Tontura → Causas e Remédios Caseiros [ Mesmo Na Gravidez ]

  • atualizado: 
Tontura

Você sofre de tonturas? Aliás, você sabe o que é uma tontura? A gente usa as palavras sem ligar, muitas vezes, às definições conceituais mas, claro, todo mundo já se sentiu tonto, cambaleante ou sem equilíbrio alguma vez.

O que é tontura? E a vertigem?

Tontura não é outra coisa a não ser “uma falsa sensação de movimento próprio ou do ambiente, estando frequentemente associada a desequilíbrio e/ou enjoos”. É assim que é definido esse sintoma clinicamente mas, a gente confunde tontura com outras sensações como desequilíbrio, náuseas, hipotensão, fraqueza, visão dupla, turvação visual ou mal-estar.

A tontura que acontece quando a gente tem “uma sensação de movimento rotatório”, aquela sensação horrível de que o mundo está girando, se chama vertigem.

A tontura, sensação de movimento ou rotação do mundo, pode acontecer por um instante, ou durar horas e até, dias e, pode estar relacionada a problemas auditivos, neurológicos ou psicológicos.

Mas, tontura não tem a ver com enjoo, náusea ou fraqueza, pré-desmaio ou suores frios. Estas são sensações que podem ou não acompanhar um quadro de tontura.

Já a vertigem é mais aguda, e pode acontecer, por exemplo, se você está em um lugar muito alto - montanha, arranha-céu - quando tem a ver com a perda de contato real com o horizonte.

Quais situações podem causar tontura?

A tontura tem a ver com o sentido da posição do nosso corpo em relação ao solo (ao mundo que nos rodeia) e com o equilíbrio, situação relativa aos nossos órgãos do equilíbrio (labirinto, ouvido interno). Estes órgãos têm conexões nervosas ligadas a áreas específicas do cérebro e, se regulam através da quantidade de líquido existente (como um pêndulo de água), a vascularização e o enrijecimento das cartilagens.

ouvido interno

Foto - Ouvido interno

Mas, a tontura também pode estar relacionada a dificuldades visuais (falta de foco, visão periférica deficiente, pressão intraocular) ou a alterações bruscas da pressão arterial (essas ocorrem em função das pressões que sofremos ao longo do dia, sustos, medos, pânico ou em decorrência de estados de estresse.

Infecções virais, tumores e outras causas

Outro motivo para se sofrer de tonturas são algumas infecções virais ou bacterianas, tumores, hipertensão ou hipotensão agudas, inflamação dos nervos ou a inalação de substâncias tóxicas.

Doença do Movimento

Nas viagens por mar, o balanço do barco (independentemente do seu tamanho) pode originar uma crise de tonturas acompanhada por enjoo e náuseas. O mesmo pode acontecer em outros veículos onde ocorre o movimento de vai-e-vem ou, com paragens e arranques bruscos. Esta sintomatologia é conhecida como Doença do Movimento.

Doença de Ménière

Na doença de Ménière, que é de causas desconhecidas, podem ocorrer crises agudas de vertigem repentina, em episódios, tininitus (zumbido nos ouvidos) e até, surdez progressiva.

Dependendo do tempo de duração dos episódios de tontura, estes estarão associados, normalmente, a náuseas e vômitos mais ou menos intensos.

Perturbações neurológicas

Também ocorre tontura quando ocorre perda de fluxo sanguíneo na parte posterior do cérebro. Esta situação, de caráter neurológico, pode estar acompanhada de “cefaleias, linguagem ininteligível, visão dupla, debilidade numa das extremidades e movimentos descoordenados, estes costumam ser sintomas de que a vertigem pode ser provocada por uma perturbação neurológica do cérebro, mais do que por um problema limitado ao ouvido”, órgão que se comunica com o cérebro por meio de nervos específicos.

As situações de caráter neurológico que originam tonturas, podem estar relacionadas com “esclerose múltipla, fracturas do crânio, convulsões, infecções e tumores (especialmente os que crescem na base do cérebro ou próximo deste)”.

O diagnóstico é clínico e especializado

Com essa introdução você entende que o diagnóstico de casos de tontura é trabalho de médico, certo? Então, não estamos falando aqui das tonturas ligeiras que a gente pode sentir quando está grávida, ou quando está na menopausa, tpm ou durante a menstruação. Também não tem a ver com aquela tonturinha que sentimos ao nos levantarmos rapidamente (uma variação brusca da pressão arterial, que fica nos pés, e acontece quando o dia está demasiado quente, por exemplo).

Quando o problema é mais grave - para você, que o sofre, o problema se torna grave quando impossibilita sua vida normal por tempo significativo - será necessário que o seu médico faça o diagnóstico, com todos os exames de direito, e que você, para um resultado mais positivo, anote todos os sintomas e os tente relacionar com as situações vivenciadas antes e durante as crises.

O que fazer em caso de uma crise de tontura ou vertigem?

● deite-se no chão
● feche os olhos
● observe sua respiração procurando se acalmar
● afaste-se da beirada do edifício ou da janela se for o caso

Após alguns minutos:

● abra os olhos novamente e tente se levantar devagar
● caso “o mundo rode de novo”, deite-se e peça ajuda

Em casos persistentes:

● Será absolutamente necessário consultar um médico para verificar causas e estabelecer diagnósticos
● talvez você precisará ficar em repouso
● tomar medicamentos e fazer tratamentos até que seu organismo se restabeleça (as terapias holísticas também tratam esses casos, com medicamentos fitoterápicos e, principalmente, com psicoterapia de movimento)
● procure encarar “de frente” as razões deste desequilíbrio (seus medos, a crise do momento, uma mudança necessária na sua vida e, principalmente, a necessidade de seguir em frente, com coragem)

Remédios Caseiros para aliviar tontura

mel

1. Água

Se a tontura for devida a desidratação, porque você se esquece de beber água durante o dia, tente beber, devagar, um pouco de água e veja se melhora. O ouvido interno tem um sistema de equilíbrio que utiliza fluidos para dar informações ao cérebro sobre a sensação de equilíbrio. Uma informação mal dada (às vezes por falta de hidratação) pode ser a causa da tontura.

2. Gengibre

Conhecido para resolver problemas de enjoo, o gengibre pode ajudar a reduzir a tontura pois estimula a circulação sanguínea.

3. Comer alguma coisa

Tontura também pode se dar por falta de alimentação ou níveis baixos de açúcar no sangue. Se pense ser este o caso da tua tontura, tente comer, por exemplo, uma banana e veja se melhora.

4. Mel

Mel também pode levantar os ânimos se a tontura for devida a cansaço ou falta de alimentação. Por ser rico em açúcares naturais, o mel pode fornecer rapidamente a energia que o corpo está precisando.

5. Ginko biloba

Esta planta melhora o fluxo sanguíneo para o cérebro e por este motivo é conhecida popularmente no tratamento de tontura.

Leia também: GINKGO BILOBA: BENEFÍCIOS, USOS E EFEITOS COLATERAIS

6. Vinagre

Sentir o cheio de vinagre, por exemplo colocando um pouco dele sobre as têmporas, ajuda a acordar os sentidos. Vinagre também é usado pelo mesmo motivo, em casos de febre, colocando sobre a testa uma toalha levemente molhada com água e vinagre.

7. Separar os lados cerebrais

Os bailarinos usam uma técnica para fazer o “mundo parar de girar” depois de terem feito piruetas. A técnica consiste em colocar um das mãos, em sentido horizontal e de lado na frente, do nariz e olhos. Isso faz com que o cérebro consiga separar o lado direito do esquerdo e a cabeça assim, para de rodar.

8. Limão

O limão pode dar uma acordada no organismo dada a sua alta dose de vitamina C, é um energizante!

9. Pernas para o alto

Se a tontura for devida à pressão baixa, como vimos aqui, o melhor é deitar-se de barriga pra cima e, ou pedir para que alguém segure tuas pernas em uma altura mais elevada que a cabeça, ou apoiar as pernas sobre uma parede.

setaLeia mais: PRESSÃO BAIXA: DEVEMOS USAR SAL OU AÇÚCAR?

10. DO-IN

Este livro dá umas dicas de DO-IN para aliviar seja a tontura que a vertigem. No caso da tontura, o ponto a ser estimulado é entre as sobrancelhas, beliscando o local repetidamente com o polegar e o dedo médio. Para a vertigem, o ponto a ser estimulado é abaixo da base das mãos, ou seja, uns 3 dedos abaixo do pulso e na direção do dedo médio. Veja fotos aqui.

Por último: tontura durante a gravidez

Tonturas podem ocorrer na gravidez mas, não têm a ver com a situação de se estar grávida. As situações que provocam tonturas, leves, durante a gravidez normalmente estão relacionadas com o excesso de calor e a baixa repentina da pressão arterial. As náuseas de gravidez também não estão relacionadas com os casos clínicos de tonturas - já demos algumas dicas para se você sofre de náuseas e enjoos na gravidez mas, te adianto que, maçã verde azedinha e pepininhos em conserva são excelentes, principalmente em jejum.

Alguns remédios naturais acima indicados podem ser utilizados também durante a gravidez mas é sempre bom, senão necessário, consultar um médico antes dado que a gravidez é um período muito delicado e que requer os melhores cuidados.

Especialmente indicado para você:

setaDOR NA CERVICAL: SINTOMAS E CAUSAS COMUNS

setaPRESSÃO BAIXA: SINTOMAS, CAUSAS E REMÉDIOS NATURAIS

setaLABIRINTITE TEM CURA? VEJA AQUI COMO FAZER!