Castanha de caju: um antidepressivo natural

Castanha de caju

Deliciosas e populares em nosso país, as castanhas de caju são muito saudáveis pois, contêm uma longa lista de propriedades e benefícios surpreendentes, inclusive para o tratamento da depressão leve.

Além de conter gorduras benéficas, vitaminas do complexo B, magnésio, aminoácidos essenciais e outras substâncias que têm efeitos benéficos sobre o cérebro, a castanha de caju ajuda a reduzir a ansiedade, o estresse e até mesmo tratar casos leves de depressão.

Vejamos como os seus nutrientes podem agir positivamente, e de um modo totalmente natural:

Triptofano

A castanha de caju é uma boa fonte de triptofano (100 gramas contêm cerca de 400 mg), um aminoácido essencial presente na maioria dos alimentos vegetais e que o nosso corpo precisa adquirir necessariamente através da alimentação, pois não é capaz de produzi-lo de forma independente. O triptofano é um precursor da serotonina, conhecida como o hormônio do bom humor. A falta de triptofano em nossa dieta pode nos levar à uma produção ineficaz e insuficiente de serotonina.

Por isso, acredita-se que uma quantidade justa de castanha de caju poderia substituir alguns medicamentos antidepressivos. Andrew Saul, um nutricionista clínico e especialista em medicina molecular, acredita que os medicamentos antidepressivos, como o PROZAC por exemplo, que funcionam através da ação sobre os níveis de serotonina no cérebro, poderiam ser substituídos pelo uso de produtos naturais, igualmente eficazes e sem efeitos secundários.

Além de ser um precursor da serotonina, o triptofano também o é para a melatonina, um hormônio que regula o ritmo sono-vigília. É por isso que se recomenda comer no jantar alimentos ricos neste aminoácido, (além da castanha de caju, o arroz), pois podem ajudar a promover relaxamento e a dormir melhor e mais profundamente.

Magnésio

A castanha de caju é rica em magnésio e, como sabemos, o magnésio é essencial para o bom funcionamento do sistema nervoso e precisamos ter bons níveis deste mineral no corpo, para evitarmos o risco de cairmos em ansiedade e depressão.

Vitamina B6

Entre as tantas substâncias contidas nas castanhas de caju, encontramos a vitamina B6 que ajuda na absorção da serotonina pelo corpo. É útil como o triptofano, ou seja, para melhorar a saúde do sistema nervoso e do cérebro, reduzindo a depressão.

Gorduras do bem

As boas gorduras da castanha de caju são úteis para muitas funções do corpo, mas também importantes para manter estável o humor e evitar a depressão. Portanto, fundamental não só para o bem-estar do coração, mas também do espírito.

É claro que a depressão é um problema grave que não deve ser subestimado. Obviamente, nos casos mais complicados é necessário procurar por ajuda médica ou psicológica através de um profissional sério e experiente.

Dito isso, no entanto, uma dieta saudável, rica em alimentos que contenham toda uma série de substâncias necessárias para o bom funcionamento do nosso sistema nervoso e para o nosso bem-estar geral, podem contribuir, e muito, bem para nos mantermos longe da ansiedade, do estresse e da depressão.

A nossa saúde começa com a nossa alimentação. Em vez de salgadinhos comprados, que tal uma porção de castanha de caju e outras frutas secas para levantar o astral?

Leia também:

10 ALIMENTOS QUE DEVERÍAMOS COMER TODOS OS DIAS

NOZES E AMENDOINS: MEIO PUNHADO AO DIA PARA NÃO FICAR DOENTE

CHOCOLATE AMARGO E MAGNÉSIO: UMA AJUDA CONTRA O CÂNCER DE PÂNCREAS