A "Tartaruga Vermelha": a poética da natureza

  • atualizado: 

Quem se emocionou com "A Viagem de Chihiro" certamente vai se encantar com o novo filme do animador japonês Hayao Miyazaki, "A Tartaruga Vermelha".

Trata-se de um filme que conta, de forma poética, a história de um animal solitário e pacífico que se une a um homem. Na cultura japonesa, são comuns as lendas sobre a união de histórias entre animais e seres humanos.

Miyazaki criou a animação de uma paisagem selvagem, em uma ilha tropical cheia de luz, mas também de perigos. Um lugar suspenso no tempo, onde é possível contar uma história na qual os espectadores possam pensar e sentir.

O Studio Ghibli, onde trabalha Miyazaki, é sinônimo de magia e poesia na animação e já encantou milhões de pessoas no mundo todo. A "Tartaruga Vermelha" foi indicado ao Oscar de melhor animação não foi à toa. Dirigido e idealizado pelo holandês Michael Dudok de Wit, a" Tartaruga Vermelha" ensina um homem a ser mais humano quando ele começa a ter um contato profundo com a natureza, com a sua própria natureza.

“Uma viagem onírica em uma ilha suspensa no tempo, traduzida em uma obra que respira com a natureza e fala a sua língua", lê-se no site oficial do filme.

Veja o trailer:

Especialmente indicado para você:

A FORÇA DOS NOSSOS DESEJOS: SOAR, UM MARAVILHOSO CURTA ANIMADO

CURTA-METRAGEM ABORDA ESTUPRO ENTRE CASAL: É PRECISO FALAR DISSO

BICHAS, O DOCUMENTÁRIO QUE FALA SOBRE O AMOR PRÓPRIO

2017: O BRILHO DO OSCAR NEGRO