Pequenos brasileiros cada vez mais conectados

Toda geração tem seu grupo de adultos para dizerem a boa e velha frase aos mais jovens: “essa garotada de hoje está crescendo rápido demais”! Por um tempo, essa foi uma sentença encarada com muita tranquilidade, até mesmo com bom humor. Hoje as coisas mudaram. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio 2014 (Pnad), divulgada no dia 13, revelou que mais de 95,4 milhões de crianças com mais de 10 anos de idade fazem acesso diário à internet. Ou seja, a criançada continua crescendo rápido demais, mas agora isso preocupa, e muito!

E mais, a internet é acessada pelo celular no caso de muitos deles. Como mostram os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que anunciou que em 2014 136,6 milhões de pessoas acima de 10 anos possuíam o aparelho celular.

Os perigos das crianças acessarem a internet

Em um país democrático como é o Brasil, ninguém ousará afirmar que é proibido que crianças tenham acesso a celulares e a rede mundial de computadores, nada disso.

O que é preciso, urgentemente, é aumentar a fiscalização e a educação das crianças para que elas saibam que ainda é cedo para que elas tenham acesso total e irrestrito ao conteúdo quase infinito da internet. Exatamente como os pais fazem tão bem quando proíbem seus filhos de irem para uma festa ou viagem que julguem inadequadas para uma criança. Não há diferença alguma.

Os mesmos perigos das festinhas impróprias e outros eventos questionáveis acontecem na internet. Aliás, alguns crimes mais bárbaros e revoltantes, como assédio sexual à crianças e adolescentes, acontecem com maior frequência no mundo online do que no mundo físico.

Por isso, cuidado com seus “pequenos brasileiros conectados”. Não é o melhor dos tempos para que eles cresçam cedo demais.

Além disso, é bom lembrar das brincadeiras, das atividades físicas e da relação social verdadeira que são muito importantes para o desenvolvimento infanto-juvenil, e que ficam prejudicadas com o uso intensivo do celular.

Comparação com 2013

No comparativo com o ano de 2013, o crescimento foi bastante significativo. 9,8 milhões a mais de brasileiros conectados em 2014. No caso dos aparelhos celulares, o aumento foi de 4,9% na comparação com 2013.

A proporção desse grupo donos de celulares entre a população ficou em 75,2%, em 2013, passando para 77,9% do total, no ano seguinte. E a proporção de internautas subiu de 49,4% para 54,4% do total da população residente no país.

Ao todo, a população brasileira cresceu 0,9%, o que representa uma população residente no país de 203,2 milhões de habitantes.

Leia também:

JOVENS E CRIANÇAS COM “PESCOÇO DE SMS': CULPA DO SMARTPHONE

QUEM PASSA MUITO TEMPO AO CELULAR PODE ESTAR DEPRIMIDO

USAR O SMARTPHONE À MESA AUMENTA O RISCO DE DISTÚRBIOS ALIMENTARES

DANOS DO CELULAR POR TODO O CORPO

Fonte foto: jaylangemedia