Garoto de 6 anos arrecada mais de 250.000 dólares para a Austrália, fazendo pequenos coalas de argila

Owen Colley, tem 6 anos, mora em Hingham, Massachusetts, nos Estado Unidos, e quando soube dos terríveis incêndios que estão devastando a Austrália, e do massacre dos animais em decorrência dessa catástrofe, sentiu-se profundamente abalado e abatido.

Ao saber da situação dos animais na Austrália, o menino desenhou um canguru, um coala e um dingo na chuva, representando sua compaixão e desejo de chuva para apagar as chamas do incêndio e aliviar o sofrimentos desses animais.

“Foi realmente a primeira vez que Owen fez um pedido por alguma coisa que não fosse o Lego ou  algo além dele próprio. Perguntamos se ele queria ajudar e faríamos isso juntos. Poderíamos fazer alguns coalas de argila e dar como agradecimento às doações de amigos e familiares”- disse sua mãe Caitlin Colley em entrevista à CNN,

A ideia que Caitlin Colley deu para seu filho foi dele fazer coalas de argila com base no esboço que ela fez e ensinou para ele.

Até agora, Owen produziu 55 coalas pequenos e fofos, que seus pais distribuem solicitando e angariando doações financeiras para ajudar a entidade  Wildlife Rescue South Coast, um grupo de resgate de animais selvagens em Nova Gales do Sul, na Austrália.

Tudo teve início com uma campanha via Venmo (serviço de pagamento móvel), divulgado através de um post no Instagram. Devido às arrecadações terem aumentando bastante, os Colley lançaram uma campanha no site GoFundMe.

O garoto Owen disse que quer garantir que mais pessoas saibam o que está acontecendo com os animais na Austrália.

Para se ter uma ideia, somente na área de Nova Gales do Sul, os incêndios atingiram meio bilhão de espécies e ainda estão em risco de morte milhões deles.

Outra razão que levou Owen a se envolver nessa causa é porque ele tem uma forte conexão com a Austrália, já que  seu pai, Simon, cresceu nos subúrbios de Sydney e o próprio Owen viveu na Austrália por alguns meses quando era menor.

Para fazer seus coalas, Owen leva de 3 ou 4 minutos usando a argila prata para fazer a cabeça e o corpo, argila branca para deixar as orelhas fofas e argila preta para modelar o rosto do animal. Após isso, as modelagens são colocadas no forno a 275 graus para endurecer e, depois de cerca de 17 minutos, as pequenas esculturas de coalas ficam prontas.

O único problema é que acabou a argila, a mãe do menino disse que comprou toda a argila que conseguiu encontrar em um raio de 32 quilômetros e, no momento, estão esperando chegar mais. Enquanto isso, a demanda por mais esculturas de coalas cresce a cada dia!

“Estamos vendo todas as doações chegando e pensamos ‘nossa, não temos argila’! Temos a intenção de fazer mais coalas, só não será logo, pois meu filho é um garoto de 6 anos que usa as mãozinhas para modelar formas, por isso leva tempo.”- disse Caitlin Colley.

As doações variam de US $ 5 a US $ 150 e têm sido provenientes, em sua maior parte, de quase todos os estados dos Estados Unidos. O objetivo da arrecadação é  ajudar o maior número possível de organizações em defesa da vida animal na Austrália.

Sucesso total, ele já arrecadou $268.402 da sua meta de $5.000, como informa a página da sua campanha atualizada hoje. Mas as doações continuam!

Além de tudo isso, a mãe de Owen espera que outras famílias tomem como exemplo essa iniciativa, para que haja mais ajuda.

Para acompanhar a linda ação desse garoto e se inspirar com essa ação solidária, conheça o Instagram dele: littleclaykoalas

“Qualquer um pode fazer a diferença e, quando nos unimos, podemos fazer uma diferença ainda maior. Eu simplesmente amo a ideia de que talvez outras crianças possam levar isso para suas comunidades, vender pequenos coalas de argila localmente e arrecadar dinheiro para essa grande causa.”- disse a mãe de Owen.

Realmente é uma ótima ideia, tomara que mais gente se inspire e coloque em prática essa atitude em prol dos animais da Austrália e, até para ajudar o garoto Owen a produzir mais as mini-esculturas em argila para doar à quem ajuda nessa causa!

Talvez te interesse ler também:

Como ajudar as vítimas da Austrália: pessoas, animais e florestas

Mwalua, o homem que diariamente leva água para saciar a sede dos animais do Quênia

Incêndios na Austrália: chuva de cenouras e batatas-doces para alimentar os cangurus

Professora, alfabetizadora, formada em História pela Universidade Santa Cecília, tem o blog A Vida nos fala e escreve para GreenMe desde 2017.
Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Instagram
Siga no Facebook