Resistência aos antibióticos: veja as 12 bactérias mais resistentes

  • atualizado: 
Resistência aos antibióticos

Quais são as bactérias mais perigosas do mundo? A lista negra vem diretamente da OMS, a Organização Mundial de Saúde e aponta as 12 bactérias que trazem mais risco para a saúde humana. É a primeira vez que a OMS distribui um relatório sobre as bactérias mais resistentes aos antibióticos atuais e, consequentemente, de maior risco para os seres humanos.

São 12 espécies categorizadas em 3 grupos de risco - o inimigo número um é conhecido como Acinetobacter baumannii.

1º grupo - prioridade crítica

Acinetobacter baumannii, Pseudomonas aeruginosa e Enterobacteriaceae são as superbactérias resistentes ao Carbapenem e à 3º geração das cefalosporinas, famílias antibióticas de largo espectro de ação.

As Enterobacteriaceae incluem as Mycobateriae, causadoras da tuberculose humana.

Este é um grupo de perigo real pois causam infecções pulmonares graves (pneumonia e tuberculose humana) e septicemia (infecção generalizada).

2º grupo - prioridade alta

Neste grupo estão:

* Enterococcus faecium resistente ao vancomycin,

* Staphylococcus aureus resistente ao methicillin e ao vancomycin

* Helicobacter pylori resistente ao clarithromycin

* Campylobacter resistente a fluoroquinolona

* Salmonella spp. resistente a fluoroquinolona

* Neisseria gonorrhoeae resistente à 3º geração das cefalosporinas e as fluoroquinolonas

3º grupo - prioridade média

No último grupo estão bactérias resistentes às penicilinas e ampicilinas como são o Streptococcus pneumoniae e os Haemophilus influenzae.

Objetivo da lista de bactérias resistentes

Essa lista, diz a OMS, feita em colaboração com a Universidade de Tubingen, deverá servir como orientador para os governos na implantação de políticas públicas que visem os investimentos de pesquisa e fabricação de medicamentos que sejam mais eficazes. Por essa razão foi divulgado, inclusive, o grau de letalidade das bactérias em questão.

"É uma ferramenta para garantir que a investigação atenda às necessidades mais urgentes da saúde pública . A resistência aos antibióticos está crescendo, e nós estamos ficando sem opções disponíveis. Se deixarmos que só o mercado [defina quais novas] drogas {vai querer vender} não estaremos pronto a tempo ", explica Marie-Paule Kieny, diretora da OMS.

Se quiser estudar o assunto mais a fundo, acesse o link da OMS com a lista das 12 bactérias mais perigosas da atualidade, clicando aqui.

Especialmente indicado para você:

setaOMS ALERTA QUE A GONORREIA E OUTRAS DSTS ESTÃO SE TORNANDO INTRATÁVEIS

setaSUPERBACTÉRIAS PODEM MATAR MAIS QUE O TERRORISMO

setaUMA POSSÍVEL SOLUÇÃO PARA O CASO DAS SUPERBACTÉRIAS