O Brasil é o pulmão do mundo?

Brasil é o pulmão do mundo

Pulmão do mundo, rico em biodiversidade, país continental, bonito por natureza... quem já não ouviu uma ou muitas dessas qualificações, quando falam sobre o Brasil?

Destino ecoturístico por excelência, o país tem desde aquela região à qual sempre foi reputada a fama de “pulmão do mundo”, ou seja, a Amazônia – que, embora tenha esta fama, deve ser reconhecida como uma espécie de termômetro da biodiversidade do planeta, importante aliada no combate ao aquecimento global – passando por diversos outros destinos sustentáveis e cheios de beleza e riquezas naturais, além de cidades verdes como Curitiba e Cuiabá que, mesmo sendo metrópoles, conseguem conciliar desenvolvimento e sustentabilidade enriquecendo a lista do ecoturismo brasileiro.

Não à toa, em levantamento feito no ano passado, pelo Fórum Econômico Mundial, o Brasil é o principal destino em atrativos naturais em todo o planeta. A pesquisa foi feita entre mais de 140 países. Para se manter no topo, o Ministério do Turismo fará um investimento da ordem de R$ 10,4 milhões, em 12 parques nacionais por todo o país, com o intuito de alavancar o turismo sustentável no ano da Copa do Mundo. Haverá obras desde a acessibilidade, sinalização, passando por serviços. As benfeitorias devem continuar sendo realizadas até o ano das Olimpíadas: 2016.

Entretanto, nem tudo são flores: somos um dos maiores desmatadores de todo planeta e hoje, já poluímos como um país desenvolvido por causa da nossa atividade industrial e do consumo de combustíveis fósseis, entre outras razões que fazem com que nossas emissões de CO2 estejam, infelizmente, em alta. Sem falar que o país é o segundo maior produtor de transgênicos, o que vem abalando sua bonita fama por natureza.

É, sem dúvidas, um belo país, mas se cada um de nós não fizermos a nossa parte deixaremos de ser o “pulmão do mundo”, para nos tornarmos uma amarga lembrança de um pedaço de paraíso na Terra. Mãos à obra para revertermos esse processo!

Leia também:

setaQUEIMADAS NA AMAZÔNIA: DESTRUIÇÃO DA BIODIVERSIDADE

Fonte foto: michalesjoy.com