Própolis: propriedades, usos e alternativas vegetais

propolis

O própolis é uma substância resinosa produzida pelas abelhas a partir de plantas e depois transformada por enzimas, criando um produto totalmente natural, com características muito particulares e extremamente benéficas para o nosso corpo.

Apesar das pessoas pensarem que este é um produto de origem animal, na verdade é só um hormônio vegetal recolhido pelas abelhas, nas plantas que visitam para coletar pólen e néctar.

A realidade é que a própolis não passa pelo trato digestivo das abelhas, é elaborada externamente, com as patas.

Abelha recolhendo própolis na flor:

propolis 5

Veja, “a própolis é na verdade um hormônio vegetal, indispensável para o bom desenvolvimento das plantas. A principal função desse hormônio é proteger os brotos de plantas em crescimento contra ataques de fungos e bactérias. (...) As abelhas coletam esse material das plantas raspando-o com suas mandíbulas e o tornam maleável, manipulando-o com as patas até formarem uma espécie de “bolinha de resina” que são fixadas em estruturas chamadas corbículas, também conhecidas como “cesta de pólen”, localizadas na tíbia da pata traseira da abelha, a mesma estrutura que carregam o pólen”. Depois disso, o material é levado para a colmeia e forma essas bolinhas que aparecem na foto abaixo:

propolis 3
Fonte foto 

Leia mais detalhadamente aqui sobre como se processa a transformação do própolis.

Propriedades do própolis

As principais propriedades do própolis já foram confirmadas por diversos estudos científicos - própolis tem ação antibacteriana, antiviral e antifúngica. Não é por acaso que as abelhas utilizam o própolis para desinfectar a colmeia.
Reportagem sobre própolis brasileira, conhecida como própolis verde. Veja o video:

O que pode então ser tratado com própolis?

A lista de problemas é longa. Desde sintomas de diversas doenças virais, como a gripe, a desinfecção de ferimentos e o aumento da imunidade. Esta substância é muito boa em caso de problemas resultantes do resfriamento do corpo, dor de garganta (faringite ou laringite) e, é especialmente eficiente quando usado já nos primeiros sintomas.

O própolis pode ser utilizado também para tratar úlceras na boca e a irritação da mucosa oral, como um desinfectante e cicatrizante, pois promove a regeneração dos tecidos lesionados, para o tratamento de herpes e micoses.

Algumas pessoas usam própolis preventivamente, para fortalecer o sistema imunológico e prevenir doenças sazonais. Mas, na ação preventiva, não se esqueça de outros produtos naturais, também muito eficazes como suco de aloe, Echinacea, Dente de Leão e o Astragalus .

Como usar o própolis

Para problemas do trato respiratório use tintura de própolis, uma solução de água e álcool que deve ser tomada em gotas (25-30) um par de vezes por dia, dependendo dos problemas que você deseja tratar. Mas há também produtos à base de própolis sem álcool (indicado para crianças), extratos secos em tabletes, onde são combinados própolis e outras plantas medicinais que aumentam a eficácia do tratamento - balas de própolis e guaco, alecrim, hortelã ou diversas outras combinações podem ser facilmente encontradas no mercado de fitoterápicos.

Para tratar de aftas e outras moléstias da mucosa bucal, faça bochechos com água e própolis, algumas vezes por dia. Também se recomenda pingar a tintura de própolis, diretamente, sobre as lesões.

setaLeia também: AFTA: PODE SER CURADA RAPIDAMENTE. VEJA COMO!

setaSAPINHO: CAUSAS, SINTOMAS, TRATAMENTOS E PREVENÇÃO

Se você quiser ajudar na cicatrização de feridas na pele, faça uma compressa com tintura de própolis, pomada ou gel e ponha sobre o local, com uma gase. Ou, simplesmente, passe a pomada, deixando a área aberta.

Contraindicações para uso do própolis

Mas, uma observação, algumas pessoas podem ter alergia ao própolis, dependendo da dose que tomarem. Então, caso você desconheça sua sensibilidade individual ao própolis, experimente com uma dose mínima (1 gota em uma colher de mel, por exemplo) e vá testando seu organismo. Alguns naturopatas dizem, aliás, que a dose ideal não deve ultrapassar 1 gota por colher de mel pois, o excesso será expelido por nós através da urina. E todo excesso sobrecarrega o sistema excretor, bexiga e rins. Portanto, vá testanto sua dose boa, devagarinho e observando suas respostas individuais.

Alternativas vegetais ao própolis

Para os veganos e outros grupos que não usam nenhum produto de origem animal, (apesar do própolis não o ser, veganos são contrários à intervenção do homem sobre o animal) podemos indicar algumas alternativas de origem vegetal que também são bastante eficazes:

* tintura de Echinacea, para os resfriados e outros problemas virais que afetam as vias aéreas e,

* tintura de Melaleuca, para tratar problemas da mucosa bucal, micoses e dermatites (bacterianas ou fúngicas).

Especialmente indicado para você:

setaPRÓPOLIS ORGÂNICA BRASILEIRA: ANTIOXIDANTE E ANTIMICROBIANA

setaPLANTAS QUE ATRAEM ABELHAS - A LISTA

setaPOLINIZADORES EM EXTINÇÃO É UMA GRANDE AMEAÇA À NOSSA ALIMENTAÇÃO?

setaNUNCA MATE AS ABELHAS, ENTENDA O SEU PAPEL NA POLINIZAÇÃO DAS FLORES E NA CADEIA ALIMENTAR