Há três anos este garoto acompanha seu amigo à escola

garoto

Uma história muito comovente que nos faz pensar em como cada um de nós poderíamos ser útil para outras pessoas, se quiséssemos. Xie Xu é um garoto chinês de 18 anos que há três anos acompanha Zhang Chi à escola, um seu amigo com deficiência.

Xie Xu com seus 1,73 m de altura e 75 kg de peso, consegue levar seu amigo, todos os dias, de seus dormitórios para a escola perto, o acompanha até a sala de aula, ao refeitório e a outros lugares dentro do campus.

Normalmente, o leva no ombro de uma classe para outra, o acompanha ao refeitório e o ajuda nas lições de casa, bem como nos trabalhos domésticos. Os dois amigos tornaram-se um modelo de solidariedade desde quando frequentam a Daxu High School, no norte da província de Jiangsu.

De acordo com o diretor da escola, a história desses dois alunos é realmente tocante e comovente. Não fazem parte da mesma família, não são irmãos, mas é como se fossem, visto que estão sempre juntos.

Zhang sofre de distrofia muscular, uma doença genética que enfraquece os músculos do corpo e pode causar incapacidade permanente. Apesar das muitas dificuldades a se enfrentar todos os dias, os dois amigos são os melhores alunos da escola.

Xie Xu e Zhang Chi

Os amigos Xie Xu e Zhang Chi

Xie Xu e Zhang Chi na escola 

Não surpreendentemente, os usuários de redes sociais têm demonstrado apreço e solidariedade para as ações altruístas de Xie: "Devemos aprender com a amizade deles. Na sociedade de hoje o empenho de Zhang é particularmente valioso".

Carregar uma pessoa nas costas para acompanhá-la à escola não é tão difícil e todo mundo poderia fazer. Mas é realmente extraordinário que Xie esteja fazendo isso todos os dias durante três anos, com um altruísmo que surpreende seus colegas e toda a escola.

Xie disse à imprensa local que leva o amigo Zhang pra cima e pra baixo, pelo menos, doze vezes ao dia, durante 200 dias por ano, ou seja, por todo o tempo que os dois amigos passam na escola.

Histórias como essa só podem reavivar a nossa fé na humanidade.

Leia também: Um lanche grátis para não se sabe quem: a mensagem de uma dona de restaurante

Fonte fotosshanghaiist.com