Os lugares onde as mulheres são mais maltratadas

  • atualizado: 
mulheres maltratadas

Mesmo com toda a evolução tecnológica e cultural que ocorre mundialmente numa velocidade cada vez mais crescente, é impressionante como ainda existem países que conservam certas “tradições” e rituais que não fazem o menor sentido. 

Pelo menos para nós que vivemos num país em que mulheres podem vestir o que querem, sair de casa sozinhas, trabalhar, dirigir e não depender de ninguém, quando nos damos conta de que essa realidade ainda é bem distante em alguns países, chega a doer o coração de tamanha covardia.

Em muitos países, mulheres são tratadas de forma pior do que os animais, os quais são sagrados em muitos deles. Infelizmente nada podemos fazer a respeito, mas não custa nada alertar para que possamos evitar a visita a esses lugares e suas terríveis consequências.

Por isso, veja a relação de 12 países onde as mulheres são muito maltratadas.

 

1. Afeganistão

mulheres afeganistao

Segundo estatísticas, a expectativa de vida dos afegãos é muito baixa, em torno de 45 anos. Isso se dá pelo fato do país, mesmo que secular, ser cenário de muitos conflitos armados, fazendo com que a maioria dos homens morram, deixando a cargo das viúvas a obrigação de trabalhar para sobreviverem.

O problema é que a cultura do casamento precoce existente no país, faz com que elas se vejam desamparadas, principalmente pela morte de seus maridos em guerras. Além disso, o país tem um alto índice de morte de mulheres no parto, justamente por conta da situação de pobreza em que vivem e complicações tidas pelas condições precárias de vida.

2. República Democrática de Congo

mulheres repubblicademocraticadecongo

Interessante como um país com este nome, não exerce o direito à democracia, pois lá as mulheres não podem sequer assinar um documento sem a permissão dos seus maridos. Pior do que isso, em situações de guerras constantes, elas são obrigadas a assumirem a linha de frente das batalhas e são mortas frequentemente.

Quando não é isso, as que ficam são abandonadas pelos maridos com filhos e muitas vezes infectadas com o vírus HIV, adquirido pela violência sexual que sofrem. O governo nada faz pela vida dessas mulheres de Congo, triste a realidade de quem não tem a quem recorrer.

3. Nepal

mulheres nepal

As mulheres do Nepal são vendidas pelos pais quando atingem a idade adulta e elas são obrigadas a aceitar essa situação para protegerem suas famílias. Neste país a incidência de morte de mulheres no parto é alta, justamente pelo fato de muitas delas serem obrigadas a se casar muito cedo.

4. Mali

Mali é conhecida pelos rituais sanguinários em que as meninas são submetidas à mutilação genital por procedimentos dolorosos. Um absurdo esse tipo de coisa ainda acontecer com tanta informação no mundo! Além disso, muitas delas morrem durante o parto, pois assim como no Nepal, também são obrigadas a se casarem muito cedo.

5. Paquistão

mulheres pakistan

Todos nós sabemos o quão perigoso é o Paquistão devido aos conflitos e situação precária, mas além disso as mulheres também são punidas por qualquer acusação, até mesmo pelo seu próprio cônjuge ou familiares, principalmente homens, pais e irmãos. As mulheres acusadas de adultério são apedrejadas até a morte, pois é impossível provar a inocência delas.

6. Índia

Apesar de ser um lugar muito procurado para retiros espirituais, a Índia é um país onde os meninos são supervalorizados, enquanto que as meninas são discriminadas desde o nascimento e muitas não sobrevivem até a adolescência.

Além disso, milhares de meninas indianas são sequestradas e obrigadas a se prostituírem, sendo elas muito novas, meninas e adolescentes.

7. Somália

Conhecemos a Somália pelos problemas frequentes de fome e seca, mas lá as mulheres também sofrem com o estupro e situações precárias nos hospitais quando precisam ter seus filhos. Elas também são obrigadas a trabalhar e muitas vezes são estupradas pelos próprios maridos, pois não há leis que as protejam.

8. Iraque

mulheres iraq

O Iraque também é outro país com uma fama muito ruim devido às guerras e a violência, mas também pelos maus tratos femininos, onde as mulheres são sequestradas e violentadas ainda quando meninas. De acordo com as pesquisas, em 2014, 150 mulheres foram brutalmente mortas porque se recusaram a “prestar serviços sexuais” aos soldados.

9. Chade

Chade também é um país onde as meninas são obrigadas a se casarem com 11 e 12 anos e ficam totalmente dependentes dos maridos, sofrendo violência e abuso sem poderem buscar nenhum apoio de quem quer que seja.

10. Iêmen

No Iêmen as mulheres são proibidas de estudar, pois precisam cuidar dos seus maridos e servir somente a eles. Diferente dos outros casos, neste país houve tentativa do governo e até de projetos educacionais para tentarem arrancar essa cultura enraizada na população, mas infelizmente não houve resultados.

11. Arábia saudita

mulheres arabia

Na Arábia saudita existem muitas restrições para as mulheres, principalmente com relação à vestimenta que deve ser aquela túnica que cobre o corpo inteiro. Elas são obrigadas a usarem essas roupas até mesmo no verão.

Além disso, elas não podem dirigir ou sair de casa desacompanhadas, pois se isso ocorrer, elas podem ser sequestradas e estupradas.

12. Guatemala

Os crimes contra as mulheres na Guatemala também são muito frequentes e não há lei que as proteja. Lá elas também são estupradas e muitas vezes são espancadas até a morte.

Parece familiar não? Pois é, apesar do Brasil ser um país em que as mulheres podem exercer seus direitos, algumas situações como estupro, sequestro e abuso ainda ocorrem diariamente, mesmo existindo leis severas contra esses tipos de crimes.

O mais estranho é esse tipo de crueldade acontecer em países tão religiosos, quando na verdade estes deveriam servir de exemplo se pregassem o que realmente consta nas leis divinas.

Todavia, como o intuito deste meio de comunicação não é o de discutir religião e sim o de informar a população, vale alertar sobre os perigos de visitar lugares em que as mulheres, infelizmente, ainda são tidas como objetos e não podem sequer exercer o direito de igualdade, muito menos de ser livre.

Enquanto não pudermos intervir para mudar essa realidade, cabe a nós fazermos a nossa parte onde estivermos, dando exemplo de amor e respeito a este ser tão sagrado capaz de gerar vidas: a mulher!

Fonte e fotos: italiafeed.com

siga brasile pinterest

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

siga brasile instagram

Você está no Instagram?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!