assim como na mama, qualquer mudança nos mamilos deve ser investigada. Principalmente se houver retração ou afundamento deles. Este costuma ser um sinal evidente da doença também;

6. Sensação de massa/nódulo em uma das mamas

Algumas vezes, a mulher sente internamente uma espécie de massa na região dos seios, e isso deve ser investigado;

7. Sensação de nódulo aumentado na axila

Caso exista a presença de nódulos na região das axilas, é necessário consultar um especialista, pois, embora esse aumento possa significar uma inflamação ou infecção, também pode ser indicativo de câncer de mama;

8. Espessamento do mamilo

Mudanças na textura dos mamilos também devem ser motivo de preocupação, já que esse é um dos sintomas da doença;

9. Endurecimento da pele da mama

Caso a mulher note que um dos seios apresenta uma parte semelhante mais endurecida também deve investigar as possíveis causas;

10. Secreções no mamilo

Em muitos casos, o mamilo pode secretar sangue ou um líquido seroso quando a doença está no organismo. Por isso, vale ficar de olho também nesse sintoma e verificar, inclusive, se essa secreção possui um odor forte;

11. Formação de crostas ou feridas perto do mamilo

Caso a pele dos seios apresente feridas ou crostas perto do mamilo é necessário consultar um especialista também;

12. Inchaço no braço

Assim como pode ocorrer inchaço nas axilas, pode ser que esse aspecto se estenda também para os braços, em consequência do câncer de mama;

13. Dor na mama

A dor nos seios ser um indicativo de câncer de mama, mas, normalmente, no início da doença, não há presença desse sintoma. Ele costuma ficar mais evidente nos casos mais avançados, quando o seio fica dolorido só de tocar. Mas é importante lembrar que o período menstrual e infecções, como mastite, também pode causar dor nas mamas;

14. Perda de peso

Qualquer perda de peso sem explicação deve ser investigada, principalmente se essa perda for de cinco ou mais quilos;

15. Cansaço

Esse pode ser um sintoma bastante impreciso, mas quando o cansaço não melhora, nem mesmo depois do repouso, é necessário ficar alerta, pois quando essa fadiga torna-se crônica, isso pode significar que o organismo está lutando contra alguma doença;

16. Sangramentos anormais

Em geral, nos casos de câncer de mama, há um sangramento discreto do mamilo. Por isso, caso a mulher note a presença de sangue, deve procurar um especialista;

17. Alteração na pele da mama

Qualquer vermelhidão anormal, feridas sem explicação, mudanças na cor, veias saltadas também devem ser investigados;

18. Mudança no tamanho das mamas

Esse sintoma também costuma ser bastante chamativo da doença, pois, caso ocorra diminuição ou aumento dos seios, pode ser indicativo de câncer;

19. Alterações de forma e textura nas mamas

Buracos pequenos, que lembram celulite, mudança no formato dos seios e alterações da cor da pele das mamas também podem ser sintomas de câncer na região;

20. Coceira frequente na mama ou mamilo

Caso a mulher note uma coceira repetitiva nos seios ou mamilos, deve procurar ajuda médica também.

Esses sintomas podem aparecer isolados ou em conjunto, mas somente uma avaliação mais detalhada poderá dizer, com certeza, se existe ou não a doença. O melhor período para avaliar a mama é dias após a menstruação, pois já não há a influência do ciclo menstrual.

Mas ter alguns desses sinais não significa, necessariamente, que há câncer de mama. Além disso, algumas mulheres com a doença, não apresentam nenhum desses sinais, no estágio inicial. Caso note algum desses sintomas ou mais de um, procure um especialista e nunca se esqueça de fazer o auto exame.

Como fazer o autoexame

Como dissemos acima, na maioria dos casos, a própria paciente descobre haver um nódulo ou um câncer de mama fazendo o autoexame, ainda que este não seja capaz de detectar os nódulos iniciais (os menores de 1 cm e que só podem ser vistos com uma mamografia).

Exames de rotina, em determinados casos e em mulheres com mais de 50 anos, são recomendados pela maioria dos médicos que segue as recomendações do Ministério da Saúde, embora existam médicos que prefiram cautela e pedem para que se evite o excesso de exames.

seta Leia mais: CAMPANHA MÉDICA BUSCA EVITAR "OVERDOSE" DE EXAMES

Para os que concordam que não se deve exagerar com exames, o autoexame pode ser muito importante. Ele deve ser feito apenas uma vez por mês, preferivelmente ao final da menstruação. O exame também ajuda a mulher conhecer a própria mama o que nenhum médico pode fazer por ela.

De frente a um espelho, olhe bem para os aspectos gerais das mamas. Apalpe todo o entorno delas, fazendo um círculo e apalpe também a região das axilas. Repare nas cores e nos aspectos da pele da mama e aperte o bico de cada seio para ver se há líquidos.

Pode-se fazer o autoexame nas posições em pé, com uma braço levantado atrás da cabeça e depois deitada. Leia no artigo abaixo mais detalhes e fotos que ilustram o procedimento:

setaLeia também: CÂNCER DE MAMA: FATORES DE RISCO, SINTOMAS E O AUTOEXAME

Veja outros artigos sobre câncer de mama:

setaPREVENIR O CÂNCER DE MAMA COM BRÓCOLIS E BROTOS DE BRÓCOLIS

setaNOVA DESCOBERTA SOBRE O CÂNCER DE MAMA: UMA PROTEÍNA É A RESPONSÁVEL PELA METÁSTASE

setaCÂNCER: 8 REGRAS PARA PREVENIR OS TUMORES MALIGNOS