Carqueja: todos os benefícios e como fazer o chá

Carqueja

Quando a gente lembra do chá da carqueja já sente aquele amargo na boca. É amarga demais a carqueja, e faz um bem danado para quem a toma com rotina. Como uma grande quantidade de plantas amargas, é boa para o figado pois é uma super-depurativa, desintoxicante e hepatoprotetora.

A carqueja amarga, Baccharis trimera, é uma erva espontânea em terrenos baldios e pastos, também considerada “daninha” pois invade cultivos. Mas, não é daninha para o ser humano que, em sabendo usar, tirará muitos benefícios do seu chá.

Na nossa região também encontramos a carqueja-doce, ou carquejinha, (Baccharis articulata). Outra planta de mesmo nome, a Carqueja-ibérica (Pterospartum tridentatum) é diurética e também usada como condimento culinário.

A carqueja é muito rústica, uma planta originária da América do Sul, de fácil cultivo e resistente ao fogo. Quando ocorre queimada em área de carqueja, esta planta é das primeiras a se restabelecer dominando o ambiente.

Pode ser plantada em vasos e jardineiras, em casa, e assume a forma de pequenas moitas arredondadas.

É usada em chás emagrecedores e no chimarrão gaúcho, na aromatização de licores e vinhos e na fabricação de vassouras rústicas.

Seu uso medicinal é reconhecido como antipirética, antiespasmódica, digestiva, hepatoprotetora, anti-helmíntica, anti-reumática e diurética.

A carqueja-doce também é nativa da América do Sul, crescendo em áreas rochosas e arenosas no sul do Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. Esta é uma erva considerada anti-hipertensiva, e que tem bons resultados portanto, quando tomar, se não for hipertensa, saiba que ela vai baixar sua pressão arterial.

PRESSÃO ALTA: SINTOMAS, CAUSAS E REMÉDIOS NATURAIS

PRESSÃO BAIXA: SINTOMAS, CAUSAS E REMÉDIOS NATURAIS

Como fazer o chá

O uso das carquejas, qualquer das variedades, é seguro desde que observadas as doses já consagradas na medicina popular.

* Como base saiba que o chá de ervas frescas é feito com um punhado (oco da mão, colher de sopa grande) para um litro de água fervente, e logo abafado por 10 minutos. As ervas são coadas e você poderá fazer uso do chá por até 24 horas, se mantido em geladeira, para não fermentar.

* Já o chá feito com ervas secas requer de um punhado de ervas para meio litro de água a ferver. No caso da erva seca, deixe subir a fervura com a erva já na panela, depois coe e reserve, para usar conforme as indicações comuns.

* Em casos de problemas digestivos, use 1 xícara de chá de carqueja antes das principais refeições.

* Em casos de congestão hepática, até 4 xícaras do chá por dia.

* Para tratar cálculos biliares, experimente tomar meias xícaras, várias vezes ao dia, por três semanas.

Particularmente, eu confio nas indicações do site Plantas que Curam pois sei que estão fundamentadas em pesquisas técnicas sérias e antigas mas, você deve sempre “ouvir” seu próprio corpo e, principalmente, testar sua sensibilidade pessoal para encontrar a dose mais adequada ao uso pretendido.

Leia também:

BELDROEGA, UMA PLANTINHA DE NADA QUE VALE DE TUDO

ARARUTA: CONHEÇA A PLANTA QUE PODE TRAZER VÁRIOS BENEFÍCIOS PARA SAÚDE, CORPO E AINDA SER UMA OPÇÃO NA COZINHA

REMÉDIOS CASEIROS COM EFICÁCIA CIENTÍFICA COMPROVADA

5 REMÉDIOS NATURAIS PARA INFECÇÃO DE GARGANTA

Fonte foto:wikipedia