Uma dica para aumentar o desejo sexual masculino? Muita luz!

sexo

Que a luz é terapêutica, sabe-se faz tempo. Mas agora uma novidade: parece que a terapia com luz, tanto pode aumentar o desejo sexual nos homens, como pode intervir de uma forma simples e eficaz sobre o declínio da paixão em um relacionamento, coisa infelizmente muito comum em casamentos de longa data.

A afirmação vem de um estudo italiano realizado em Siena por uma equipe liderada pelo professor Andrea Fagiolini, diretor do Departamento Interuniversitário de Saúde Mental do Hospital Universitário. Segundo a pesquisa, seria o suficiente expor-se durante 30 minutos por dia às luzes intensas de lâmpadas específicas de 10.000 lux, para que os homens possam aumentar os seus níveis de testosterona e de satisfação sexual.

O problema da perda da libido é muito comum, especialmente depois dos 40 anos, e as causas podem ser diferentes, mas, de acordo com os especialistas, a maioria delas tratável ​​com a exposição à luz.

Por que a luz aumentaria o desejo sexual?

É inusitado se pensarmos de onde veio a ideia de que luzes poderiam aumentar o desejo sexual nos homens. Fato é que o resultado foi obtido raciocinando sobre a questão de que a paixão aumenta em determinadas estações do ano, precisamente naquelas em que há mais luz do sol. Daí foi um passo para elaborar o conceito de que níveis maiores de luz, poderiam consequentemente aumentar o desejo sexual.

"No hemisfério norte a produção de testosterona do corpo, naturalmente diminui de novembro a abril, subindo de forma constante durante a primavera e o verão, com um pico em outubro. Com o uso da terapia de luz, podemos reproduzir o que está acontecendo normalmente na natureza", disse o professor.

Como se deu a pesquisa?

Por ora, a pesquisa foi realizada em uma amostra muito pequena: 38 pessoas foram divididas em dois grupos, um recebeu tratamento com terapia de luz e o outro, um placebo. Por isso os pesquisadores são cautelosos e ainda não recomendam este tratamento para a perda de libido.

Mesmo assim, os resultados, anunciados em Viena durante o European College of Neurpsycopharmacology, foram considerados muito promissores como declarou Fagiolini:

"Nós encontramos diferenças bastante significativas entre aqueles que receberam o tratamento com luz e os sujeitos de controle. Antes do tratamento, os dois grupos tinham uma média de pontuação de satisfação sexual de cerca de 2 sobre 10; após o tratamento, aqueles que foram sido expostos às luzes obteviveram uma pontuação de cerca de 6,3 o que corresponde a um aumento de mais de 3 vezes. Em contraste, o grupo de controle apresentou uma pontuação média de apenas 2,7".

Será por isso que o brasileiro tem a fama de ser um povo quente? Sol, luz intensa, por aqui, quase não falta!

Leia mais sobre sexo e libido sexual:

DEPRESSÃO PÓS-SEXO - UM PROBLEMA QUE ATORMENTA MUITAS MULHERES

AFRODISÍACOS: TODOS OS ALIMENTOS QUE AUMENTAM A PAIXÃO (E A FERTILIDADE)

SEXO DEPOIS DOS 50 AJUDA O CÉREBRO E A MEMÓRIA