Asma: sintomas que não devem ser ignorados

asma

Durante o inverno, a asma é uma doença que se agrava devido ao tempo seco e à baixa umidade do ar. Muita gente não sabe que, no Brasil, três pessoas morrem de asma diariamente.

A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas, que ficam expostas a vários fatores desencadeantes e limitam o fluxo de ar através de broncoconstrição, produção de muco e aumento da inflamação.

Os sintomas mais comuns da asma são tosse com agravamento noturno, sensação de aperto no peito e dificuldade respiratória recorrente. Entre os fatores mais comuns que desencadeam a asma estão os alergênios, como ácaros domésticos, baratas, pólen, pêlo de animais e fungos, e os fatores ambientais, como o fumo de tabaco ativo e passivo, a poluição do ar, irritantes químicos, exercício físico e determinados fármacos como a aspirina.

Como esses fatores são difíceis de diagnosticar, é preciso ficar atento aos sintomas da doença para tratá-la a tempo. Além disso, a asma não tem uma causa única. Ela pode ser alérgica (ácaro, perfume, mofo) ou familiar (se algum familiar for diagnosticado com as asma, a chance de cura é maior).

“Há casos de asmáticos que nasceram com a doença, mas só descobrem na vida adulta”, explica o pneumologista Rafael Stelmach.

A asma não tem cura, mas existem tratamentos adequados, que variam de acordo com a gravidade da doença. “É recomendável fazer uma visita ao médico para ajustar o tratamento para esta época do ano”, afirma a pediatra Zuleid Dantas Mattar.

Como prevenção, a ONG Gina no Brasil criou uma campanha parar alertar as pessoas sobre os perigos da asma durante o inverno. Confira:

Leia também:

ÓRGÃOS E EMOÇÕES: A QUE EMOÇÃO CADA ÓRGÃO CORRESPONDE?

APRENDA COMO DEIXAR A SUA CASA LIVRE DE ÁCAROS

Fonte: razoesparaacreditarwikipedia