Previna-se de alergias e doencas respiratórias nesta primavera

alergia-primavera

Primavera chegando, você sabe como se prevenir e cuidar dos problemas respiratórios e das doenças alérgicas?

Para a EBC, a médica pneumologista, Tatiana Veloso, explicou como resolver esses problemas. Segundo ela, o melhor remédio é a prevenção. E a prevenção é evitar o alergeno, fator desencadeante de uma resposta do sistema imunológico, ou alergia, ou crise alérgica. "Realmente tem que identificar qual é o alergeno, porque além do pólen, da secura, da poluição, da poeira, o ácaro, é importante procurar o especialista para cuidar diretamente da crise", diz a especialista.

Os principais desencadeadores de alergias

A baixa umidade do ar é um dos principais desencadeadores de alergias, mas, com a chegada da primavera, o pólen também é um fator de risco. Nos países onde há as 4 estações do ano bem definidas, isso acontece com mais frequência, mas aqui no Brasil também ocorre a rinite alérgica nessa época do ano.

A poluição, o ácaro, o pólen, o tempo seco são alguns alergenos que precisam ser investigados por um especialista, para ser diagnosticada a causa da alergia e o seu tratamento adequado.

Nos casos de asma, mesmo as crises estando sob controle, é preciso fazer acompanhamento médico, porque se trata de uma doença crônica. Ela não tem cura, mas pode ser controlada com um tratamento contínuo

Tanto a asma quanto à rinite podem causar doenças graves, como a pneumonia e a sinusite. Por isso, é importante evitar os alergenos, através de uma investigação clínica e de testes cutâneos.

Como se prevenir

A prevenção, nesta época do ano, pode ser feita com uma série de medidas. O pólen, infelizmente, vem do ar, sendo difícil evitar o seu contato pela respiração. Já em casa, por exemplo, deve-se mantê-la limpa e arejada, trocar a roupa de cama com frequência, lavar o nariz com soro fisiológico, evitar atividade física em períodos do dia mais quentes e tomar bastante água durante o dia para hidratar o corpo, sobretudo, nos dias quentes. 

Quem vive em lugares com muita poeira, é comum usar água para "baixar a poeira", uma atitude nada correta do ponto de vista ecológico. Segundo a médica, o cuidado deve ser interno, no corpo e na casa. Passar um pano úmido na casa e evitar varrê-la, para não levantar a poeira, já ameniza bastante o problema. 

Se a alergia já tiver chegado, como coceira no nariz e na garganta e secreção, é preciso afastar-se do alergeno. Se a crise for mais persistente, deve-se procurar um médico, que vai indicar a melhor forma de aliviar os sintomas. É ele quem vai analisar o alergeno causador do problema e prescrever o melhor cuidado para o tratamento.

Especialmente indicado para você:

ESTUDO AFIRMA QUE RISCO DE ALERGIA CAI EM CRIANÇAS QUE CHUPAM DEDO E ROEM UNHAS

OS MELHORES REMÉDIOS CASEIROS PARA TOSSE