Banhos de assento: quando e como fazer

banhos-de-assento

Embora a origem deste hábito seja europeia, o banho de assento é muito popular em outros países também, algumas vezes também sendo chamado de banho de bacia. Entenderemos aqui como devem ser feitos os banhos de assento, e também veremos como fazer o banho de assento de forma correta a fim de evitar inconvenientes.

Quando fazer o banho de assento

Regularmente, o banho de assento é muito utilizado no tratamento de doenças que afetam a genitália feminina mas também a masculina. Aqui, podemos citar os corrimentos, herpes, infecções urinárias, hemorroidas e problemas de circulação em geral. Em âmbitos mais amplos, os banhos de assento também podem ser utilizados quando é necessário regular a temperatura corporal, como em casos de leves febres de insolação. Além disso, indica-se também no conforto de sintomas de dor, em especial nos casos pós-cirúrgicos.

Precauções

Mesmo sendo uma prática que aponta quase nenhum risco, aconselha-se que o banho de assento seja feito em presença de pessoa auxiliar, como membro da família ou enfermeiro(a), pois algumas vezes podem causar leve tontura ou vertigem no momento de se levantar, o que pode levar a uma queda. Portanto, mesmo que o banho de assento possa trazer diversos benefícios para nossa saúde, também é aconselhado que um médico seja consultado antes de adotar esta prática.

Como fazer o banho de assento

A prática do banho de assento é muito simples e pode ser feita por qualquer um. Basicamente, necessita-se de um recipiente grande o suficiente para que as ancas e nádegas possam ser imersas na água, mantendo a parte superior do corpo (tórax, braços, cabeça e etc.) fora dá água e também as pernas e pés. Ou seja, somente o baixo ventre, nádegas e parte do abdômen estarão imersos.

Em países da Europa será mais fácil dispor de uma banheira para realizar o banho de assento, mas em países tropicais como o Brasil dificilmente se terá a mesma facilidade, justamente por aspectos culturais oriundos do clima. Desta forma, assim como já explicado, o banho de assento pode ser feito com uma bacia grande, em muitos casos do mesmo modelo das bacias utilizadas para lavar peças de roupa. É importante que a bacia (ou banheira) seja bem limpa antes do procedimento, para tal é possível utilizar uma esponja com sabão de louça e depois um pano com álcool para desinfetá-la.

Banhos de assento 2

Em termos gerais, para o banho de assento será necessário apenas água e nada mais. Pode ser utilizada água fria ou morna, ou até mesmo alternar entre as duas. Basta então encher o recipiente com água até a altura em que as nádegas ficarão imersas e as ancas cobertas. Ainda para quem procura outros fins terapêuticos que não foram citados acima, é possível adicionar outros ingredientes como veremos adiante.

Para o tratamento de herpes genital pode-se adicionar uma colher de sopa de sal à água. Senta-se então da forma explicada no assento, bacia ou banheira e fica-se por cerca de 15 minutos. Este banho é aconselhado 3 vezes ao dia.

Para infecções gerais das genitálias (ovários, útero, vagina, testículos e pênis) basta a água fria com temperatura em torno de 10°. Ao contrário do caso acima, a imersão não deve durar mais do que 5 minutos. Este banho é indicado pela manhã e pela noite.

Há ainda a possibilidade de adicionar um pouco de sal amargo (cerca de meia colher de sopa), trazendo resultados relaxantes, aliviando a circulação sanguínea e colaborando para o fim do estresse.

O banho de assento trará diversos benefícios nos tratamentos das questões citadas acima. Para que fique bem compreendido como fazer o banho de assento, basta lembrar que as pernas e pés ficarão fora d'água, assim como o tórax e parte superior do corpo (cabeça, ombros, braços e etc.). Desta maneira, após a devida consulta médica, o banho de assento poderá ser adotado em sua rotina diária como prática renovadora da circulação sanguínea e de todos os problemas já citados.

Leia também:

setaBANHOS DE ERVAS: TERAPÊUTICOS E PRÁTICOS PARA O DIA A DIA

setaCONHEÇA 10 REMÉDIOS NATURAIS PARA HEMORROIDAS