Dia Mundial da Saúde: vamos falar sobre depressão para aliviar este mal

  • atualizado: 
depressão

Todos os os anos comemora-se o 7 de abril como sendo o Dia Mundial da Saúde. O tema principal deste ano, 2017, é a depressão, e esse dia será o destaque da campanha "Depression: let’s talk”, que começou no ano passado em ocasião da World Mental Health Day. Mas como é possível evitar ou curar a depressão?

Este é o ponto central em torno do qual a Organização Mundial da Saúde vem trabalhando este ano. Um tema que pode afetar a todos, pessoas de todas as idades, pessoas de todas as classes sociais, pessoas de qualquer país.

Leia mais: A DEPRESSÃO SERÁ A DOENÇA MAIS COMUM NO FUTURO. E AGORA?

Um "cão negro", como vem a ser definida no tocante vídeo promovido pela OMS (veja abaixo), que pode nos afligir durante toda a vida com angústia e privação, com tristeza absoluta e falta de estímulo. A depressão impossibilita as mais simples atividades diárias, com consequências por vezes devastadoras para as relações familiares, com os amigos e no trabalho. Na pior das hipóteses, a depressão pode levar ao suicídio, hoje a segunda principal causa de morte entre jovens de 15-29 anos.

Leia mais: DEPRESSÃO INFANTIL EXISTE. CONHEÇA OS SINTOMAS E AJUDE AS CRIANÇAS

O que é depressão?

A depressão é uma doença caracterizada por dor interna persistente e uma perda de interesse em atividades que normalmente proporciona prazer, acompanhada por uma incapacidade para realizar atividades diárias. Além disso, as pessoas com depressão têm mais de um dos seguintes sintomas: perda de energia, falta de apetite e sono, ansiedade, dificuldade de concentração, indecisão, agitação, sentimentos de inutilidade, culpa ou desesperança, pensamentos de autogestão ou suicídio.

Leia mais: 5 DOENÇAS QUE PODEM SER CONFUNDIDAS COM DEPRESSÃO

depressao sintomas

O que fazer?

Como diz o slogan da campanha: “ler’s talk”. Vamos falar sobre isso. No centro da campanha está de fato a importância de falar sobre a depressão como um componente essencial da recuperação. O estigma em torno da doença continua a ser um obstáculo para as pessoas que procuram ajuda no mundo inteiro. Falar de depressão, no entanto, seja com um membro da família ou com um amigo ou com um profissional - mas também em grupos maiores, por exemplo, nas escolas ou no local de trabalho, ajuda a quebrar esse estigma e levar mais pessoas a procurar ajuda.

"A coisa mais importante a lembrar é que não importa o quão difícil é ... se você tomar boas decisões, falar com as pessoas certas, os dias de “cão negro" podem ​​passar e passarão.”

Esta é uma das mensagens lançadas pela campanha. E é isso: antes de se iniciar o tratamento com remédios, você tem que ter a força de superar o estigma e começar a falar, jogar pra fora, compartilhar este sentimento, infelizmente, nada raro nos dias de hoje.

"Se você estiver em dificuldades nunca tenha medo de pedir ajuda. Não tenha vergonha. O único pecado é ver a sua vida escapar de lado".

Leia mais sobre depressão:

5 ATITUDES QUE PODEM TE AJUDAR A DAR UM JEITO NA DEPRESSÃO

DEPRESSÃO: NOVOS OLHARES SOBRE A NOSSA INFELICIDADE CONTEMPORÂNEA

ANTIDEPRESSIVOS NATURAIS: 10 ATITUDES QUE VÃO FAZER A TUA VIDA MAIS FELIZ