Pau-ferro: medicinal contra úlceras e muito mais

  • atualizado: 
Pau-ferro

O pau-ferro, Caesalpinia ferrea, é uma árvore abundante nas matas dos estados que vão desde São Paulo até o Piauí. Madeira dura, de ferro, como o nome bem diz, também é conhecida como jucá, jucaina e diversos outros nomes de origem indígena. Mais do que duro e forte, o pau-ferro é uma planta medicinal muito usada contra bronquites, reumatismo e sífilis e agora, ficou demonstrado seu efeito na cura de úlceras gástricas.

Jucá, pau-ferro - para quê serve?

Na medicina popular se usa o chá de casca de jucá para tratar diabetes, pois ajuda a diminuir o volume da urina e a sede.

Também é usado como anti-inflamatório para todo tipo de problemas catarrais de peito, garganta e nariz. Se trata tosse, reumatismo, hemorragia, gota, cólicas intestinais, disenteria, hemorróidas, problemas cardíacos. É febrífugo, expectorante, tônico e vitalizante. Também é cicatrizante, tanto para uso interno como externo. Mas, no norte do país se usa o pó da casca do jucá para tratar os males de fígado e estômago (cada região tem suas dicas tradicionais).

Todos os usos mencionados acima são, na verdade, comprovados empiricamente pois, são séculos de experimentações positivas (e outras nem tanto) dos curandeiros e pajés que conhecem essa planta. Mas, o pau-ferro vem sendo estudado na academia desde a década de 1990, em busca das explicações do porquê funcionaria tão bem assim - se quiser, dê um google acadêmico com as palavras chaves “Caesalpinia ferrea medicinal” e se deleite com a enorme quantidade de artigos científicos e pesquisas, em todo o país, e para todo tipo de uso medicinal desta planta. Dentre tantos artigos, destaco este aqui e este aqui .

E também para tratamentos dermatológicos, o jucá vem sendo estudado, na Universidade Federal do Amazonas, para clareamento da pele (ouça mais, aqui o aúdio com a entrevista ao professor Emerson Silva Lima à rádio EBC. Segundo o professor, o uso do extrato de jucá pode promover a redução da produção de melanina, prevenindo o aparecimento de novas manchas e regredindo as existentes.

Na internet você encontrará muitos artigos sobre o uso medicinal do pau-ferro pois, hoje esta planta é moda pela cura, excepcional, que a ciência comprovou para as úlceras gástricas porém, atente que a maioria dos artigos e replicado sem fontes, escrito por quem não tem conhecimento da planta e, sem querer, apesar da boa vontade, pode te induzir ao erro. Eu recomendo a leitura deste artigo do Plantas Medicinais e Fitoterapia que detalha com profundidade a planta e seus benefícios.

Como preparar o chá da casca de pau-ferro

chà

A indicação de uso é de 2 colheres de casca seca, picada, para cada litro de água. Cozinhar em fogo baixo, por 10 minutos a partir da fervura. Após esse tempo, apague o fogo, tampe a panela e deixe repousar por outros 10 minutos. Tome em seguida. Recomenda-se tomar de 2 a 3 xícaras do chá de casca de pau-ferro ao dia.

Uma planta poderosa

Mas, também já se estuda o uso da folha, frutos e sementes do pau-ferro e seu potencial curativo - se quiser conhecer mais sobre esse aspecto recomendo a leitura deste artigo aqui ou este aqui, onde se estuda o uso das sementes.

Estudos que buscam conhecer a importância medicinal das plantas nativas

Porém, para mim, o mais interessante ainda é aprofundar estudos que busquem conhecer a importância medicinal, e não só, das espécies nativas da nossa terra, como este aqui que trata das espécies do Cerrado. E nessa busca, recuperar junto à memória popular, todo o conhecimento ancestral que nosso povo têm e usa. E a ciência que corra atrás do tempo para demonstrar, comprovar, porque funcionam as práticas curandeiras, assim penso eu.

A planta certa

Mas, o principal é você tomar o chá da planta certa, não é? Então, se quiser fazer uso da casca de pau-ferro, ou jucá, procure-a em algum ervanário de confiança que conheça de plantas brasileiras.

Especialmente indicado para você:

setaALIMENTOS E HÁBITOS ALIMENTARES QUE PROVOCAM INFLAMAÇÃO ABDOMINAL

setaCONHEÇA OS FANTÁSTICOS BENEFÍCIOS DO BÁLSAMO

setaAFTA: PODE SER CURADA RAPIDAMENTE. VEJA COMO!