Dança do ventre: tudo sobre esta linda dança feminina e sensual

  • atualizado: 
Dança do ventre

Quer ficar em forma, ganhar autoestima, tonificar os músculos sem ficar contando 1, 2, 3 na academia? Ginástica para muitos é uma coisa realmente chata, mas o mesmo não podemos dizer da dança. Qualquer dança faz bem, pois é uma atividade física benéfica à saúde. Hoje vamos falar de uma dança muito linda e sensual: a dança do ventre.

Origem da dança do ventre

dança ventre 2
A dança de ventre ganhou popularidade no mundo todo, mas é originária de diversas regiões do Oriente Médio e da Ásia Meridional. De origem primitiva, é datada entre os anos 7000 e 5000 a.C. Seus movimentos, aliados à música, são sinuosos, semelhantes a uma serpente, e foram registrados no Antigo Egito, Babilônia, Mesopotâmia, Pérsia e Grécia com o objetivo de preparar a mulher, através de ritos religiosos dedicados a deusas, para se tornarem mães.

Com a invasão dos árabes, a dança foi propagada por todo o mundo. A expressão "dança do ventre" surgiu na França, em 1893. No Oriente, ela é conhecida pelo nome árabe "raqṣ sharqī" (رقص شرقي, "dança oriental"), ou "raqṣ bládi" (رقص بلدي, "dança da região", ou seja, "dança popular").

Os movimentos da dança do ventre são compostos de vibrações, impactos, ondulações e rotações que envolvem o corpo todo. Por isso, ganhou um traço sensual exótico, chegando até mesmo a ser excluída de alguns países árabes mais conservadores.

Benefícios da dança do ventre

danca do ventre musicas

Toda dança faz bem à saúde, pois ajuda a melhorar a autoestima, a atividade motora, a coordenação e a tonificar os músculos, além de trabalhar a parte cardiovascular, essencial para a saúde do coração e da circulação sanguínea, já que evita várias doenças, como diabetes, obesidade, etc. Isso tudo sem falar que a dança é também uma atividade de socialização.

Um estudo feito pela Universidade de São Paulo (USP) analisou os benefícios da dança do ventre e descobriu que ela conecta a mulher com energias positivas, por trabalhar as fragilidades e resgatar a identidade feminina.

Além disso, a dança do ventre movimenta os músculos do ventre, regulando o metabolismo, e trabalha os sete pontos energéticos do corpo: básico, sexual, emocional, cardíaco, laríngeo, intuitivo e coronário.

Dentre os benefícios da dança do ventre estão:

* melhora a autoestima
* equilibra os hormônios
* estimula a criatividade
* desenvolve a feminilidade
* diminui a timidez e as tensões pré-menstruais
* facilita o processo digestivo

Roupas e acessórios para dança do ventre

danca do ventre roupas

Quem começa a praticar dança do ventre já se imagina usando véus e lenços. No início, não é preciso usar todos os acessórios, mas um lenço com adereços que fazem barulho podem ajudar a entender melhor os movimentos.

Opte por roupas mais justas, para não atrapalhar o corpo a movimentar-se, tais como leggings, macacões, tops e camisetas mais coladas ao corpo.

A Central da Dança do Ventre sugere evitar camisetas largas e roupas de academia muito exageradas, com decotes profundos.

À medida que você for aprendendo a dança, calças estilo bailarina, harém e aladim vão dar mais graça à dança.

Dança do ventre emagrece?

dança ventre 1

Lembre-se de que uma alimentação saudável aliada com a prática de uma atividade física ajuda a emagrecer e, principalmente, faz bem para a saúde.

A dança do ventre emagrece, apesar de ser uma atividade de baixo impacto. Como é preciso fazer vários movimentos com o corpo, isso aumenta a queima de calorias. Segundo o Emagrecimento Urgente, uma hora dançando a dança do ventre pode queimar até 400 calorias.

Mas existem aulas de dança do ventre voltadas para quem quer emagrecer. São aulas com treinos aeróbicos emagrecedores.

Como o corpo todo se movimenta, a dança do ventre tonifica os músculos das pernas, das costas, do abdômen e dos quadris, além de trabalhar, também, os braços e os ombros.

Quem pratica a dança do ventre desenvolve a coordenação motora, melhora o condicionamento físico e a flexibilidade portanto emagrecer é apenas mais um de seus benefícios.

Músicas para dança do ventre

São cinco os estilos musicais árabes para a dança do ventre: músicas modernas, músicas folclóricas, músicas clássicas, solos de percussão e taksin.

A dançarina deve conhecê-los para realizar uma dança adequada `a música, gerando uma sintonia entre o que se ouve e o que se vê, como se o som fosse emitido pelo próprio corpo.

As músicas modernas não têm muitas variações e costumam ter um ritmo só do início ao fim. Algumas delas são cantadas.

Ficou interessada em aprender a dança do ventre? Procure na sua cidade onde há aulas e experimente essa dança que, além de linda, faz tanto bem à saúde!

E aqui um vídeo para você se inspirar :)

Especialmente indicado para você:

setaBALLET: 10 BENEFÍCIOS PARA CAIR NA DANÇA

setaCOMO ESTIMULAR A CRIATIVIDADE? DANÇANDO!

seta10 ATIVIDADES FÍSICAS BOAS PARA DESESTRESSAR