Os bebês reconhecem e seguem o rosto humano desde a barriga da mãe

  • atualizado: 
feto

Não só os bebês podem reconhecer os rostos humanos e segui-los com os olhos. Uma nova pesquisa descobriu que até mesmo os fetos têm esta mesma capacidade!!!

Cada vez mais, os cientistas fazem sempre novas e fascinantes descobertas sobre a vida intra-uterina. Agora um experimento realizado na Grã-Bretanha mostrou que, até mesmo antes de nascerem, os fetos conseguem não apenas reconhecer os rostos humanos, como viram a cabeça de modo a não perdê-los de vista!!

As imagens surpreendentes, obtidas em pesquisa da Universidade de Lancaster com a ajuda de um ultrassom em 4D, mostrou algumas habilidades inesperadas dos nascituros. O estudo, realizado em 39 fetos na 34ª semana de gravidez, propos-se a analisar as percepções do feto dentro do útero servindo-se de algumas figuras de luz em forma triangular que reproduziam um rosto estilizado. Tais imagens eram pois, projetadas para a direita e para a esquerda. Essencialmente, os fetos tiveram a oportunidade de ver tais imagens um pouco como se estivessem no cinema.

Assim, observou-se que os fetos eram muito atraídos pelas imagens claras dos rostos a ponto de segui-los e de mudarem de posição para tal. O mesmo não acontecia, no entanto, se a imagem do rosto não era clara e o rosto não era facilmente reconhecível. Neste caso, os nascituros não se mostravam interessados. As reações foram filmadas por meio de ultrassom 4D, em alta definição.

Pela primeira vez, este experimento demonstrou as habilidades cognitivas dos seres humanos, mesmo antes do nascimento e descobriu-se que começam no útero o interesse pelos rostos e pela luz que consegue penetrar o ventre. O próximo passo da pesquisa científica é verificar, um pouco como acontece com os recém-nascidos, se os fetos também possuem a capacidade de diferenciar, em qualquer modo, números e quantidades.

Leia mais sobre nascituros, bebês e crianças:

seta

OS EFEITOS DO CIGARRO NOS BEBÊS DURANTE A GESTAÇÃO: IMAGENS DE ALTA DEFINIÇÃO

setaCÓLICA EM RECÉM-NASCIDO: POSSO DAR CHÁ? O QUE FAZER?

setaCRIANÇA NÃO NAMORA, NEM DE BRINCADEIRA: CHEGA DE EROTIZAÇÃO INFANTIL!