Dia da Mulher - dia de luta

Você sabe por quê se comemora, no mundo todo o Dia Internacional da Mulher? Você acha que é só mais um feriado e dia de ganhar presentes? Não, minha querida irmã, o Dia da Mulher é muito, muito mais do que isso. Senta que lá vem a história do 8 de Março, Dia Internacional da Mulher.

No contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, pelo direito a voto, pelo direito de sermos nós, mulheres, consideradas cidadãs Clara Zebrino, uma líder socialista alemã, propôs à Segunda Conferência Internacional de Mulheres Socialistas, em Copenhaga, 1876, a instituição do Dia Internacional da Mulher.

Depois, em 8 de março de 1917, as trabalhadoras russas comemoraram o Dia Internacional da Mulher em uma manifestação a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Esta manifestação, de mulheres guerreiras, foi brutalmente reprimida e, foi um dos fatores que precipitou o início da Revolução Russa de 1917.

A data do 8 de março vem de longe, de mais longe ainda.

Em 8 de março de 1857 trabalhadoras têxteis norte-americanas ocuparam uma fábrica em protesto contra as péssimas condições de trabalho a que eram obrigadas. As trabalhadoras foram cercadas, a manifestação foi violentamente reprimida e o prédio, trancado e incendiado. 130 trabalhadoras morreram queimadas. Existem controvérsias sobre a data em que isso aconteceu - uns dizem que este fato ocorreu no incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist, em Nova York, no dia 25 de março de 1911. A Triangle Shirtwaist empregava 600 trabalhadores, na sua maioria mulheres imigrantes. No incêndio morreram 146 pessoas, 125 das quais, mulheres.

Comemorado no ocidente durante o século XX

Nos países ocidentais, essa data foi comemorada até a década de 1920. Depois, por estar relacionada com movimentos de trabalhadores que lutavam por melhoria de condições de trabalho, de vida e de cidadania, ficou abafada por muito tempo tendo sido retomada na década de 1960, pelo movimento feminista.

Ano Internacional da Mulher - 1977

1977 foi designado pela Organização das Nações Unidas como sendo o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres sendo seu dia consagrado o 8 de março.

Os direitos universais das mulheres

Você, mulher, lembre o que busca, o que precisa, que direitos tem.

Não só de parir seus filhos, o futuro de qualquer pátria.

Não só de cuidar de sua casa, e para isso precisa de ter uma casa, um teto, um chão.

Não só de cuidar dos seus seres amados.

Estes são seus direitos e mais, muitos mais, como o de

Ser respeitada como cidadã, como indivíduo, como trabalhadora.

O direito de ser considerada em igualdade de condições para o mercado de trabalho (salário igual a função igual)

O direito de poder amamentar suas crias onde e quando for necessário, à cria, claro.

O direito de descansar e se recuperar do parto, direito fundamental que só às mulheres é devido.

O direito de andar vestida como melhor lhe aprouver, de saias, curtas ou compridas, de roupa colorida ou não, de calças justas ou largas, sem ser, por isso, considerada como um simples objeto.

Mulher, você dá a vida à humanidade. Lute por esse direito, e não descanse até que o mesmo seja respeitado por toda a sociedade.

Viva o 8 de Março, o Dia Internacional da Mulher!

Leia também: 

VIDAS REFUGIADAS: UMA EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA DE MULHERES DE CORAGEM

Fonte foto:facebook