Surto de dengue causa mortes em todo estado de São Paulo

dengue causa mortes

Em vários noticiários dedicados ao estado de São Paulo, é muito fácil encontrar matérias sobre o crescente surto de dengue que a região enfrenta, principalmente no interior. O assunto é cada vez mais discutido pelos habitantes e por suas autoridades, na procura de uma solução que possa, ao menos, amenizar o alastramento do Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue.

Em alguns casos, como o da cidade de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, o município decretou epidemia de dengue, algo que não acontecia desde 2011.

Segundo os dados da Secretária de Saúde local, foram registrados 762 casos da doença em 2015, sendo 615 contraídos na cidade e 147 fora de São José dos Campos.

Infelizmente não é apenas a cidade de São José dos Campos que sofre com a dengue, como você poderá ver no decorrer do artigo.

Na cidade de Birigui, foi confirmada a primeira morte por dengue. A vítima de 85 anos de idade, faleceu no último dia 17 e apresentava outras doenças crônicas como pneumonia, colocando-a no grupo de risco de morte. A vítima foi hospitalizada no dia 2 de março, com quadro grave de pneumonia e febre e ficou internada por cinco dias até falecer.

Em Campinas já foram registrados 1.697 casos de dengue neste ano, segundo dados da Secretária de Saúde, com uma morte registrada. A vítima era um homem de 78 anos de idade.

No total 823 pessoas foram infectadas em janeiro, 839 em fevereiro e 35 em março. Além dos casos confirmados, existem 5.050 pessoas em observação. Porém, outras 2.475 estavam sobre suspeita, mas a hipótese já foi descartada depois de exames de sorologia.

Em Mogi Mirim foram confirmados 1.995 casos, com duas mortes registradas, sendo duas mulheres de 28 e 68 anos de idade. Em Bauru, já temos 827 casos, com três mortes confirmadas. Uma mulher de 73 anos e dois homens de 74 e 80 anos cada. Todas as mortes de Mogi Mirim e Bauru ocorreram na semana passada.

Na cidade de Sorocaba já foram registrados 12 mortes em 2015. Cinco casos verificados de dengue e sete aguardando o resultado dos exames. Já em Limeira sete óbitos aguardam confirmação se foram ou não por causa de dengue, porém as informações da Secretária da Saúde da cidade não são atualizadas desde o dia 9.

Em Marília já foram confirmadas seis mortes por dengue.

E na capital, São Paulo, uma criança de 11 anos, menino, morador do Jardim Miriam, zona sul da cidade, faleceu em decorrência da dengue. A Secretária Municipal de São Paulo confirmou 2.438 casos. Os dados relatam o contágio entre 4 de janeiro e 28 de fevereiro, sendo 1.883 contraídos na capital e 555 importados.

A quantidade de casos na capital é quase três vezes maior do que o mesmo período do ano passado. Aliás, todas as cidades citadas estão com um volume muito maior de casos de dengue em relação ao mesmo período de 2014, o que significa que algumas práticas por conta da seca, como a captação de água da chuva, ou até mesmo o relaxamento das medidas preventivas por conta de tanto tempo sem precipitações maiores, causaram sim, como previa os alertas dos órgãos competentes, um aumento exponencial da doença.

Cabe a toda a população e as autoridades retomarem as ações e o comportamento que permitiu momentos mais tranquilos frente à ameaça do mosquito da dengue.

Leia também:

setaCONHEÇA OS SINTOMAS DA DENGUE, ZIKA, CHIKUNGUNYA E GRIPE

setaPIRACICABA-SP QUER COMBATER A DENGUE COM "AEDES DO BEM"

setaOS PERNILONGOS TE AMAM? DESCUBRA PORQUÊ

Fonte foto: wikipedia.org