As férias alongam a vida e melhoram a defesa imunitária

férias alongam a vida e melhoram a defesa imunitária

As férias alongam a vida. Quem não gostaria de partir para uma agradável viagem neste exato momento? Acontece que a gente costuma sempre colocar outras prioridades no lugar: comprar isso, comprar aquilo. Mas agora temos mais um motivo para começarmos a planejar o nosso próximo destino.

As férias de prolongam a vida e melhoram o sistema imunológico.

Mas quais são os aspectos positivos das férias? Não se trata apenas de abandonar o trabalho por um período e mudar a rotina diária para relaxar e aliviar o estresss, mas também de uma chance de se maravilhar com paisagens nunca antes vistas.

Assim, pois, assistir a um pôr do sol ou um nascer do sol sobre o mar, partir pela primeira vez para ver o Grand Canyon ou uma outra paisagem de tirar o fôlego, ajuda a melhorar o sistema imunológico, graças à emoção do maravilhar-se.

Podemos nos abandonar à beleza e à maravilha durante uma viagem ou durante as férias, graças ao contato com a natureza, recuperando nossa espiritualidade, nossa capacidade de ouvir uma boa música ou admirando obras de arte. Estas experiências benéficas ajudam o funcionamento do sistema imunitário através da redução dos níveis de citocinas, substâncias que indicam a presença de inflamação.

Férias e atividades recreativas - viagens, arte e música em particular - são uma verdadeira bênção para a saúde. Isso é o que foi demonstrado em uma pesquisa realizada pela University of California em Berkeley, que enfatiza que as emoções positivas têm o poder de reduzir os níveis inflamatórios.

Um dos experimentos realizados, envolveu um grupo de 200 voluntários que partilharam suas experiências e suas emoções associadas àquelas. Em seguida, os especialistas tomaram amostras de saliva a partir da mucosa oral e as analisou. Aqueles que tinham experimentado emoções mais positivas, particularmente em respeito à admiração, tiveram menores níveis de citocinas.

Segundo Dacher Keltner, psicólogo e co-autor do estudo publicado na revista Emotion, a experiência sugere que o que fazemos para viver essas emoções - como caminhar em contato com a natureza, deixar se levar pela música e ou contemplar a arte - tem uma influência direta sobre a saúde e a expectativa de vida.

Então, mesmo se agora você não puder entrar em férias, que tal se presentear com um belo espetáculo musical, de dança ou daquilo que te faz maravilhar?

Leia também: Órgãos e emoções: a que emoção cada órgão corresponde?