Erva-baleeira: planta nativa analgésica, cicatrizante, anti-inflamatória e relaxante muscular

  • atualizado: 
erva-baleeira

A erva-baleeira, Cordia verbenacea, também é conhecida, Brasil afora, como maria-milagrosa, baleeira, maria-preta, salicina, pimenteira, catinga-de-barão, e muitos outros nomes. Em inglês, foi apelidada de black sage, talvez pela infinidade de curas que ela nos brinda.

Vamos ver como usar as folhas da baleeira para tratar desde contusões a feridas, internas ou externas, e sendo excelente como relaxante muscular também.

A erva-baleeira é uma planta arbustiva nativa da região de Mata Atlântica porém, espalhada por todos os locais úmidos do nosso imenso país. Em estado natural esta planta é encontrada no litoral do sudeste e sul (entre São Paulo e Santa Catarina), região de cultura caiçara, povo de serra e mar, que a usava em suas curas, na forma de garrafadas.

Receita curativa

A receita mais antiga sobre o uso da erva-baleeira é bem simples: um punhado de folhas frescas, limpas e picadas, se coloca em uma garrafa escura. O volume total se completa com água e álcool, em iguais proporções. Deixa-se descansar, ao abrigo da luz direta e do calor, durante 7 dias. Após esse tempo, a garrafada está pronta.

Dependendo do tipo de álcool usado para fazer a garrafada, o caiçara usa o remédio para esfregar nas partes doloridas do corpo, lavar feridas abertas ou mesmo tomar, um cálice ao dia.

Como diz o pesquisador Pedro Melillo de Magalhães, da Unicamp: “Ainda há muita sabedoria popular mascarada. Talvez os povos antigos tivessem um sentido mais apurado para as plantas aromáticas”, quando tenta entender como os caiçaras, e outros povos autóctones, aprenderam a reconhecer as ervas medicinais dos nossos campos naturais.

Propriedades medicinais da erva-baleeira

Na medicina popular, a erva-baleeira tem uso recomendado como diurético, laxante, anti-inflamatório, antisséptico, analgésico e relaxante muscular. Mas, seu uso mais extenso é mesmo nos tratamentos de feridas abertas, para as quais propicia a antissepsia e cicatrização muito rápida, evitando infecções e, nos tratamentos de dores em geral: reumatismo, dores de coluna, nevralgias, artrites, contusões e até dor de dente.

Como usar a erva-baleeira

Garrafada

Como dito acima, a garrafada é a maneira mais antiga de se usar a erva-baleeira para a cura. Caso prefira esta forma, escolha um veículo alcoólico que você possa ingerir (o povo costuma misturar com pinga, claro) e também usar para massagear os locais doloridos. Se for tratar de processos reumáticos ou artríticos o recomendado é que você faça uso externo e interno: massageie os locais a serem tratados, pelo menos 3 vezes ao dia, e tome um cálice (50 ml) do líquido, 1 a 2 vezes ao dia.

Como relaxante muscular, massageie os locais doloridos e tome, também, um cálice do remédio.

Pomadas e cremes

A erva-baleeira pode ser acrescentada a cremes e pomadas, para uso externo, da mesma forma que outras ervas (sempre use 20% do volume total em ervas para 80% de gordura e cera).

Chá de erva-baleeira

Uma forma fácil de se usar a erva-baleeira é fazer um chá.

Use uma colher de sopa cheia de folhas picadas para 1 litro de água fervente ou, caso tenha a erva seca (comprada em ervanário), use somente uma colher de sobremesa.

O chá de erva-baleeira não deve ser fervido - é uma infusão. Você deve colocar as ervas na água fervente e abafar por 10 minutos. Tomar em seguida. Pode-se tomar de 2 a 3 xícaras ao dia.

cha erva baleeira

Outras formas de uso

Da mesma forma, você pode fazer banho de imersão com o chá de erva-baleeira.

Nas farmácias naturais você encontrará, com certeza, erva-baleeira em cápsulas e em tintura. Seu uso e forma de consumo deverá ser orientado por um terapeuta fitoterápico pois, para algumas pessoas, o consumo de cápsulas ou tintura poderá causar irritação gástrica.

Não se conhecem restrições sérias ao uso da erva-baleeira, exceto aquelas oriundas de algumas sensibilidade particular ou excesso no consumo.

A erva-baleeira faz parte da listagem do Renasus - Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS e seu uso é bastante extenso no país todo.

Especialmente indicado para você:

setaGERVÃO, UMA ERVA BRASILEIRA CURATIVA POR EXCELÊNCIA

setaCONHEÇA 10 REMÉDIOS NATURAIS PARA HEMORROIDAS

setaMASTRUZ: TODOS OS SURPREENDENTES BENEFÍCIOS

Fonte foto capa: flickr