Cajá: fruta gostosa com sabor de infância. Veja usos e benefícios

  • atualizado: 
cajá

Você gosta de cajá? Eu adoro: cajá-manga, cajá-mirim, cajá-redondo. Fruta gostosa tem gosto de infância e cheiro de subir na árvore para pegar - cajá é assim, fica na memória o lambuzado dos dedos, os fiapos entre os dentes e, principalmente, o gosto saboroso que enche a alma. Cajá fruta, cajá suco, cajá sorvete e muito mais é o que se pode fazer com o cajá lá no nordeste.

Você conhece cajá?

Sim, cajá é fruta de nordestino - com cheiro de sertão e calor de céu azul sem nuvens. O cajá, na verdade, veio de fora, da Polinésia - por isso alguns lhe chamam “maçã do Tahiti” - e entrou no Brasil pelas Guianas se espalhando pelo norte e nordeste, tomando conta.

Seu nome científico é Spondias macrocarpa (o cajá-redondo), Spondias dulcis (o cajá-manga) e Spondias mombin (o cajá-mirim ou cajarana) que, para mim, é o mais gostoso deles todos. Mas, como eu disse lá no começo, gostar de cajá tem a ver com sabor de infância que a gente guarda no fundo da alma.

A cajazeira, árvore de cajá, é muito alta, enorme mesmo (30 metros), o que dificulta seu cultivo comercial. Mas, sempre se encontra cajá nas feiras livres, de agricultura familiar, e é o mais gostoso, claro.

O que se faz com cajá e cajazeira (benefícios, usos e medicinais e outros usos)

caja feira

Foto: Spondias mombin

De tudo um pouco, essa árvore maravilhosa pode fornecer:

* madeira leve, fácil de se trabalhar, muito usada em marcenaria e carpintaria artesanais, esta madeira é boa para fazer pequenos barcos, de boa flutuação.

* a casca da cajazeira é aromática, adstringente e emética antidiarréica, antidisentérica e anti-hemorroidal. O macerado ou decocto da casca é usado, nas medicinas populares, em tratamentos de infecções (internas ou externas)

* a raiz da cajazeira também é adstringente e anti-hemorroidal

* e as folhas (que contêm taninos, saponinas, resinas, esteróis e triterpenos, flavonoides e alcaloides) são usadas como infusão para tratar diarreias e problemas gástricos de origem microbiana.

* as flores - para as abelhas

* do fruto - se come “assim” (com sal ou puro) no pé ou, se extrai a polpa para fazer sorvetes (maravilhosos), doces, geleias.

* na recuperação de áreas degradadas esta planta é interessante pois atrai pássaros e polinizadores porém, é preciso ter em conta sua grande altura.

* embaixo da cajazeira se planta cacau para aproveitar a sombra.

E, nos finalmentes, também tem o umbu-cajá, da música do Alceu Valença, do beijo travoso, lembra?

Umbu-cajá

Bem, umbu-cajá é uma delícia híbrida de umbu com cajá, Spondia tuberosa x Spondia mobin, tudo da família Anacardiaceae, parentes da ceriguela, do cajú e outras delícias mais.

São frutas do semi-árido que vale a pena a gente conhecer tanto como alimento como para todo o resto, da madeira à cura.

Leia mais sobre frutas brasileiras:

CAJUEIRO: DO NOSSO NORDESTE, UMA PLANTA MEDICINAL E ALIMENTAR

UMBU: BENEFÍCIOS, USOS MEDICINAIS E 3 DELICIOSAS RECEITAS

CIRIGUELA: TODOS OS BENEFÍCIOS E OS USOS MEDICINAIS