TV no quarto das crianças aumenta o risco delas irem mal na escola

  • atualizado: 
tv no quarto

Um novo estudo está lançando um aviso aos pais em todo o mundo: nada de TV e videogames no quarto! Esses maus hábitos, que muitas vezes damos às crianças, de fato, aumentam o risco delas irem mal na escola além de desenvolverem dependência e sofrerem de obesidade.

As crianças, se deixadas sozinhas, tendem a passar muito tempo assistindo televisão, mesmo à noite, e a jogar videogames durante horas. Isso, por um lado, "libera" os pais de terem que se empenhar nos afazeres com os filhos dentro de casa mas, por outro lado, pode trazer sérias conseqüências à saúde, além da performance escolar, deles.

O alarme foi lançado várias vezes por especialistas e hoje, com numerosas provas destes hábitos errados, um novo estudo foi realizado por uma equipe de pesquisa da Iowa State University, liderada pelo professor Douglas Gentile.

A pesquisa monitorou os efeitos desses dispositivos por um período de seis meses a dois anos. Os resultados foram claros: televisão e videogames, especialmente se estiverem no quarto da criança, aumentam as chances delas terem baixo desempenho escolar.

Isso se daria porque as crianças passariam menos tempo lendo ou se envolvendo em outras atividades mais estimulantes ao cérebro, e também porque dedicariam menos tempo para descansarem (descansar é tão importante quanto estudar!).

As consequências disso não seriam apenas as notas ruins na escola, mas também um maior risco de desenvolver obesidade, bem como ficar viciado em videogames (uma coisa muito chata!).

Douglas Gentile afirmou que a pesquisa demonstrou que a localização da TV e dos videogames na casa realmente importa e faz a diferença.

Mas isso não termina aqui, o estudo, publicado na revista Developmental Psychology, também destacou como as crianças assistindo TV e usando videogames no quarto tendem a preferir programas e jogos mais violentos com a consequência de aumentarem seus níveis de agressão.

Isso também é devido ao fato de que os pais muitas vezes desconhecem o que seus filhos veem no quarto. Ter a televisão no quarto pressupõe que a criança não é controlada quanto ao uso que faz dos aparelhos (nem com relação aos horários, nem com relação ao conteúdo).

Enquanto isso, cada vez mais crianças passam demasiado tempo na frente de TV e dos videogames. Nos Estados Unidos, cerca de 40% das crianças de 4 a 6 anos têm uma televisão no quarto e a maioria das crianças de 8 anos tem TV e videogame. Se adicionarmos isso à utilização dos dispositivos móveis (celulares, iPads…) dá para fazer uma ideia de que a situação está realmente saindo do controle e de que é hora de levar a sério este problema).

Pouco tempo faz, era chic presentear a criança dando à ela esta privacidade (um quarto só para ela com tv, telefone, e tudo o mais), hoje porém, se você for consciente e informado deve saber: TV no quarto não é legal, não é sinônimo de status social nem de cabeça aberta.

Fica a dica!

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!