Câncer de mama: fatores de risco, sintomas e o autoexame

câncer-mama

O câncer de mama é um tumor maligno bastante comum em mulheres (mas que pode acontecer nos homens também). O mais importante é o diagnóstico precoce, desta e de qualquer outra forma de câncer. Então, é importante que você saiba como reconhecer que há um problema com seu corpo.

“Todo câncer se caracteriza por um crescimento rápido e desordenado de células, que adquirem a capacidade de se multiplicar. Essas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores malignos (câncer), que podem espalhar-se para outras regiões do corpo. O câncer também é comumente chamado de neoplasia”.

O câncer de mama afeta as glândulas mamária e pode ocorrer nos lóbulos e nos ductos mamários, pode ser interno (encapsulado) ou externo (que se espalha), mais ou menos agressivo, ter ou não a ver com fatores hormonais, ambientais, genéticos. Há diversos tipos de tumores cancerígenos que afetam as mamas e, para cada um desses, tratamentos diferenciados que buscam garantir não só a remissão como a não repetição do mesmo (recidivas). É um acontecimento bastante raro antes dos 35 anos, mas a sua incidência cresce rápida e progressivamente com o avanço da idade. Mas, nas mamas também podem ocorrer outros tumores que não sejam malignos. É importante que o médico avalie.

Leia aqui sobre a detecção precoce: SENSOR PODE DESCOBRIR CÂNCER ANTES DOS PRIMEIROS SINTOMAS

Em fase inicial, quando o nódulo tem menos de 1 cm de diâmetro, as chances de cura podem chegar a 95%. Estes tumores pequeninos são muito difíceis de serem detectados com a palpação mas, são visíveis na mamografia. é por isso que, atualmente, a indicação é de que toda mulher acima dos 40 anos faça uma mamografia anual (nos países europeus, esse protocolo é bianual sendo anual somente em caso de controle de nódulos benignos já detectados).

Leia mais: DECRETO LIBERA MAMOGRAFIA PARA MULHERES A PARTIR DOS 40

Fatores de risco

O fator genético, histórico familiar em parentes de primeiro grau (mãe ou irmã) que tiveram câncer de mamas antes dos 50 anos de idade é um importante fator de risco e, este não é modificável. Faça controle acirrado, se for o seu caso.

Outros possíveis fatores de risco não modificáveis são: aumento da idade, menarca precoce (primeira menstruação antes dos 11 anos de idade), menopausa tardia (última menstruação após os 55 anos), nunca ter engravidado ou ter tido o primeiro filho depois dos 30 anos.

Mas, também existem aqueles fatores de risco que dependem de você e que estão relacionados com o seu estilo de vida: sobrepeso, uso de bebidas alcoólicas estão entre os fatores mais cotados. Adote um estilo de vida saudável, com consultas periódicas ao ginecologistas, mamografia após os 40 anos, alimentação natural, exercícios leves, redução do estresse que você estará no bom caminho da prevenção.

Os sintomas mais comuns do cancer de mama

Um caroço, a mudança na textura da pele, manchas, feridas, inchaços, inversão do mamilo, vazamento líquido pelo mamilo, enfim, alterações visíveis nas suas mamas são um indicativo. Veja a lista abaixo, de sinais e sintomas, feita pelo Oncoguia.

  • Nódulo único endurecido.
    Abaulamento de uma parte da mama.
    Edema (inchaço) da pele.
    Eritema (vermelhidão) na pele.
    Inversão do mamilo.
    Sensação de massa ou nódulo em uma das mamas.
    Sensação de nódulo aumentado na axila.
    Espessamento ou retração da pele ou do mamilo.
    Secreção sanguinolenta ou serosa pelos mamilos.
    Inchaço do braço.
    Dor na mama ou mamilo.

O autoexame - aprenda como fazer

Apesar de, pelo autoexame (palpação) não ser possível a detecção de nódulos iniciais (aqueles menores de 1 cm e que só são visíveis pela mamografia) este continua sendo importante e até essencial para que a mulher conheça seu corpo e possa perceber cedo qualquer alteração.

O autoexame deve ser feito uma vez ao mês, após o final da menstruação (ou num dia pré-definido, para as que já não menstruam), visualmente, com a ajuda de um espelho que te mostre as mamas de forma clara, para observação e, após, com a palpação, em círculo, e a palpação das axilas, para detecção de nódulos. Primeiro se apalpe na posição em pé, com um braço atrás da cabeça, alterne. Depois, se apalpe deitada.

fonte foto Medimagem

Os direitos do paciente com câncer

No Brasil, os portadores de qualquer tipo de câncer gozam de uma série de benefícios previstos em lei - aposentadoria precoce, saque integral do FGTS, auxílio-doença e isenção de IPVA e outros impostos, e muito mais. É importante que você conheça esses direitos. Dê uma lida aqui no link do Mulher Consciente, que fala deste assunto.

Leia também:

PREVENIR O C NCER DE MAMA COM BRÓCOLIS E BROTOS DE BRÓCOLIS

NOVA DESCOBERTA SOBRE O C NCER DE MAMA: UMA PROTEÍNA É A RESPONSÁVEL PELA METÁSTASE

C NCER: 8 REGRAS PARA PREVENIR OS TUMORES MALIGNOS

Fonte: Mulher Consciente e Oncoguia